Órgãos

Quinta-Feira, 12 de Setembro de 2019, 10h:02 | Atualizado: 12/09/2019, 16h:38

Polêmica

Em meio a imbróglio, conselheiro revoga decisão que vetava concurso do Judiciário

O conselheiro interino do Tribunal de Contas do Estado (TCE), João Batista de Camargo Júnior, revogou o julgamento singular nº 1029/2019 que ele mesmo havia deferido e que suspendia um concurso do Tribunal de Justiça. A decisão é desta quarta (11).

Reprodução

botelho_domingos

Sob Eduardo Botelho e Domingos Neto, Assembleia e TCE emitiram notas sobre polêmica

Horas antes da decisão, houve polêmica e desconforto entre a Assembleia e o TCE. Isso porque os deputados aprovaram um decreto das lideranças partidárias que sustou os efeitos do julgamento singular de Batista. O decreto foi aprovado na sessão ordinária matutina de ontem.

Ao final da tarde, a Assembleia publicou nota de esclarecimento informando que o Poder Legislativo realizou consulta técnica à Procuradoria-Geral da Assembleia e à secretaria Parlamentar e que foi constatado vício formal do procedimento, neste caso o pedido de liminar para que o concurso fosse suspenso seguido da decisão singular garantindo a cautelar.

A Assembleia disse ainda que a procuradoria determinou a notificação pessoal dos conselheiro Gonçalo Domingos Campos Neto, presidente do TCE, e do conselheiro João Batista, e que houve recusa no recebimento da medida, o que resultou no lavramento de uma certidão de recusa de recebimento pessoal pela Assembleia.

Duas horas depois, o TCE também publicou uma nota para refutar as informações, e enfatizar que não houve recusa, e que o servidor da Assembleia teria dito que queria protocolar um documento, e em razão disso, foi orientado para realizar o ato na Gerência de Protocolo do TCE-MT.

A Corte de Contas esclareceu ainda que a decisão singular era isolada e que seria apreciada pelo Tribunal Pleno, para que pudesse ser homologada, e que somente depois passaria a ter caráter institucional.

Ao mesmo tempo em que as duas instituições expunham suas divergências, o conselheiro João Batista redigia a revogação do julgamento singular com a justificativa de que revisou as regras que regem o processo de concurso de provas e títulos.

Concurso

O concurso foi realizado em 2013 para preencher 193 vagas em cartórios de notas e registros, sendo que 64 vagas eram para contratação e 129 para provimento.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Anacleto de Campos Miranda | Quinta-Feira, 12 de Setembro de 2019, 16h24
    1
    0

    É afinou que fala, né? Esses pseudoconselheiros estão se achando a ultima bolachinha do pacote. Mas tá acabando essa farra de cautelares.

Matéria(s) relacionada(s):

Cidinho declina do convite à suplência

cidinho 400 curtinha   O ex-senador e empresário Cidinho Santos (foto), do PL, declinou do convite para compor uma das suplências da chapa ao Senado de Otaviano Pivetta (PDT). Em princípio, ele havia aceitado ser o primeiro-suplente. Mas questões empresariais não permitem que neste ano Cidinho concorra a cargo...

Conselhos, o populismo e a reeleição

ze do patio 400 curtinha   Em Rondonópolis, o prefeito Zé do Pátio (foto), bastante conhecido pelo perfil populista, busca se apegar cada vez mais às massas. Até para inaugurar um posto de saúde, Pátio, estrategicamente, aproveita para criar, ali na comunidade, os chamados conselhos. Busca debater...

Educação Inclusiva no Nilo Póvoas

marioneide 400 curtinha   A Seduc, sob Marioneide Kliemaschewsk (foto), decidiu desativar a tradicional escola estadual Nilo Póvoas, que funcionava há 50 anos no bairro Bandeirantes, em Cuiabá, o que acabou gerando protesto de pais e alunos. O prédio agora vai abrigar o Centro de Referência em...

Partidos com 2 ou mais pré ao Senado

margareth buzetti 400 curtinha   Dirigentes partidários estão passando apurado, nesta fase de pré-campanha, para conduzir o processo de escolha de candidatura ao Senado para a vaga de Selma Arruda, cassada por crimes eleitorais. Mesmo sabendo que as chances são remotíssimas de êxito nas urnas, alguns...

Muitos cuiabanos votam em Chapada

thelma de oliveira 400 curtinha   A ex-deputada federal Thelma de Oliveira (PSDB), que em 2016 transferiu o domicílio eleitoral de Cuiabá para Chapada dos Guimaráes, já está trabalhando nos bastidores o projeto de reeleição. E, agindo nos bastidores e de forma estratégica, ela conseguiu um...

Câmara cassará 4º eleito em 11 anos

ricardo saad 400   O emblemático e inconsequente Abílio Júnior (PSC) caminha para entrar para os anais da Câmara de Cuiabá como o quarto vereador a ter o mandato cassado nos últimos 11 anos. Parecer da Comissão de Ética, sob relatoria de Ricardo Saad (foto), é pela perda da cadeira...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O governador Mauro Mendes acaba de encerrar o 1º dos quatro anos de mandato. Na sua opinião, como está indo a administração?

ótima

boa

regular

ruim

péssima

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.