Nacional

Segunda-Feira, 11 de Novembro de 2019, 19h:00 | Atualizado: 11/11/2019, 19h:04

Presidente Jair Bolsonaro edita medida provisória que extingue seguro DPVAT

Marcos Corrêa

Jair Bolsonaro

O texto da MP assinada pelo presidente Jair Bolsonaro será publicado no Diário Oficial da União dessa terça

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) editou, nesta segunda (11), medida provisória que, na prática, extingue Seguro Obrigatório de Danos Pessoais causados por veículos automotores de via terrestre, ou por sua carga, a pessoas transportadas ou não, o chamado DPVAT.

O texto da MP será publicado no Diário Oficial da União dessa terça (12) e se tornará lei até o Congresso analisar. Os parlamentares têm até 180 dias para aprovar ou negar a medida.

Os acidentes ocorridos até o dia 31 de dezembro deste ano continuam cobertos pelo DPVAT. Sendo assim, a Seguradora Líder continua à frente dos procedimentos referentes a esses acidentes até o fim de 2025.

Depois dessa data, a União se responsabilizará por essas obrigações.

O objetivo, segundo o governo, é evitar fraudes e diminuir os custos de supervisão e regulação do DPVAT por órgãos públicos.

De acordo com o Palácio do Planalto, os cidadãos vítimas de acidentes deverão ser atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “A Medida Provisória não desampara os cidadãos no caso de acidentes, já que quanto às despesas médicas, há atendimento gratuito e universal na rede pública”, diz o texto enviado.

A cobertura de auxílio-doença, aposentadoria por invalidez, auxílio-acidente e de pensão por morte será feita pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

O valor total contabilizado no Consórcio do DPVAT é de cerca de R$ 8,9 bilhões, sendo que o valor estimado para a cobertura até 2025, para acidentes até 31 de dezembro de 2019, é de R$ 4,2 bilhões.

Os cerca de R$ 4,7 bilhões restantes serão destinados à Conta Única do Tesouro Nacional. O repasse será dividido em três parcelas, sendo a primeira em 2020 e a última em 2022. Na estimativa do governo, o valor será suficiente para compensar o repasse ao SUS e ao Denatran.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Prejuízos para Acorizal de R$ 753 mil

clodoaldo monteiro 400 curtinha acorizal   O conselheiro interino Moisés Maciel concedeu medida cautelar proposta pela secretaria de Controle Externo de Contratações Públicas do TCE, suspendendo de imediato um termo de parceria, em vigor desde 2017, entre a prefeitura de Acorizal e a Oscip Iso Brasil. Foi descoberto...

"Eu não devo um centavo para Júlio"

sergio rezende 680   O empresário e ex-vereador de Chapada dos Guimarães, Sergio Rezende (foto), que foi "enquadrado" pelo cacique político do DEM, Júlio Campos, reagiu, mas sem as críticas duas de antes contra o ex-governador. Irritado pelos ataques feitos por Rezende em um grupo de WhatsApp, Julio gravou um...

Ex-vereador do DEM recua da disputa

ivan evangelista 400 curtinha   O pecuarista e ex-vereador Ivan Evangelista (foto) vai mesmo jogar a tolha. Apontado como uma das apostas do DEM na briga por vaga no Legislativo cuiabano, Ivan não se empolgou, notou dificuldades para se obter êxito nas urnas e vai comunicar a direção do partido de sua desistência da...

Gestão Tatá sob várias irregularidades

tata amaral 400 curtinha   A gestão Tatá Amaral (foto), em Poconé, está sendo marcada por uma série de irregularidades. Uma denúncia feita junto ao TCE pelo auditor público interno municipal, Ademar Vivan Júnior, foi confirmada. Descobriu-se, por exemplo, contratação...

Ucamb é multada por irregularidades

edio 400 curtinha   Numa sessão realizada por videoconferência, o TCE puniu o líder comunitário Édio Martins de Souza (foto) por irregularidades num convênio de 2009 com o Estado. Na época, Édio presidia a União Cuiabana de Associações de Moradores de Bairro (Ucamb)....

PSD reforça nome de Flávio em VG

selleman mathias 400 curtinha psd vg   Chamou a atenção a presença do presidente do diretório do PSD, em Várzea Grande, Selleman Mathias (foto), no lançamento da candidatura do empresário Flávio Vargas (PSB) à sucessão da prefeita Lucimar Campos, nesta quarta. Ao que tudo...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.