Nacional

Terça-Feira, 03 de Dezembro de 2019, 14h:39 | Atualizado: 03/12/2019, 14h:45

Ministro Weintraub afirma que resultado ruim do Pisa é culpa do PT, não de Temer

Rodinei Crescêncio

Abraham Weintraub

Segundo Weintraub, o ex-presidente Michel Temer (MDB) não tem culpa no resultado

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, fez questão de destacar nesta terça (03) que os resultados do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa, na sigla em inglês) são de total responsabilidade do governo do Partido dos Trabalhadores (PT).

“[O resultado é] integralmente culpa do PT, culpa dessa doutrinação esquerdófila sem compromisso com o ensino. Que quer discutir sexualidade e não ensinar a ler”, afirmou o ministro, em coletiva.

Segundo Weintraub, o ex-presidente Michel Temer (MDB) não tem culpa no resultado. “Ele é culpado em ser vice da Dilma”, completou.

As provas do Pisa foram feitas no começo do ano passado. Weintraub assumiu “total responsabilidade” de que 2019 vai ser o ponto de inflexão, ou seja, “quando a [educação] começará a mudar”.

Weintraub destacou ainda que o país ficou em último colocado na América Latina nas áreas de ciência e matemática. Já na redação, o Brasil ficou em antepenúltimo, atrás apenas de Argentina e Peru.

“A gente começa a mudar isso com técnicas diferentes. Além disso, expandindo o ensino em tempo integral. O que mais? Escola cívico-militares”, sugeriu o ministro da Educação. Segundo ele, o universo de escolas militares brasileira está acima da média da OCDE.

PNA

Ao garantir o ponto de inflexão a partir do governo Bolsonaro, Weintraub destacou que o Ministério da Educação (MEC) começou neste ano a implantação da nova Política Nacional de Alfabetização (PNA). “Desde abril estamos em reunião”, disse.

Revelada pelo jornal O Estado de S. Paulo, radiografia realizada do MEC por uma comissão da Câmara dos Deputados, contudo, indicou paralisia tanto no planejamento quanto na execução de políticas públicas por parte da pasta comandada pelo ministro Abraham Weintraub.

Na lista dos problemas identificados estão desde a falta de ações concretas para o fomento da alfabetização até a alta rotatividade de funcionários comissionados. O MEC alega que programas serão lançados em breve e o descontingenciamento de recursos é recente.

Na prática, o trabalho dos parlamentares mostrou que a Política Nacional de Alfabetização (PNA) – única meta específica do MEC nos primeiros 100 dias de governo – não resultou, até o momento, na apresentação de um plano de ação detalhado.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Cidinho declina do convite à suplência

cidinho 400 curtinha   O ex-senador e empresário Cidinho Santos (foto), do PL, declinou do convite para compor uma das suplências da chapa ao Senado de Otaviano Pivetta (PDT). Em princípio, ele havia aceitado ser o primeiro-suplente. Mas questões empresariais não permitem que neste ano Cidinho concorra a cargo...

Conselhos, o populismo e a reeleição

ze do patio 400 curtinha   Em Rondonópolis, o prefeito Zé do Pátio (foto), bastante conhecido pelo perfil populista, busca se apegar cada vez mais às massas. Até para inaugurar um posto de saúde, Pátio, estrategicamente, aproveita para criar, ali na comunidade, os chamados conselhos. Busca debater...

Educação Inclusiva no Nilo Póvoas

marioneide 400 curtinha   A Seduc, sob Marioneide Kliemaschewsk (foto), decidiu desativar a tradicional escola estadual Nilo Póvoas, que funcionava há 50 anos no bairro Bandeirantes, em Cuiabá, o que acabou gerando protesto de pais e alunos. O prédio agora vai abrigar o Centro de Referência em...

Partidos com 2 ou mais pré ao Senado

margareth buzetti 400 curtinha   Dirigentes partidários estão passando apurado, nesta fase de pré-campanha, para conduzir o processo de escolha de candidatura ao Senado para a vaga de Selma Arruda, cassada por crimes eleitorais. Mesmo sabendo que as chances são remotíssimas de êxito nas urnas, alguns...

Muitos cuiabanos votam em Chapada

thelma de oliveira 400 curtinha   A ex-deputada federal Thelma de Oliveira (PSDB), que em 2016 transferiu o domicílio eleitoral de Cuiabá para Chapada dos Guimaráes, já está trabalhando nos bastidores o projeto de reeleição. E, agindo nos bastidores e de forma estratégica, ela conseguiu um...

Câmara cassará 4º eleito em 11 anos

ricardo saad 400   O emblemático e inconsequente Abílio Júnior (PSC) caminha para entrar para os anais da Câmara de Cuiabá como o quarto vereador a ter o mandato cassado nos últimos 11 anos. Parecer da Comissão de Ética, sob relatoria de Ricardo Saad (foto), é pela perda da cadeira...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O governador Mauro Mendes acaba de encerrar o 1º dos quatro anos de mandato. Na sua opinião, como está indo a administração?

ótima

boa

regular

ruim

péssima

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.