Nacional

Domingo, 08 de Setembro de 2019, 09h:28 | Atualizado: 08/09/2019, 09h:34

Procurador-geral, Dodge pede que o STF proíba apreensão de livros em Bienal

Isac Nóbrega/PR

Raquel Dodge

Requerimento de Raquel Dodge seguiu para análise do ministro Dias Toffoli, do STF

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF), na manhã deste domingo (8), a suspensão da decisão judicial que, neste sábado (7), permitiu a apreensão de obras na Bienal do Livro no Rio de Janeiro. Títulos com temática LGBT estão na mira do prefeito do Rio, Marcelo Crivella.

O pedido de Dodge - que pode ser rejeitado pelo Supremo - é mais um capítulo no vaivém judicial que envolve a feira literária, que termina neste domingo, no Riocentro. O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, determinou na quinta-feira (5) o recolhimento de livros tidos como "impróprios para menores".

Amparados por uma decisão do presidente do Tribunal de Justiça fluminense, desembargador Cláudio de Mello Tavares, fiscais à paisana da Secretaria de Ordem Pública (Seop) de Marcelo Crivella fizeram uma varredura nos três pavilhões da Bienal na tarde de sábado.

"Não foi encontrada nenhuma violação às normas legais", afirmou o coronel Wolney Dias, subsecretário operacional da Seop, ao término da inspeção.

O penúltimo dia da Bienal também teve distribuição de livros com a temática LGBT e um ato contra Crivella, com beijaço e palavras de ordem.

Dodge cita "censura genérica"

Na manifestação, Raquel Dodge afirma que a medida “visa a impedir a censura ao livre trânsito de ideias, à livre manifestação artística e à liberdade de expressão no país”.

“A decisão ora impugnada fere frontalmente a igualdade, a liberdade de expressão artística e o direito à informação, que são valorizados intensamente pela Constituição de 1988, pelos tratados internacionais de direitos humanos ratificados pelo Brasil e, inclusive, por diversos precedentes do Supremo Tribunal Federal”, escreveu Dodge.

Para Dodge, há "censura genérica".

"A Bienal do Livro representa claramente evento no qual os autores e autoras, leitores e leitoras, exercitam tais direitos, que não podem ser cerceados pela alegação genérica de que tratam de 'tema do homotransexualismo'. O Estatuto da Criança e do Adolescente não deve ser aqui invocado, uma vez que o tema em questão não é ofensivo a valores éticos, morais ou agressivos à pessoa ou à família", expôs.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

"Pátio igual gato, comendo e miando"

jose medeiros 400 curtinha   O deputado José Medeiros (Podemos), vice-líder do Governo Bolsonaro na Câmara, disse que o prefeito Zé do Pátio, de Rondonópolis, está parecendo gato, comendo e miando, pois recebe recursos federais, inclusive de programas habitacionais e, mesmo assim, ainda alardeia nos...

Adair lançará ex-vice em Alto Paraguai

adair 400 curtinha   O ex-prefeito de Alto Paraguai, advogado emedebista Adair José Alves Moreira (foto), não vai disputar novamente, apesar da insistência do seu grupo. A tendência é de apoiar o seu ex-vice Luiz Figueiredo, com quem administrou a cidade de 2013 a 2016. Luiz também é do MDB e...

Deputado bolsonarista critica prefeito

claudinei deputado curtinha 400   O deputado Claudinei Lopes (foto), morador em Rondonópolis, ficou na bronca com o discurso populista do prefeito Zé do Pátio, para quem o povo nordestino votou em massa no PT e que não tem conseguido construir mais casas populares porque, diferente dos governos petistas, o presidente...

Sem Senado e tudo pela Mesa da AL

max russi curtinha 400   Presidente regional do PSB-MT, o deputado Max Russi (foto) tem participado das discussões para definição de candidaturas ao Senado, na suplementar de abril, mas não mais como pré-candidato. Seu desafio é outro. A prioridade é a busca da reeleição como...

Lúdio desiste e PT perde com Barranco

ludio cabral 400 curtinha   O deputado Lúdio Cabral (foto) estava se movimentando para tentar convencer o PT a lançá-lo ao Senado, por aclamação, e ainda instigar o diretório estadual a buscar recursos junto à Nacional para a campanha. Mas o tiro saiu pela culatra. O guru do partido no Estado,...

Carta de Abicalil cita traição de Lúdio

carlos abicalil 400 curtinha   Carlos Abicalil (foto), ex-federal e hoje assessor do deputado Valdir Barranco, demonstra até hoje estar "atravessado" com Lúdio Cabral por causa da traição política de 2010. Na época, mesmo o PT o tendo lançado ao Senado, Lúdio, ex-vereador por Cuiabá e...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.