Nacional

Quinta-Feira, 13 de Agosto de 2020, 13h:51 | Atualizado: 13/08/2020, 13h:51

"Perdi meu filho por idiotice", diz pai de ex-aluno do Sigma morto com choque


Metrópoles

Reprodução

Jo�o Vitor Remus

João Vitor Remus, de apenas 13 anos, faleceu após acidente com carregador de celular defeituoso. Família diz que entrará na Justiça com ação civil pública

Morador de Brasília, Frederico Remus, de 47 anos, levou a esposa e os filhos para fazenda da família em Tocantins, por causa da pandemia do novo coronavírus. Tudo ia bem, até que, na noite de 28 de julho, João Vitor Remus, de 13 anos, precisou utilizar a extensão na qual a irmã, 12, carregava o celular. Ao tirarem o carregador da tomada, os pinos se soltaram do equipamento e, quando João foi pegar a extensão, encostou nos pinos, recebendo a descarga elétrica.

Mesmo após 10 dias internados, João não resistiu ao choque, falecendo em na última quinta-feira (6/8), em Palmas. Quem conta os tristes detalhes é o pai do menino, Frederico.

“Meu filho perdeu a vida por uma idiotice. É doloroso”, desabafa, em conversa com o Metrópoles. O pai da vítima ainda não se conforma da forma como perdeu o filho. “Essa dor é insuportável. Ela é física, ela dói. E por causa de um acidente banal, sabe?”.

Para o pai, no entanto, somente as boas memórias que ficam. Descrevendo João como alguém “muito à frente do tempo dele”, relembra de como o filho gostava de conversar com pessoas mais velhas. Para Frederico, o seu “moleque” era o melhor, e sabe bem qual imagem vai levar sempre do filho.

“O que ficou dele é o sorriso bonito e largo dele”, relembra.

O fazendeiro conta que o filho ajudava nos serviços pesados do negócio da família, no qual o pai fazia questão de envolvê-lo.

“Eu trocava ideia com ele, perguntava: ‘O que você acha? O que nós vamos fazer?’. Queria que ele se sentisse à vontade no negócio”. O intuito era que João e a irmã tomassem conta das terras da família. “Tudo que eu fazia na vida era pensando que ele seria meu sucessor”, revela Frederico.

“Em outro plano”

Segundo os pais de João, o apoio de familiares e amigos próximos tem sido fundamental para trazer algum alento. Além disso, os pais e a irmã também buscam conforto na espiritualidade. “Queremos crer que ele está num plano muito melhor que esse aqui”, revela.

A tática tem sido usada, inclusive, para superar qualquer possível trauma. Isso porque a irmã de João, a quem a família prefere proteger a identidade, viu todo o episódio que culminou na morte do garoto, chegando a encostar nele na tentativa de tirá-lo da tomada.

“Eu disse duas coisas para ela: ‘Deus te preservou para mim. Porque você tentar salvar seu irmão foi lindo, maravilhoso, mas você expôs sua vida”, conta Frederico sobre a conversa que teve com a filha. “E a outra coisa é que agora ele está com duas pessoas lá em cima. Estão se matando de rir e a gente se matando de chorar aqui”, imagina o pai, se referindo aos avós das crianças.

Ainda segundo o patriarca, a esposa e mãe das crianças, Kelen, prefere crer que João está num ambiente ainda melhor.

“Às vezes, foi um livramento do que estamos vivendo aqui”, conta. O casal também avalia tomar outras providências, até como forma de superar o acontecido, “sabendo que a gente tem que fazer algo em prol para isso não acontecer de novo com ninguém, para ninguém passar por uma dor dessa”, exclama Frederico.

Medida judicial

À espera da conclusão da perícia, os familiares aguardam para, então, entrar com ação civil pública. Frederico revela que já foi procurado pela Ordem dos Advogados do Brasil, seccional do DF, que demonstrou sensibilidade com o caso e se colocou à disposição dos pais para tomar as medidas legais e jurídicas cabíveis.

Os pais de João entendem que houve omissão e negligência por parte dos órgãos fiscalizadores.

“Alguém foi omisso. Que seja o Inmetro, que seja a Receita Federal através dessa ‘lixaiada’ que está chegando no país. Porque, na nossa vida, eles mexem muito. Agora, num contêiner desse não mexem?”, esbraveja o fazendeiro, referindo-se ao modo como produtos chegam ao Brasil.

Para ele, os equipamentos do tipo que chegam às lojas deveriam ser periciados e certificados pelas entidades responsáveis. E que lutará pela responsabilização das autoridades competentes. “Vou tomar providências. Vai ser uma bandeira para mim”.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Nagila Cristina Pereira | Sábado, 15 de Agosto de 2020, 09h56
    0
    0

    Meu nome é Nagila e gostaria se possível de obter o endereço e-mail ou qualquer outra fonte de contato de Frederico Remus para expressar algumas palavras de conforto.Agradeço

Podemos se alia à esquerda em Barra

sandro saggin 400 curtinha   O direitista Podemos, comandado no Estado pelo deputado Medeiros, fechou coligação com partidos de extrema esquerda em Barra do Garças, como PC do B, PT e Pros. Sandro Saggin (foto), até então pré-candidato a prefeito pelo Pode, recuou e compôs com o grupo liderado pelo...

Coordenador quer mostrar obras de EP

vanderlucio curtinha   Coordenador da campanha de Emanuel Pinheiro à reeleição, Vanderlúcio Rodrigues (foto) garante que o grupo vai focar na divulgação de propostas e não fará ataques pessoais aos 7 adversários. O ex-secretário de Obras Públicas avalia que o grupo...

Tucano ainda com sequelas da Covid

ricardo saad curtinha 400   O vereador cuiabano e presidente do PSDB na Capital, Ricardo Saad (foto), segue na luta para reverter as sequelas deixadas pela Covid-19. Mesmo Dois meses após ser infectado, diz que 53% do seu pulmão ainda está comprometido e que, por isso, sente muita falta de ar. Candidato à...

Tentando golpe político em Tangará

amauri 400 curtinha   O deputado estadual Paulo Araújo (PP) sofreu uma tentativa de golpe vinda de uma pessoa em quem ele confiava totalmente, o seu ex-assessor Amauri Paulo Cervo (foto). Até há poucos dias, Amauri estava lotado no gabinete do deputado, na AL, quando se licenciou com intenção de concorrer...

Regiões e representantes na disputa

nilson leitao curtinha   A maior parte das regiões está bem representada em relação aos cabeças de chapa que disputarão vaga no Senado. Pelo Nortão e Médio-Norte, encaram às urnas o ex-prefeito de Sinop Nilson Leitão (foto) e o senador tampão Carlos Fávaro (PSD). Na...

Candidatos e definição de suplentes

jos� medeiros curtinha 400   Alguns candidatos ao Senado estão batendo cabeça para compor suas suplências ou reedita-las, como é o caso de José Medeiros (foto), que, na primeira convenção (anulada), havia fechado chapa pura do Podemos com o vice-prefeito de Cuiabá Niuan...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você está animado para votar nas eleições de novembro?

sim

não

nem sei!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.