Órgãos

Sexta-Feira, 08 de Fevereiro de 2019, 12h:36 | Atualizado: 09/02/2019, 12h:11

PATRIMÔNIO

Receita Federal apura suposta corrupção; Gilmar nega e pede providências ao STF

Reprodução

gilmar mendes

Ministro Gilmar Mendes é alvo de auditores fiscais por supostos focos de corrupção

Após auditores fiscais abrirem investigação contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, e a esposa dele, Guiomar Mendes, para identificar supostos focos de corrupção, lavagem de dinheiro, ocultação de patrimônio ou tráfico de influência, como revelado pela Coluna Radar, da Veja, nesta sexta (8), o ministro enviou ofício ao presidente do Supremo, Dias Toffoli, pedindo “providências urgentes” para apurar a iniciativa da Receita Federal.

Segundo informações da coluna da jornalista Mônica Bérgamo, na Folha de São Paulo, o ministro mato-grossense alega que não há “nenhum fato concreto” no procedimento da Receita Federal.

Por outro lado, os agentes afirmam, de forma genérica, que o “tráfico de influência normalmente se dá pelo julgamento de ações advocatícias de escritórios ligados ao contribuinte (Gilmar Mendes) ou seus parentes, onde o próprio magistrado ou um de seus pares facilita o julgamento”, expõe a Folha de S. Paulo.

Mendes rebate, no ofício, que os auditores da Receita fizeram ilações desprovidas de qualquer substrato fático, não apenas a ele, mas também em relação a todo o Poder Judiciário.

O ministro também informou a Toffoli que não recebeu nenhuma intimação referente ao procedimento fiscal e que não teve acesso ao teor do processo na Receita.

Gilmar Mendes ainda alega que os documentos vazados à imprensa deixariam claro que a investigação na Receita tem caráter criminal e que aparentemente isso “transborda o rol de atribuições dos servidores inominados”.

“O que causa enorme estranhamento e merece pronto repúdio é o abuso de poder por agentes públicos para fins escusos, concretizado por meio de uma estratégia deliberada de ataque reputacional a alvos pré-determinados”, declarou o ministro no ofício enviado a Toffoli.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • João da Costa | Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2019, 11h06
    0
    0

    Conforme seu próprio voto sobre a matéria, o ministro diz que nenhum cidadão está imune as diligências dos auditores da RFB portanto, ele não deveria estar surpreso.

  • GILMAR DE PAULA | Sábado, 09 de Fevereiro de 2019, 21h34
    3
    3

    Uéééééééééé´! Eu já estava começando a acreditar que só o Flávio Bolsonaro tinha feito "esquemas" envolvendo bens imóveis. A quem possa interessar: verifique a declaração dos bens imóveis declarados pelos políticos e vejam os valores.

  • Paulo | Sábado, 09 de Fevereiro de 2019, 21h08
    5
    0

    Gilmar Mendes tá com medo do que sera? os outro pode ser investigado ne

  • joaoderondonopolis | Sábado, 09 de Fevereiro de 2019, 18h08
    3
    0

    Qualquer cidadão pode ser investigado pela Receita Federal. Gilmar deve ter caído na "malha fina" não precisa de desespero se não deve nada.

  • NOE MONTEIRO DE BARROS | Sábado, 09 de Fevereiro de 2019, 15h11
    0
    0

    NOE MONTEIRO DE BARROS, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Brasileiro | Sábado, 09 de Fevereiro de 2019, 12h20
    5
    0

    EU SUGIRO QUEBRSR SIGILO E INVESTIGAR TODOS OS MINISTROS SEM EXCECAO. PORQUE SAO TODOS HONESTOS E NEMHUM TEM ESCRITORIO DE ADVOCACIA. ENTSO TUDO CERTO E TRANSPARENTE UAI

  • João Moessa de Lima | Sexta-Feira, 08 de Fevereiro de 2019, 17h08
    10
    3

    Ministro Gilmar Mendes se não deves nada deixa investigarem VOSSA EXCELÊNCIA, pois com a investigação concretizada e nada confirmado fica mais fácil mostrar que os auditores não teriam razão alguma para investigá-lo aí ponha-os na cadeia, fica mais fácil e mais claro.

Matéria(s) relacionada(s):

Vice do DEM-Cuiabá elogia gestão EP

joao celestino 400 curtinha   O advogado João Celestino (foto), vice-presidente da comissão provisória do DEM de Cuiabá e ligado ao senador Jayme Campos, se mostra simpático à gestão Emanuel Pinheiro, do MDB. Aliás, na segunda, Celestino fez uma visita ao prefeito e elogiou a...

Prefeito Beto faz mistério sobre apoio

beto farias 400 curtinha   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (foto), que está no segundo mandato e com a popularidade em alta, não revela quem apoiará para a disputa à sucessão, nem para aqueles aliados mais próximos. Quando perguntado, o emedebista costuma dizer que não está...

Filho de ex-prefeito, enfim, é cassado

thomaz 400 curtinha   Quase dois anos depois de cassado, enfim, o vereador tucano de Chapada dos Guimarães, Thomas Jefferson Xavier (foto), deixa efetivamente o cargo. O juiz Ramon Fagundes Botelho, da 34ª Zona Eleitoral, determinou, em decisão da última quinta (7), que a presidência da Câmara convoque de...

Bolsonaro, partido, Barbudo e Galli

nelson barbudo 400 curtinha   Da bancada federal de MT, composta por 11 parlamentares, apenas um deve acompanhar o presidente Bolsonaro para outro partido: Nelson Barbudo (foto). Ele vai sair do PSL junto com o capitão. A intenção de Bolsonaro é de se desfiliar e ficar um bom tempo sem partido. Até lá...

Prédio da Câmara receberá decoração

misael 400 curtinha   A Câmara Municipal de Cuiabá vai gastar R$ 41 mil com decoração natalina. E quem executará os serviços para deixar o prédio do Legislativo todo iluminado é a Capriata de Souza Lima & Souza, vencedora do pregão eletrônico. Com seus 25 vereadores, 521...

Avalone aposta em Nigro pra prefeito

carlos avalone 400 curtinha   Carlos Avalone (foto), hoje vice-presidente da Executiva estadual do PSDB, está cheio de planos como futuro presidente tucano. Já anunciou que em fevereiro Paulo Borges renuncia ao comando partidário e, então, passa a tocar a legenda no Estado e com a missão de coordenar os trabalhos...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.