Órgãos

Sexta-Feira, 01 de Março de 2019, 14h:57 | Atualizado: 01/03/2019, 16h:00

Empossado, Maluf diz ter encerrado vida política e que recomeça com nova missão

Maluf ressalta que conhece as dificuldades de MT e sabe os prejuízos que uma decisão errada provocam

Após muita polêmica e imbróglio judicial, o médico Guilherme Maluf tomou posse como conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), em solenidade realizada na tarde desta sexta (1º). Antes, cumpriu a determinação legal e renunciou ao cargo de deputado estadual, que ocupava desde 2007, e se desfiliou do PSDB.    

Rodinei Crescêncio

Guilherme Maluf

Guilherme Maluf destaque que usar experiência política na atuação no Pleno do  TCE

Em seu discurso de posse, o agora conselheiro, afirmou que encerra a vida política. Na cerimônia que marcou o início de sua carreira na Corte de Contas, disse que não considera o cargo vitalício como uma aposentadoria. “Na minha vida, isso é um recomeço. Essa instituição vai poder contar com toda a minha força de trabalho, a partir deste momento. Não esqueço do meu passado. Sou um ex-político e ex-deputado, mas em uma nova missão, novo recomeço, que é a apreciação de contas e fiscalização nesta Corte”, declarou.

Disse que vai usar a sua experiência como político para ajudar nos trabalhos no TCE. "Sei o que significa uma decisão errada em uma Corte como essa”. Nesta linha, disse conhecer a realidade  do Estado, por isso, está disposto trabalhar para superar as dificuldades. "Tenho certeza de que saíremos mais forte dessas dificuldades, sobretudo com a contribuição que o Tribunal de Contas pode dar”.

Aos 56 anos, Maluf assume o cargo vitalício com salário mensal de R$ 33,7 mil e mais uma série de benefícios como verba indenizatória. Pode permanecer no cargo até os 75 anos, quando é aposentado compulsoriamente pela chamada Lei da Bengala. “Tenho certeza de que, com a minha presença, poderei colaborar com os colegas na harmonização deste Tribunal, com as instituições, com o Parlamento estadual, o Governo, Ministério Público e Tribunal de Justiça. Desta forma que pretendo contribuir”.

Rodinei Crescêncio

Domingos Neto, rec�m-empossado Guilherme Maluf e presidente da AL Eduardo Botelho durante posse

Domingos Neto, recém-empossado Guilherme Maluf e presidente da AL Eduardo Botelho durante posse nesta 6ª

Ao fim do discurso de Maluf, o presidente do TCE Domingos Neto desejou sorte ao ex-deputado estadual.
"Que cumpra suas atribuições com foco na missão deste Tribunal de Contas, que é controlar a gestão dos recursos públicos, dos municípios e do Estado, mediante orientação, avaliação de desempenho, fiscalização e julgamento, na qualidade e efetividade dos serviços, no interesse da nossa sociedade”, ressaltou Neto.

Composição

Maluf será o segundo político no Pleno,  se junta a Domingos Neto. Os demais são os conselheiros substitutos que assumiram os cargos no Pleno em setembro de 2017 após o afastamento dos titulares Antonio Joaquim, Valter Albano, José Carlos Novelli, Waldir Teis e Sérgio Ricardo - delatados pelo ex-governador Silval Barbosa.

Mesmo no TCE, Maluf segue réu no âmbito da Operação Rêmora pelos crimes de corrupção passiva, organização criminosa  e obstrução de justiça. Entretanto, o foro para responder o processo mudará do TJ para o Superior Tribunal de Justiça (STJ). 

Tensão

Pouco antes de Maluf tomar posse no TCE, o ex-conselheiro Humberto Bosaipo, que renunciou ao cargo em dezembro de 2014, protocolou recurso na Justiça para tentar retornar à Corte e voltar a ocupar a cadeira que agora pertence a Maluf. Ainda não há decisão e a posse ocorreu.

Polêmica

O procurador Gustavo Coelho Deschamps, do Ministério Público de Contas, e os conselheiros interinos Jaqueline Jacobsen, João Batista de Camargo e Luiz Carlos Azevedo Costa não participaram da cerimônia de posse. Nos bastidores, a informação é de que encaminharam um comunicado no qual afirmam que a posse desrespeita o Regimento Interno. Entre as irregularidades, segundo eles, está o fato de não terem sido cumpridos itens como publicação da posse com antecedência em pauta, no Diário Oficial de Contas e no site do TCE.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Benedito costa | Sexta-Feira, 01 de Março de 2019, 20h51
    3
    0

    Olha deputado, melhor vai ser agora. Pelo menos não vai ter que gastar grana com a pedicões que tinha lá na assembleia. No TCE vai sobrar mais no seu bolso. Só toma cuidado com os acertos lá a coisa é mais embaixo.

  • Edinei | Sexta-Feira, 01 de Março de 2019, 19h48
    3
    0

    Digite o texto aquiEstamos muito mal das pernas, Mais uma vez, DEPUTADOS elegendo DEPUTADOS, interesses a parte, pessoa não clalificada e com reputação conturbada isso é imoral!!! Nós Mato-Grossenses estamos de olho no desenrolar dessa situação, se for preciso vamos pra rua!

  • Armindo de Figueiredo Filho | Sexta-Feira, 01 de Março de 2019, 19h38
    5
    0

    LAMENTÁVEL!!!! É..... A ANDORINHA QUE FEZ O VERÃO!!...CONTRA TUDO E TODOS.....Principalmente contra população de MT ..O corporativismo imperou.....Até quando vamos conviver com esses desmandos ....FIM de PAPO...

  • TCE | Sexta-Feira, 01 de Março de 2019, 17h21
    2
    1

    Bora abrir o dossiê dos Auditores Substitutos e Procuradores de Contas do TCE MT. Vamos levantar em quanto anda a despesa de pessoal do Ministerio Publico de Contas do TCE MT. Abram essa caixa preta do MINISTÉRIO PUBLICO DE CONTAS e vejam

  • joaoderondonopolis | Sexta-Feira, 01 de Março de 2019, 15h39
    7
    1

    Esta estada de Maluf no TCE vai ser a mais curta de todos os tempos. Parabéns Ministério Público em dizer que a posse não significa final do processo.

Matéria(s) relacionada(s):

Oposição tenta vencer pelo cansaço

L�dio Cabral curtinha   A oposição formada pelos deputados Lúdio Cabral (foto), Valdir Barranco - ambos do PT - e Wilson Santos (PT), que decidiu obstruir a pauta da Assembleia enquanto o Executivo não apresentar uma prosposta aos trabalhadores da educação, tentam vencer o presidente...

Boicote à audiência sobre Fethab Milho

Conduzida pelo deputado Ulysses Moraes, a audiência pública na Assembleia para debater a questão do Fethab Milho e a possibilidade de exclui-lo da taxação não aconteceu conforme o planejado por causa de boicote dentro da própria AL. A TV Assembleia, que costuma transmitir ao vivo esse tipo de debate, não o fez. Alegou que uma peça de transmissão estragou. De última hora, mudaram a sessão de local, de um...

UFMT e incompetência administrativa

myrian ufmt curtinha   A considerar as explicações do ministro da Educação Abraham Weintraub sobre corte de energia elétrica da UFMT, a reitora Myrian Serra demonstrou incompetência administrativa em todo processo. São seis faturas em atraso, quatro do exercício de 2018 e duas deste ano. A...

Judiciário destina R$ 3 mi para Bope

carlos alberto 190 curtinha tj   O Poder Judiciário, sob Carlos Alberto (foto), autorizou a remessa de R$ 3,1 milhões para a secretaria de Segurança. Os recursos, arrecadados em ações da 7ª Vara Criminal, vão ser usados na compra fuzis, rifles de alta precisão, submetralhadoras, coletes...

Alerta e preocupação sobre a greve

janaina riva curtinha   Janaína Riva disse nesta 2ª à noite, em sabatina no Emparedado, programa exibido ao vivo pela TV Gazeta Canal 19.1, em Cuiabá, que, numa reunião junto com o colega petista Valdir Barranco e dirigentes do Sintep, perguntou aos sindicalistas que seria mesmo o momento de deflagrar greve na...

Peça de teatro nas escolas cuiabanas

alex vieira curtinha   A Associação Cultural Cena Onze vai faturar neste ano R$ 177 mil da Prefeitura de Cuiabá, após vencer processo licitatório, com o projeto de peças de teatro. Fará apresentação em 30 escolas da rede pública municipal. Em cada espetáculo, está...

ENQUETE

Profissionais da Educação estão em greve há mais de um mês. O que você acha disso?

estão corretos. Devem continuar

discordo. Deveriam voltar às aulas

pra mim, não faz diferença

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.