Nacional

Quinta-Feira, 06 de Dezembro de 2018, 15h:06 | Atualizado: 06/12/2018, 15h:12

Michel Temer diz ser positiva política de privatização defendida por Paulo Guedes

Marcelo Camargo/Ag Brasil

Michel Temer

Presidente Michel Temer elogiou a política de privatizações defendida por Paulo Guedes

O presidente Michel Temer avaliou como positiva a política de privatizações defendida pelo futuro ministro da Economia do governo Bolsonaro, Paulo Guedes. Temer disse fez isso em sua gestão ao lançar editais para concessão, por exemplo, de aeroportos, portos e rodovias. Para Temer, as únicas áreas que devem continuar sob a tutela do Estado brasileiro são segurança, educação e saúde.

“Privatização é algo que deu certo no Brasil, portanto, quanto mais privatizar eu acho melhor, sem mexer muito nesses setores fundamentais”, disse em entrevista nesta quinta-feira (6) a correspondentes internacionais, no Palácio da Alvorada, em Brasília. O presidente acrescentou que o Poder Público não tem condições de acolher todas as atividades do país.

Reforma da Previdência

Sobre a reforma da Presidência, Temer disse que se Jair Bolsonaro tem pressa na aprovação da idade mínima, o melhor caminho seria aproveitar a proposta apresentada pelo seu governo e que já está Congresso. “Eu sugiro que se possa aprovar a nossa proposta. Já está prevista lá, seria muito útil. Tem a vantagem que já tramitou, seria só aprovar na Câmara e no Senado, em dois turnos”, defendeu.

A hipótese não está fora dos planos de Bolsonaro que, ontem (5), disse que pretende votar a reforma em partes e o primeiro ponto será a idade mínima. O presidente eleito também não descartou adotar o texto que tramita no Congresso.

A proposta do governo Temer institui a idade mínima gradativamente, ao longo de 20 anos, até chegar a 62 anos para mulheres e 65 para homens, o que facilitaria a aprovação das mudanças pela sociedade.

Perguntado sobre o que não conseguiu fazer em seu governo, Michel Temer citou a reforma. Ele atribui o fracasso aos áudios da conversa entre ele e o empresário do grupo JBS, Joesley Batista. “Nós tínhamos até data e computados mais de 316 votos para aprovar a reforma da Previdência quando houve aquela questão da gravação, que depois eu percebi que se tratava de uma trama muito bem urdida para evitar a aprovação da reforma da Previdência e para [impedir] aprovar outros tantos gestos que eu iria praticar em relação a certos setores da atividade pública”, ressaltou. Ainda segundo Temer, no episódio, seus detratores receberam a “devida corregenda”. “Criaram problema de natureza moral para o presidente, mas um problema de natureza institucional para o país, porque paralisaram o país”, afirmou.

A gravação foi divulgada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) depois que o ministro Edson Fachin retirou parcialmente o sigilo da delação premiada do empresário. Na conversa, Temer e Batista conversam sobre o cenário político, os avanços na economia e também citam a situação de Cunha (PMDB-RJ), que está preso em Curitiba. O entendimento do governo é que a frase dita por Temer “tem que manter isso, viu?” diz respeito à manutenção do bom relacionamento entre Cunha e Batista, e não a um suposto pagamento de mesada pelo silêncio do ex-deputado.

Processos

Na mesma entrevista Michel Temer reafirmou que depois que deixar a Presidência da República vai se dedicar à área jurídica. Sobre denúncias de corrupção que possa responder, Temer disse que não tem "a menor preocupação com as denúncias". "Qualquer mente jurídica mais apurada vai ver que são pífias”. O presidente admitiu ainda que, moralmente, se sente “injustiçado”, mas que politicamente não, por estar acostumado.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Famílias e resgate da Praça Alencastro

emanuel praca curtinha   A praça Alencastro, em frente à prefeitura, no centro de Cuiabá, voltou a ser frequentada, de forma tranquila e segura, pelas famílias, algo até então inimaginável, principalmente à noite, porque ali estava tomado por pessoas suspeitas, inclusive de tráfico de...

Silval pagou dezembro; e Taques, não

pedro taques curtinhas   Por incrível que pareça, Pedro Taques (foto), que passou o tumultuado mandato de quatro anos olhando para o retrovisor, carimbando Silval Barbosa (foto) de quadrilheiro, corrupto e de incompetente, vai fechar o mandato, no próximo dia 31, sem pagar a folha de dezembro, ou seja, empurrando-a para o...

2 na briga para cuidar do caixa da AL

guilherme maluf curtinha   Sob articulação do pai, ex-deputado José Riva, a deputada reeleita Janaína segue articulando duro nos bastidores para compor chapa como primeira-secretária. Na prática, por mais que encontre certas resistências de alguns dos colegas votantes, ela quer ser ordenadora de...

MDB aponta o des(acordo) com Mauro

carlos bezerra curtinha   O MDB conduzido por Carlos Bezerra insiste na tese de que Mauro Mendes está descumprindo acordo de campanha. Para atrair o partido ao palanque, Mauro se comprometeu a, se eleito, oferecer duas secretarias de ponta à legenda. Agora, em reunião com o dirigente emedebista, o governador eleito sugeriu as...

Selma prevarica sobre tais extorsões

selma arruda curtinha   A juíza aposentada Selma Arruda, senadora eleita pelo PSL, arrumou mais uma confusão. Acuada por estar sendo investigada por abuso de poder econômico e sob risco de ser cassada, ela disparou sua metralhadora verbal contra membros do TRE-MT. Sem citar nome, afirmou que sofreu três tentativas de...

Derrota, acordo e permanência na AL

romualdo junior   Romoaldo Júnior (foto) está rindo à toa. Após derrota à reeleição, viu nas negociações políticas a chance de continuar legislando na Assembleia. E, pelo visto, conseguiu. O governador eleito Mauro convidou o deputado reeleito Allan Kardec (PDT) para assumir a...

Misael priorizará concurso na Câmara

misael galvao curtinha   Misael Galvão, que assume a presidência da Câmara de Cuiabá em 1º de janeiro, já definiu como uma das prioridades de sua gestão a realização de concurso público para preenchimento de diversas vagas. A equipe de transição, que levanta a real...

Definida lista tríplice para vaga no TRE

Em sessão ordinária administrativa realizada na manhã desta quinta (13), o Pleno do Tribunal de Justiça (TJ)  definiu a lista tríplice com o nome dos advogados que irão concorrer à vaga de juiz membro titular – classe jurista – do Tribunal Regional (TRE). A vaga será aberta com o término do primeiro biênio do advogado Ulisses Rabaneda  na função. Compõem a lista os advogados...

Afilhado de Jayme no staff do governo

cesar miranda curtinha   O secretário de Governo de Várzea Grande Cesar Miranda (foto), que tem como padrinho o senador eleito Jayme Campos, deve mesmo ser o secretário de Desenvolvimento Econômico da gestão Mauro Mendes. As negociações avançaram no sentido de indicá-lo na cota do DEM,...

MAIS LIDAS