Nacional

Segunda-Feira, 22 de Fevereiro de 2021, 13h:49 | Atualizado: 22/02/2021, 13h:51

Petrobras despenca 20% após presidente Jair Bolsonaro citar troca de comando leia

A bolsa de valores brasileira, a B3, opera em forte queda nesta segunda-feira (22), após o presidente Jair Bolsonaro ter anunciado na noite de sexta-feira a indicação de um novo presidente-executivo para a Petrobras e com agentes financeiros enxergando aumento relevante de risco político no país, principalmente de ingerência governamental em estatais.

Reprodução

Petrobras

Papéis da estatal têm forte queda com troca no comando da petroleira e temores de intervenção do governo na política de preços de combustíveis no país

 Às 14h38, o Ibovespa caía 3,54%, a 114.239 pontos, pressionado pelo tombo nas ações da Petrobras, que têm peso de 10,27% no índice. Mais cedo, o Ibovespa chegou a recuar mais de 5%. Veja mais cotações.

Perto do mesmo horário, as ações ordinárias (PETR3) derretiam 20,55%, a R$ 21,53, e as preferenciais (PETR4) tinham baixa de 20,23%, a R$ 21809.

A queda era similar na Bolsa de Nova York: na Nyse, as ADRs (American Depositary Receipts) da Petrobras recuavam 20,40% perto do mesmo horário.

Segundo levantamento da Economatica, com o tombo nas cotações, a Petrobras perdeu em poucas horas nesta segunda-feira mais de R$ 72 bilhões em valor de mercado. Na sexta-feira, a petroleira já tinha encolhido R$ 28 bilhões.

Os papéis da Eletrobras e do Banco do Brasil também eram negociados em forte queda: os primeiros caíam mais de 4%, enquanto as ações do banco desabavam 11,25%.

Na sexta-feira, o Ibovespa fechou em queda de 0,64%, a 118.420 pontos, acumulando baixa de 0,84% na semana. Na parcial do mês até sexta, o índice acumulou avanço de 2,92%. No ano, a queda estava em 0,49%.

Cenário

As atenções dos investidores se voltam para a mudança no comando da Petrobras e temores de intervenção do governo federal na política de preços de combustíveis e na gestão de estatais.

Na noite de sexta-feira, Bolsonaro anunciou a indicação do general Joaquim Silva e Luna, atual diretor da Itaipu Binacional, para a presidência da Petrobras, no lugar de Roberto Castello Branco, gerando muitas críticas.

Para que a troca na presidência da Petrobras seja concretizada, a indicação ainda precisa do aval do Conselho de Administração da Petrobras, que tem reunião prevista para esta terça-feira (23).

No sábado, Bolsonaro disse que precisa "trocar as peças que porventura não estejam funcionando". E que, "na semana que vem, teremos mais", sem dar mais detalhes. Bolsonaro também disse no sábado que vai "meter o dedo na energia elétrica", e que, "se a imprensa está preocupada com a troca de ontem, na semana que vem teremos mais", destaca a Reuters.

A decisão e Bolsonaro de trocar o comando da Petrobras repercutiu negativamente entre investidores, com vários analistas cortando a recomendação dos papéis, bem como reduzindo preços-alvo.

A XP Investimentos, por exemplo, cortou a recomendação para os papéis da Petrobras de "neutro" para "venda" no domingo, em relatório sob o título "Não há mais como defender".

"As declarações recentes do presidente acendem um enorme sinal amarelo – senão vermelho ao cenário político local", afirmou o estrategista Dan Kawa, da TAG Investimentos, em comunicado a clientes.

Na cena doméstica, os investidores continuam de olho também nas discussões em torno de mais gastos com auxílio emergencial para a população vulnerável, em meio às preocupações com a saúde das contas públicas e rompimento do teto de gastos - considerado a âncora fiscal do país neste momento.

Pesquisa Focus do Banco Central divulgada nesta segunda mostrou que os analistas do mercado elevaram a estimativa de inflação em 2021 para 3,82%, acima da meta central, que é de 3,75%. A expectativa para a taxa Selic no fim de 2020 subiu de 3,75% para 4% ao ano. Já a projeção para a alta do PIB (Produto Interno Bruto) de 2021 foi reduzida de 3,43% para 3,29%.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • André | Segunda-Feira, 22 de Fevereiro de 2021, 21h17
    0
    0

    Mais um tiro no pé desse miliciano genocida. E aí, gado! Qual vai ser seu argumento dessa vez para defender o infeliz?

Secretários filiados e sem pretensões

Beto 2x1 400 curtinha   Presidente do DEM em Cuiabá, o secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto 2 x 1 (foto), disse, em visita ao Rdnews, quando concedeu entrevista à tvweb RDTV, que alguns colegas secretários estão filiados ao partido, mas isso não significa que eles...

Magistrado quer restrições mais duras

orlando perri 400 curtinha   Ao deferir pedido de liminar na Ação Direta de Inconstitucionalidade proposta pelo chefe do MPE-MT, José Antonio Borges, em meio a conflitos de normas editadas pelo governo estadual e pela Prefeitura da Capital, o desembargador Orlando Perri (foto) enfatiza que é preciso endurecer as medidas...

Paisagista, aliança com Pátio e a AL

claudio paisagista 400   Claudio Ferreira, o Paisagista (foto), está tão empolgado com a votação para prefeito de Rondonópolis no ano passado que pretende encarar outro teste das urnas, agora para deputado estadual, em 2022. Pelo DC, ele tentou a sucessão municipal e chegou a 17.498 votos, ficando...

90 novas UTIs só neste ano em MT

mauro mendes 400 curtinha   Mauro Mendes (foto) disse que o governo estadual tem se empenhado ao máximo na luta pelo combate ao novo coronavírus. E enfatiza que somente neste início de ano, o Estado já habilitou 90 novos leitos de UTI para atender casos graves de Covid-19. Entre janeiro e março, foram abertos...

Apelo dramático da Santa Casa de ROO

bianca talita 400 santa casa roo   A superintendente da Santa Casa de Rondonópolis, Bianca Talita (foto), fez um apelo dramático nesta terça, num grupo de WhatsApp, esperando sensibilizar o prefeito Zé do Pátio a repassar com urgência os recursos que estão repressados no Fundo Municipal de...

Emendas para todos os 24 deputados

Max 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Max Russi (foto), em visita ao Grupo Rdnews, quando concedeu entrevista ao portal e à tv web Rdtv, defendeu as emendas impositivas, que são indicadas pelos deputados e pagas pelo governo, via orçamento. Lembra que são instrumentos importantes para fazer com que obras e...

MAIS LIDAS