Órgãos

Quarta-Feira, 15 de Janeiro de 2014, 18h:23 | Atualizado: 15/01/2014, 18h:25

Construção de PCHs trará prejuízos

Fauna e a flora, que serão drasticamente afetadas e rio Garças pode ser extinto

riogarcas500 (1).jpg

Rio Garças pode morrer com implantação de PCH, acabando com peixes e botos

O Ministério Público, por meio do Centro de Apoio às Promotorias (Caop), aponta irregularidades insanáveis na construção de dez Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs), no Alto e Médio Rio Garças. Diante do laudo técnico, foi constatado que o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e o Relatório de Impacto de Meio Ambiente (Rima), apresentados pelos empreendedores, foram desrespeitados.

A construção das pequenas hidrelétricas no Estado é polêmica e chegou a ser alvo de CPI instalada na Assembleia para analisar a concessão das licenças pela secretaria estadual de Meio Ambiente (Sema). No documento final, do relator deputado Dilmar Dal´Bosco (DEM) foram apresentadas algumas soluções no setor energético de Mato Grosso.

Outro ponto que o MP destaca é a fauna e a flora, que serão drasticamente afetadas. Isso porque as PCHs acarretam uma extensão de mais de 30 km de reservatórios. Ainda consta no estudo que as usinas em cascata automaticamente matam o rio e interferem diretamente na reprodução dos peixes migratórios e na sobrevivência dos botos.

 Além disso, as comunidades localizadas às margens do rio Garças também sofrerão as consequências, já que ele é fonte de emprego, renda e sustento de cerca de 150 pescadores profissionais e da população ribeirinha. Os indígenas da etnia bororo que há centenas de anos habitam a região serão igualmente prejudicados, já que dependem da pesca e da caça para sua sobrevivência.

Os estudos foram feitos por uma equipe de biólogos, engenheiro florestal e geólogo, que realizaram perícia ambiental na região. As PCHs serão construídas na região que abrange os municípios de Tesouro, Guiratinga e Alto Garças. (Com assessoria)

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Antonio Oliveira Santos | Sábado, 25 de Janeiro de 2014, 10h37
    2
    0

    Participei da audiência Pública das CPHs Rio Garças, Câmara Municipal de Tesouro. Alem da extinção total das espécies de Peixe e vários animais, não apresentaram projetos de viabilidade econômica, o que fazer com os pescadores? Nas margens do Rio Garças tem planta tóxica que exterminaria total mente todas a espécie de peixe. Os problemas sociais que iriam causar nesses municípios pequenos que não tem nem estrutura para atender seus munícipes. (hospitais não oferecem condições para atender tantas pessoas, várias doenças que hoje extinta irão aparecer com o desequilibro que irá causar ao meio ambiente. A segurança pública precária), a maiorias das residências não tem segurança. Vai ser uma pane geral, e nossas famílias? Que escolhemos o sossego para sobreviver. Depois da construção falecia total dos municípios ribeirinhos. Quando as pchs acabarem com os municípios e ribeirinhos nem impostos pela produção de energia irão pagar. Distribuirão em várias Pequenas PCHs com desculpa para minimizar o impacto ambiental, mais na verdade é para não pagar os Hoyts, ou seja os impostos.

  • Antonio Paulo | Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2014, 12h57
    2
    0

    Irregularidades insanáveis?Poxa vida então tem que vetar isso aê e multar os (in)responsáveis,outra coisa precisamos é desassorear o Rio Garças,efetivar ações de recuperação de matas ciliares,etc... Autoridades de Barra do garças e Matogrossensses vamos repudiar veementemente estas pchs,o rio Garças é mais importante.

  • Jésus | Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2014, 09h57
    6
    1

    Negativo. Fora PCH'S, nem pensar na extinção do Rio Garças. As autoridades de MT não podem de maneira alguma fechar os olhos para um problema dessa envergadura. Vamos protestar.

  • Zé Poxoréo | Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2014, 08h54
    2
    1

    Até que enfim hein! Depois de centenas de PCH´s construídas, enfim uma manifestação demonstrando o crime ambiental produzido por essas construções.

PSD reforça nome de Flávio em VG

selleman mathias 400 curtinha psd vg   Chamou a atenção a presença do presidente do diretório do PSD, em Várzea Grande, Selleman Mathias (foto), no lançamento da candidatura do empresário Flávio Vargas (PSB) à sucessão da prefeita Lucimar Campos, nesta quarta. Ao que tudo...

Selo Amiga dos Animais pra empresas

misael galvao 400 curtinha   A Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto), vai conceder o selo Amiga dos Animais para 20 empresas. Até o final do ano será realizada uma sessão solene para condecorar representantes dessas empresas. E também estão previstos a entrega da Ordem do Mérito...

Fecomércio vai à AL por menos ICMS

jose wenceslau 400 curtinha   O presidente da Fecomércio, José Wenceslau Souza Junior (foto), revelou nesta quarta, numa live ao RDTV, tv web do portal Rdnews, que vai procurar os deputados para reabrir o debate sobre a pesada carga tributária praticada em MT. Ele recorda que no final de 2019, o governo estadual alardeava que...

Gestores multados por irregularidades

arivaldo 400 curtinha   Dezenas de prefeitos e ex-gestores estão sendo multados por não enviar ao TCE prestação de contas periódica, informações e documentos obrigatórios, o que é considerado falha grave. Arivaldo Medeiros de Santana (foto), prefeito de São José do Povo,...

O "pai" da destruição de documentos

jose riva 400 curtinha   Na sua delação premiada, o ex-presidente da AL, José Riva (foto), acusa o presidente do TCE, Guilherme Maluf, de ter sumido com provas que incriminavam deputados quanto ao uso de suprimentos de fundos e verba indenizatória. Só que para o MPE, foi o próprio Riva quem organizou um...

DEM dividido e quase no colo de EP

emanuel pinheiro 400 curtinha   Num almoço na casa do prefeito Emanuel Pinheiro (foto), nesta quarta, lideranças da alta cúpula do DEM de Cuiabá e Várzea Grande discutiram possível apoio à reeleição do emedebista. Essa aproximação fere de morte o Palácio...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.