Nacional

Terça-Feira, 10 de Dezembro de 2019, 09h:54 | Atualizado: 10/12/2019, 10h:20

Podemos expulsa Feliciano por apoio a Bolsonaro de quem quer ser vice em 2022

Marco Feliciano

Deputado Marco Feliciano quer ser vice "evangélico" de Jair Bolsonaro em 2020: vai ter que mudar de partido

O diretório de São Paulo do Podemos decidiu expulsar, nesta segunda (10), à noite, o deputado federal Marco Feliciano. Segundo a assessoria da legenda, a punição é justificada pela "incompatibilidade política", já que Feliciano se manifestou por "apoio irrestrito" ao presidente da República, Jair Bolsonaro. A legenda se diz independente do governo.

O GLOBO entrou em contato com o parlamentar, mas não obteve retorno. Em nota oficial, a direção nacional da sigla diz que o "caso foi avocado pela Comissão Executiva Nacional, na forma do artigo 65 do estatuto partidário". Ainda de acordo com o partido, o diretório de São Paulo não tem competência para tomar essa decisão.

Feliciano pode, portanto, recorrer à Executiva do Podemos para tentar evitar qualquer punição.

Segundo o colunista Lauro Jardim, o deputado torce pelo sucesso do projeto Aliança pelo Brasil para ingressar no futuro partido de Bolsonaro. Com a expulsão, Feliciano não perde o mandato e pode migrar de sigla.

Dirigentes do Podemos entendem que Feliciano já se ofereceu publicamente para ser vice do atual presidente da República para uma chapa em 2022. O pastor já declarou que Bolsonaro "terá um vice evangélico".

As falas incomodaram Álvaro Dias (PODE-PR), principal nome da legenda para a disputa ao Planalto, e também o presidente do diretório de São Paulo, Mario Covas Neto .

Além disso, não foi bem recebida no partido uma reportagem do "Estado de S. Paulo" sobre o uso de dinheiro público pelo deputado. Feliciano teve R$ 157 mil reembolsados pela Câmara por tratamento odontológico.

Desde que Bolsonaro assumiu a Presidência, Marco Feliciano tenta se aproximar de Bolsonaro para fazer a interlocução do Planalto com a bancada evangélica na Câmara. Apesar de discursar dia sim e outro também a favor do governo, tem restrições a alguns ministros, especialmente o da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos.

Desde o início do ano, Feliciano já se empenhou para ser indicado ao comando de um Ministério na Esplanada. Agora, sonha em compor uma chapa com Bolsonaro. Para se aproximar do núcleo duro do governo, investiu inclusive para abrir um canal de diálogo com o principal ideólogo do governo, Olavo de Carvalho. Em abril, foi aos Estados Unidos para conversar pessoalmente com o filósofo.

Nesta segunda (9), Feliciano esteve no Senegal e em Cabo Verde, onde cumpriu uma série de compromissos com o ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo. Esta semana, o deputado vibrou, no Twitter, com o retorno de Carlos Bolsonaro ao Twitter. "Seja bem-vindo de volta ao bom combate! Sabemos que podemos contar com sua bravura contra tudo aquilo que se levanta contra Deus, a Pátria e a Família brasileiras!", publicou.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • naldo | Terça-Feira, 10 de Dezembro de 2019, 20h26
    0
    0

    Gilmar, cubanizados! Como você é idiota! Muuuuuuuu

  • GILMAR DE PAULA | Terça-Feira, 10 de Dezembro de 2019, 17h04
    0
    1

    Claro que a Senadora Selma está com os dias contados no Senado Federal. Se praticou cx 2 deve arcar com a punição. No entanto, hoje, vi em vários videos na internet o placar da votação na CCJ do Senado sobre a prisão após condenação em 2ª Instância. Nessa batalha o seu desempenho foi exemplar. Os brasileiros, exceto os cubanizados", serão gratos a Vossa Excelência. Cadeia para a bandidagem! Sejam eles as velhas raposas da política ou os jovens camundongos parentes dos primeiros.

  • GILMAR DE PAULA | Terça-Feira, 10 de Dezembro de 2019, 16h57
    0
    1

    Tem matéria veiculando na net que a expulsão foi em razão do tratamento dentário pago com dinheiro público de + de R$ 150.000,00. Aqui entre nós: se o Podemos for expulsar todos os deputados que apoiam o Bolsonaro, a agremiação política vai ficar "murcha". Aqui em Mato Grosso . . .

Túlio, inabilidade política e frustração

tulio fontes 400 curtinha   Túlio Fontes (foto), que ainda faz mistério sobre disputa à sucessão em Cáceres, ficará mesmo fora do embate das urnas. Ex-prefeito e derrotado duas vezes para deputado estadual, ele não moveu uma palha para fortalecer o seu nanico PV. Conclusão: o partido só...

Pátio, vice, o MDB e ex-secretário

adonias fernandes 400 curtinha   Em Rondonópolis, o prefeito Zé do Pátio não desistiu de vez do seu antigo partido, o MDB, no qual militou por mais de duas décadas. Embora em rota de colisão com alguns líderes emedebistas, Pátio ainda tem bom contato com o ex-padrinho político, o...

Prefeito de Sapezal e aditivo com 15%

valdecir casagrande 400 curtinha sapezal prefeito   O prefeito de Sapezal, Valcir Casagrande (foto), autorizou o quarto aditivo de um contrato sem licitação, firmado em 2019 entre o município e a Casa de Saúde Santa Marcelina. Chamam atenção o valor e o aumento. A continuidade do atendimento aos...

Partidos acirram disputa a vice de Léo

leonardo 400 curtinha   Em Primavera do Leste, o prefeito emedebista Léo Bortolin (foto), um dos mais bem avaliados gestores mato-grossenses, convive com uma disputa acirrada de pretendentes ao cargo de vice-prefeito de sua chapa. A corrida por novo mandato está tão confortável que Léo praticamente não tem...

MDB e PRB devem se juntar em ROO

luizao 400 curtinha   Ao menos dois blocos de oposição em Rondonópolis estão levando a sério a observação do ex-governador e ex-senador Blairo Maggi, para quem Zé do Pátio ganharia a reeleição numa boa se o município tiver várias candidaturas. Ou seja, quanto...

Parlamentares numa disputa cômoda

thiago silva 400 curtinha   Parlamentares que estão se aventurando na disputa a prefeito nada têm a perder. Não precisam nem se afastar dos mandatos para concorrer ao pleito. Em caso de derrota nas urnas de novembro, continuam com suas cadeiras garantidas até 2022 (situação de estadual e federal) e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.