Nacional

Terça-Feira, 03 de Dezembro de 2019, 18h:00 | Atualizado: 03/12/2019, 18h:22

MPT quer barrar projeto que extingue cota para pessoas deficientes em empresas

JP Rodrigues/Metrópoles

Minist�rio P�blico do Trabalho

MPT: proposta não tem o escopo de contribuir para a inclusão da pessoa com deficiência

Após o governo enviar um Projeto de Lei (PL) que acaba com a cota para trabalhadores com deficiência no mercado de trabalho, o Ministério Público do Trabalho (MPT) pediu a rejeição da proposta. O órgão criticou a iniciativa que, segundo o Executivo, ajudaria a reduzir o desemprego no país.

“O Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, 3 de dezembro, está marcado pela ameaça de retrocesso de direitos das [Pessoas com Deficiências] PcDs no Brasil”, diz trecho da manifestação.

No parecer, o MPT defende que a proposta “não tem o escopo de contribuir para a inclusão da pessoa com deficiência, mas, sim, de desonerar o empregador e atribuir ao trabalhador com deficiência a responsabilidade por sua ‘reabilitação e habilitação’ para o trabalho, voltando o foco para a deficiência como fator irradiador de ‘incapacidade'”.

O documento aponta ainda que a permissão de substituição da obrigação pelo pagamento de “quantia irrisória” traz o risco de se prejudicar o acesso ao mercado de trabalho de pessoas com deficiência que tenham qualificação profissional e maiores níveis de escolaridade.

O MPT também afirma que a cota não se presta apenas à “inserção” da pessoa com deficiência no mercado de trabalho, mas também à promoção da diversidade no ambiente de trabalho e efetiva inclusão. “A medida proposta não apenas segrega as pessoas com deficiência, mas também impede que pessoas sem deficiência convivam com o diferente e se estabeleça um ambiente inclusivo”.

Entenda

O projeto, em tramitação na Câmara dos Deputados, altera a Lei de Cotas para Pessoas com Deficiência e mais nove normativos em vigor. Atualmente, a empresa com 100 ou mais funcionários está obrigada a preencher de 2% a 5% das vagas com trabalhadores reabilitados ou pessoas com deficiência.

O governo Bolsonaro, por sua vez, argumenta que hoje estão preenchidas apenas metade das 768 mil vagas asseguradas por lei. Além disso, o Executivo explica que o empregador em uma pequena cidade pode não encontrar número suficiente de pessoas com deficiência.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

França, convite do Pode e suspense

roberto franca 400 curtinha   Roberto França (foto), que exerceu vários mandatos eletivos, entre eles de vereador e de prefeito de Cuiabá, ficou empolgado com o convite para se filiar ao Podemos, inclusive com abertura para concorrer novamente ao Palácio Alencastro. Para evitar conflitos, antes de fazê-lo, o...

Neurilan critica Pivetta e faz campanha

otaviano pivetta 400 curtinha   Em discurso em Tangará da Serra, num evento promovido pela AMM que serviu de palanque eleitoral, Neurilan Fraga disparou críticas ao vice-governador Pivetta (foto), que também pretende concorrer ao Senado. Disse que Pivetta não aceita nem discutir o valor repassado hoje aos...

Evento da AMM para pré-candidatura

neurilan fraga 400   Neurilan Fraga (foto), que aproveita o trunfo de presidente da AMM para tentar projeção política, insiste na pré-candidatura ao Senado, mesmo com a filiação oficial ao PL fora do prazo exigido pela legislação, o que ensejará no indeferimento do registro. E...

Selma, carreata e "ciúmes políticos"

selma arruda 400 curtinha   Quem vê Selma Arruda (foto), senadora cassada por crimes eleitorais, e o ex-senador e federal José Medeiros afinados no Podemos, nem imagina que no pleito de 2018 ela optou por distanciá-lo motivada simplesmente por "ciúmes políticos". Selma carregava o slogan de "Senadora de Bolsonaro"....

Reunião pra debater viabilidade do VLT

wellington 400 curtinha   Após participar de uma reunião na Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana, o senador Wellington (foto) revelou que no próxmo dia 10 vai ser realizado encontro com o secretário José Carlos Medalia e com integrantes do Governo de MT para discutir a viabilidade do VLT, cujas obras...

Estado reduz número de homicídios

alexandre bustamante curtinha 400   O secretário Alexandre Bustamante (foto), de Segurança Pública, está comemorando a redução do número de crimes em MT.  O Estado fechou 2019 com a menor taxa de homicídios dos últimos 10 anos. Nos 12 meses do ano passado foram contabilizados...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Sobre a senadora Selma Arruda, que teve mandato cassado por caixa 2 e abuso de poder econômico, você acha que ela foi...

ingênua

corrupta

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.