Órgãos

Quinta-Feira, 12 de Setembro de 2019, 10h:02 | Atualizado: 12/09/2019, 16h:38

Polêmica

Em meio a imbróglio, conselheiro revoga decisão que vetava concurso do Judiciário

O conselheiro interino do Tribunal de Contas do Estado (TCE), João Batista de Camargo Júnior, revogou o julgamento singular nº 1029/2019 que ele mesmo havia deferido e que suspendia um concurso do Tribunal de Justiça. A decisão é desta quarta (11).

Reprodução

botelho_domingos

Sob Eduardo Botelho e Domingos Neto, Assembleia e TCE emitiram notas sobre polêmica

Horas antes da decisão, houve polêmica e desconforto entre a Assembleia e o TCE. Isso porque os deputados aprovaram um decreto das lideranças partidárias que sustou os efeitos do julgamento singular de Batista. O decreto foi aprovado na sessão ordinária matutina de ontem.

Ao final da tarde, a Assembleia publicou nota de esclarecimento informando que o Poder Legislativo realizou consulta técnica à Procuradoria-Geral da Assembleia e à secretaria Parlamentar e que foi constatado vício formal do procedimento, neste caso o pedido de liminar para que o concurso fosse suspenso seguido da decisão singular garantindo a cautelar.

A Assembleia disse ainda que a procuradoria determinou a notificação pessoal dos conselheiro Gonçalo Domingos Campos Neto, presidente do TCE, e do conselheiro João Batista, e que houve recusa no recebimento da medida, o que resultou no lavramento de uma certidão de recusa de recebimento pessoal pela Assembleia.

Duas horas depois, o TCE também publicou uma nota para refutar as informações, e enfatizar que não houve recusa, e que o servidor da Assembleia teria dito que queria protocolar um documento, e em razão disso, foi orientado para realizar o ato na Gerência de Protocolo do TCE-MT.

A Corte de Contas esclareceu ainda que a decisão singular era isolada e que seria apreciada pelo Tribunal Pleno, para que pudesse ser homologada, e que somente depois passaria a ter caráter institucional.

Ao mesmo tempo em que as duas instituições expunham suas divergências, o conselheiro João Batista redigia a revogação do julgamento singular com a justificativa de que revisou as regras que regem o processo de concurso de provas e títulos.

Concurso

O concurso foi realizado em 2013 para preencher 193 vagas em cartórios de notas e registros, sendo que 64 vagas eram para contratação e 129 para provimento.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Anacleto de Campos Miranda | Quinta-Feira, 12 de Setembro de 2019, 16h24
    1
    0

    É afinou que fala, né? Esses pseudoconselheiros estão se achando a ultima bolachinha do pacote. Mas tá acabando essa farra de cautelares.

Prefeito coloca secretarias em alerta

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) colocou em estado de alerta a Defesa Civil e as secretarias municipais de Obras e Serviços Urbanos por causa da chuva torrencial que caiu neste sábado em Cuiabá. Em vários locais, inclusive na região central, como em frente à praça...

Jovem prefeito à reeleição e os Maia

gustavo melo 400 curtinha   Em Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), o mais jovem dos 141 prefeitos mato-grossenses - completa 36 anos no próximo 26 de junho -, está disposto a buscar a reeleição pelo PSB. Mas carrega forte desgaste. O que traz certo conforto para Gustavo é o fato de Maia Neto, que comandou o...

Suposta delação tira sono de Alencar

alencar soares 400 curtinha   A notícia de que o STJ já teria homolagada delação de Sérgio Ricardo caiu como uma bomba. Mesmo depois do ex-deputado e hoje conselheiro afastado do TCE vir a público desmenti-la, assegurando não ter motivos para fazer tal colaboração premiada, os efeitos...

SD também deseja Taques ao Senado

pedro taques 400 curtinha   Empolgado com resultado de uma pesquisa interna, na qual estaria bem pontuado, aparecendo entre os preferidos ao Senado, mesmo após deixar o cargo de governador bastante desgastado, Pedro Taques (foto) passou a flertar não só com o Cidadania, conduzido no Estado pelo seu ex-secretário Marco...

Presidente do TJ-MT assume Codepre

carlos alberto tj 400 curtinha   O presidente do TJ-MT Carlos Alberto (foto) foi eleito presidente do Colégio de Presidentes dos Tribunais de Justiça (Codepre) do país. O cargo alça o membro de MT à liderança de discussões nacionais importantes. Dentre as atribuições do colégio...

Brecha pra futuro cassado ir à Justiça

kero kero curtinha 400   Wilson Kero-Kero (foto), ex-SD (socialista) que foi para ex-PSL (direita), anunciou ida para Podemos, mas permanecerá no partido direitista, é o relator do processo de cassação do colega Abílio Júnior, na CCJ da Câmara de Cuiabá. Na Comissão de Ética o...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.