Órgãos

Quarta-Feira, 10 de Julho de 2019, 10h:00 | Atualizado: 10/07/2019, 10h:28

Como última cartada

AMM articula com Novo e quer incluir cidades e Estados no texto da Previdência

O presidente da AMM, associação dos municípios Neurilan Fraga articula com o Partido Novo para que seja apresentado um destaque ainda hoje na Câmara, para incluir Estados e municípios na Reforma da Previdência. Se o partido seguir a agenda municipalista deverá quebrar acordo feito com o presidente da Mesa Diretora, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), que é de nenhum partido não apresentar destaques na votação marcada para esta quarta (10).

neurilan fraga 680

Neurilan Fraga alega que inclusão vai gerar economia de R$ 200 bilhões para cidades

Neurilan explica ao que a inclusão dos Estados e municípios na Reforma da Previdência é uma forma de garantir que 2.108 cidades, que estão com deficit previdenciário, obtenham economia de até R$ 200 bilhões nos próximos 10 anos.

O temor do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e de Maia é que caso os municípios e Estados sejam incluídos na Reforma, o Governo perca boa parte da base no Congresso, visto que muitos Estados, principalmente do Nordeste, estão contra as alterações no sistema previdenciário.

A medida de retirar os entes da Reforma foi uma forma encontrada pelos deputados federais para empurrar o desgaste com os parlamentares e chefes dos Executivos estaduais e municipais.

Em tese, conforme avalia Neurilan, dificilmente a Reforma vai passar nos municípios, porque vai ser uma briga “de quintal de casa”, onde a pressão dos servidores públicos municipais e Estaduais vai dificultar que a reforma seja concretizada nos entes.

Interesse econômico

A AMM também tem outros interesses na inclusão de Estados e municípios na Reforma. Neurilan destaca que o presidente Jair Bolsonaro condicionou várias liberações de recursos com a aprovação da Reforma.

A primeira medida esperada é a provação do Projeto de Lei 511, que regulamenta a Lei Kandir e o pagamento do FEX. O PL já está nas mãos de Rodrigo Maia, que só está esperando a aprovação da reforma para colocar em pauta na Câmara. Se aprovado o PL, Mato Grosso terá direito a receber R$ 1,8 bilhão de FEX por ano, ao invés de R$ 500 milhões.

Outros temas condicionados à Reforma são a inclusão de um FPM extra para os municípios em Setembro. Atualmente as cidades já recebem reforço em julho e dezembro e o compartilhamento dos lucros dos leilões do Pré-Sal com os municípios.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Governo monitora crise na segurança

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro monitora de perto a crise instaurada no setor de segurança devido à operação desencadeada na Penitenciária Central do Estado, em Cuiabá, para acabar com regalias de presos "da pesada", que comandam o crime organizado de dentro das celas. Houve...

Faissal se licencia e Oscar assume vaga

oscar_curtinha_400   O deputado estadual de primeiro mandato Faissal Calil (PV), a partir de quarta (21), vai se licenciar por 4 meses. Assim, dará lugar para o retorno do ex-deputado Oscar Bezerra (foto), que disputou à reeleição no ano passado, sem sucesso. Oscar, que tem base eleitoral em Juara, teve 11.827 votos e...

Fora do Podemos e dando pitacos

marcelo_curtinha   O presidente do Podemos-MT, José Medeiros, se diz surpreso com as declarações do adjunto de Turismo da Capital Marcelo Pires, que se posiciona contra a filiação de Niuan no partido. O absurdo disso é que Marcelo sequer é filiado e muito menos militante. Só participou de uma...

Melhorias refletem no Mutirão Fiscal

emanuel pinheiro curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) está empolgado com a intensa procura dos contribuintes para negociação de dívidas municipais e ficou mais animado quando tomou conhecimento dos comentários de muitos, inclusive daqueles menos favorecidos, que estão indo à Arena Pantanal,...

Inclusão ilegal de Júlio no DEM-Cuiabá

fabio garcia 400 curtinha   A conspiração de Fabio Garcia (foto) na hora de definir novos membros do DEM-Cuiabá, armada às pressas e na base do atropelo, sem consultar os irmãos Júlio e Jayme Campos, principais referências do partido na Baixada Cuiabana, acabou por escancarar uma prova de ilegalidade....

Tragédia, Sachetti, 2020 e reflexos

adiltonsachetti_curtinha400   O apelo emocional provocado pelo acidente envolvendo Lidiane, esposa de Sachetti (foto), e que resultou na morte de uma criança de 3 anos, aliado à suspeita de fuga e omissão de socorro, seguramente terá reflexos nas eleições de 2020. Caso o ex-federal e ex-prefeito seja...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.