Órgãos

Terça-Feira, 17 de Novembro de 2020, 14h:52 | Atualizado: 18/11/2020, 07h:44

TITULARES AFASTADOS

Jurídico do TCE critica Jacobsen e diz que substitutos extrapolam as suas funções

Durante sessão do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT) na sexta (13), o consultor jurídico do órgão, Grhegory Maia, alertou o plenário sobre possíveis ingerências dos auditores substitutos, que expandem, de forma contrária à Constituição, o corpo deliberativo do TCE-MT para incluir até mesmo os auditores substitutos que não estão como interinos. De sete membros julgadores, poderia se ter uma quantia incerta de julgadores entre titulares, interinos e auditores substitutos.

Karen Malagoli

Grhegory Maia

Grhegory Maia é o atual consultor jurídico do TCE-MT

Atualmente, os conselheiros Waldir Teis, Sérgio Ricardo, Antonio Joaquim e José Carlos Novelli seguem afastados por decisões judicias, acusados de envolvimento em casos de corrupção. A situação obriga que auditores atuem como substitutos e interinos no órgão.

Contudo, conforme o consultor jurídico, o mecanismo de incluir como julgadores os substitutos que não estão interinos esbarra na Constituição Federal (art. 75, parágrafo único da CF/88), na Constituição Estadual (art. 49 da CE/MT), e no Regimento Interno do TCE/MT (art. 1º, § 1º do RITCE), já que: Não há mais de sete membros julgadores do Tribunal de Contas em nível estadual.

Na Sessão extraordinária citada a auditora substituta Jaqueline Jacobsen, que participava somente nesta sessão plenária, em substituição ao auditor substituto Ronaldo Ribeiro, pede vista do Processo nº 302961/2019, sendo que a mesma fazia parte tão somente temporariamente do corpo deliberativo.

A preocupação do Consultor Jurídico Geral é em relação a violação das Constituições Federal e Estadual, que preveem que somente há sete membros julgadores do TCE-MT, mas pretendia a auditora substituta apresentar o possível oitavo voto da próxima sessão. “Seria, portanto, de bom-senso que ela se abstivesse ou pedisse adiamento do julgamento para que o titular da relatoria pudesse analisar melhor a complexidade do caso”, afirmou Grhegory Maia.

Há de se compreender a função dos auditores substitutos: estes substituem os conselheiros, visando manter, sempre, um quadro de sete julgadores integrantes da corte de contas.

Somente em caso de substituição, estes passam a integrar o quadro julgador do tribunal de contas. Os membros julgadores da corte de contas são os conselheiros (‘titulares’) e, precária e temporariamente, os auditores substitutos, quando em substituição ou interinidade (‘conselheiros interinos’).

Portanto, os auditores substitutos, quando não em substituição a titular, não são membros do corpo deliberativo do Tribunal de Contas.

Da mesma forma, defendeu o Consultor Jurídico que poderiam participar da discussão oral exclusivamente os membros julgadores do tribunal pleno (conselheiros e auditores substitutos em substituição ou interinidade).

Esta não é a primeira vez que isto ocorre. Inclusive, a diretoria da Associação dos Auditores do TCE/MT (Audipe) já havia alertado sobre o assunto. Já que no dia 14 de outubro deste ano, no julgamento do Processo nº 21172-9/2018, durante a sessão, o auditor substituto Luiz Henrique Lima, mesmo não convocado pela Presidência, participa ativamente da discussão sobre o mérito do feito (recurso) sob julgamento, emanando inclusive suas considerações após a sustentação oral empreendida pelo representante legal da parte.

“Terceiros intervenientes, que não julgam o processo, não poderiam, portanto, participar da discussão oral, eis que não se oportuniza as partes e ao Ministério Público de Contas novas sustentações orais para rebaterem os argumentos apresentados pelos terceiros. Foi, em resumo, o que aconteceu no caso, acima citado, do auditor substituto Luiz Henrique Lima”, explicou Grhegory Maia.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Cidadao | Quarta-Feira, 18 de Novembro de 2020, 15h03
    0
    0

    Ela pode pedir vista, mas quem faz o voto-vista (ou não) na proxima sessão é o titular. Substituto deve agir apenas como longamanus do titular (interino)

  • alexandre | Quarta-Feira, 18 de Novembro de 2020, 14h45
    1
    2

    Podia fechar o TCE, ´só gasto....

  • Antonio | Quarta-Feira, 18 de Novembro de 2020, 12h44
    2
    3

    Só foram os substitutos serem maioria no pleno, que eles conseguiram estourar o limite de gastos de pessoal da LRF do proprio TCE em 2018 e 2019, sendo que nao tinha ocorrido isto antes. Pois eles criaram diversos cargos em gabinetes (Resolucao 08/2018). O Maluf ta numa luta pra tentar reduzir os gastos, e tentando colocar limite neles. Alem disto, os substitutos estao ligados com nepotismo, empresas de faixada, OSCIP, e outras coisas......

  • alder ferraz | Terça-Feira, 17 de Novembro de 2020, 17h36
    9
    9

    cara renata, no minimo vc nao viu outras materias relacionados em outros sites do que vem fazendo junto as prefeituras, parentes e empresas ligadas ao subistitutos....veja isso antes de falar merda .

  • RENATA | Terça-Feira, 17 de Novembro de 2020, 17h16
    20
    16

    Ao menos, os substitutos não estão afastados por coisas "obscuras". Outra, eu nunca vi o TCE tão atuante como agora, isso graças a esses substitutos.

  • deovaldo | Terça-Feira, 17 de Novembro de 2020, 16h02
    21
    17

    Acontece que os substitutos com o afastamento dos titulares se acharam no direito de serem o paladinos da justiça, mas basta ver a lei que criou o cargo de auditor substituto de conselheiro......a atuação é limitada, não são parte , apenas representam os titulares afastados em caso de vacância, férias e afastamento (para tratamento de doença ou pessoal ). Mas os titulares há época criaram serpentes dentro de casa, agora basta coloca-los em seus devidos lugares e se não gostarem pedem exoneração do cargo. simples assim.....

Emanuel no PTB e reeleição do filho

emanuelzinho 400   O PTB está sendo preparado para receber a filiação do prefeito Emanuel Pinheiro, que iniciou o segundo mandato em Cuiabá. Sem ambiente para seguir no MDB, onde passou a enfrentar resistência de toda a bancada do partido na Câmara Federal e na Assembleia, Emanuel recebeu convite de...

Ex-deputado "detona" Aliança por MT

victorio galli 400 curtinha   As deputadas federais Carla Zambelli e Bia Kicis, que estão na linha de frente pela criação do Aliança pelo Brasil, partido idealizado por Bolsonaro e ainda na fase de coleta de assinaturas para ser formalizado, foram informadas de que o ex-deputado federal Victório Galli...

Saúde em MT sob iminente colapso

Os números da pandemia da Covid-19 em MT são alarmantes. Entre sexta e este sábado foram registrados 1.050 novos casos de pessoas infectadas com o vírus e mais 21 mortes. Desde o início da pandemia, quase 5 mil mato-grossenses já morreram da doença. Em Cuiabá, o índice de ocupação de UTIs chega a 69%, superando o pior período da pandemia, registrado em agosto do ano passado. Em outras regiões do Estado, a...

Prefeito já teve 2 aliados executados

ze do patio 400 curtinha   O prefeito de terceiro mandato Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, já teve dois assessores próximos e de extrema confiança assassinados. Em setembro de 2012, João César Domingos, que era muito próximo de Pátio, havia atuado no Instituto de Pesquisa e...

Pascoal entre preferidos para o TCE

pascoal santullo 400   Assim como a Assembleia, que tem vários deputados de olho no cargo vitalício no TCE, o Palácio Paiaguás vai brigar pelo direito à indicação à cadeira de conselheiro, caso seja homologado e autorizado o pedido de aposentadoria já feito por Waldir Teis, que...

Governo vai ter consultoria hospitalar

gilberto figueiredo 400 curtinha   O governo estadual terá consultoria em assistência hospitalar. O processo de contratação é tocado pela secretaria de Saúde, sob Gilberto Figueiredo (foto). A ideia é buscar melhorar o atendimento à população e os índices de...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.