Órgãos

Sexta-Feira, 26 de Fevereiro de 2010, 07h:35 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

INVESTIGAÇÃO

PF cumpre busca e apreensão no Senar MT; rombo é de R$ 9,9 mi

   A Polícia Federal deflagrou nesta quinta (25) a Operação Cartilha e cumpriu cinco mandados de busca e apreensão de materiais em Cuiabá e Brasília para investigar supostas irregularidades em licitações realizadas pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), em Mato Grosso, que causaram um rombo, segundo a CGU, de R$ 9,9 milhões ao erário. As apreensões foram feitas a pedido do Ministério Público Federal. O Senar é vinculado à Famato, sob Rui Prado.

  Segundo a procuradora Vanessa Ribeiro Scarmagnani, há indícios de fraude nas licitações para a confecção e impressão de cartilhas e manuais que serão distribuídos pelo Senar para famílias agricultoras do Estado. Os contratos seriam feitos com entidades sem fins lucrativos, entretanto, camuflavam um forte esquema que favorecia gráficas de Brasília. Essas empresas recebiam os pagamentos por serviços supostamente superfaturados. “É indispensável que sejam realizadas essas apreensões para reunir provas documentais que possam subsidiar uma possível ação penal”, explica a procuradora.

  A investigação começou depois que Controladoria Geral da União (CGU) detectou irregularidades, durante fiscalização, nas aquisições, com e sem licitações, de materiais destinados à execução do Programa Agrinho e Programa de Formação Rural e Promoção Social, ambos de responsabilidade do Senar, nos anos de 2002 a 2009. Os programas são destinados para estudantes e trabalhadores rurais, respectivamente.

  De acordo com a Polícia Federal, o material apreendido será analisado em conjunto com a CGU. Ao final da investigação, o inquérito será enviado ao Ministério Público Federal. No final da tarde desta sexta, por meio de nota, a instituição frisou que “atendeu prontamente todas as requisições efetuadas pela PF, fornecendo documentos e os equipamentos solicitados”.

  Segundo nota enviada, o Senar não é uma entidade pública, por isso, teria autônomia administrativa e financeira já que seus recursos não são oriundos do tesouro nacional, mas sim dos produtores rurais que contribuem para sua qualificação bem como dos trabalhadores rurais. "Todos os processos licitatórios da entidade são precedidos dos requisitos legais, assim como nas aquisições de materiais didáticos. Os resultados conquistados através de tais aquisições são confirmados através dos milhares de pessoas atendidas nas ações do Senar”, argumenta a instituição.

  Já sobre o Programa Agrinho, implantado em 2004 e realizado até 2009, que é um dos focos da investigação, o Senar alega ter formado 1,8 milhão de alunos e 103 mil professores nos 141 municípios do Estado, sempre com o material didático fornecido gratuitamente pelo Senar. Por fim, a instituição reforça que está à “disposição das autoridades competentes para a retirada de quaisquer dúvidas ou informações para esclarecimentos dos fatos”.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • manoel carlos | Sexta-Feira, 26 de Fevereiro de 2010, 18h26
    0
    0

    ta vendo? depois ainda vem com essa conversa fiada de quebrar paradigmas, tudo farinha do mesmo saco.

  • Marcelo | Sexta-Feira, 26 de Fevereiro de 2010, 12h22
    0
    0

    Esse LUCAS de sorriso é ignorante...

  • Lucas | Sexta-Feira, 26 de Fevereiro de 2010, 11h40
    0
    0

    O Povo espera a mesma ação moralizadora no SEBRAE, SENAC, SESC, SENAI e SESI porque o comportamento e modos operandi é o mesmo. Pode demorar mas um dia a casa cai. Não é possível haver empresas pobres e entidades tão ricas, empresários em dificuldades e serviços de apoio como verdadeiros cabides de emprego.

  • Davos | Sexta-Feira, 26 de Fevereiro de 2010, 11h18
    0
    0

    Essa explicação dada pelo SENAR é balela. o Senar é um ente paraestatal, que sobrevive de contribuições de atividade rural arrecadada pela União. Caso, não existisse a força do Estado, não haveria contribuição nenhuma. O SENAR sobreviveria como? Para isso, basta vir na net a ação do meio rural para reduzir esse tipo de encargo. Esse desvio não tem nada a ver com o atual governo, é algo que acontece aqui.

  • brasil | Sexta-Feira, 26 de Fevereiro de 2010, 08h34
    0
    0

    vícios antigos e persistentes, tais como o patrimonialismo, o autoritarismo, o clientelismo, o nepotismo, a corrupção generalizada, a impermeabilidade à democracia e A FALTA DE PARTICIPAÇÃO POPULAR VERDADEIRA SEM DINHEIRO PUBLICO, a falta de transparência e ineficiência dos mecanismos de controle público, tanto estatais quanto não-estatais.essa E A MARCA LULLA DE GOVERNAR, RETROCESSO,A CONTA QUE VAI PAGAR E O POVO. voc conhece no seu bairro uma obra verdadeira do governo lulla???so uma, não vale diistribuição de dinheiro. mudança já, serra aecio marina ou outros.

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...

Com Paccola, Câmara terá polêmicas

paccola 400 curtinha   O vereador eleito pela Capital, tenente-coronel PM Marcos Eduardo Ticianel Paccola (foto), do Cidadania, promete levar muitas polêmicas para os embates que pretende travar no Legislativo. Ele é daqueles sem papas na língua. Defende, por exemplo, que a população tenha direito de se armar. Em...

Esposa de deputado na 2ª suplência

maria avalone 400   Não foi só o deputado estadual Wilson Santos que frustrou-se na tentativa de eleger membro da família à cadeira de vereador. O também parlamentar Carlos Avalone, presidente regional do PSDB, apostou todas as fichas na esposa Maria Avalone. Mas ela só chegou à...

Neurilan e apoio de Botelho à AMM

eduardo botelho 400 curtinha   Em busca de apoio de lideranças políticas para permanecer no comando da AMM por mais três anos, Neurilan Fraga foi pedir socorro para o presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho (foto). Quer que o parlamentar seja o presidente de honra de sua chapa. Neurilan tem se articulado como pode e,...

Candidato irritado chama EP de traste

abilio junior 400 curtinha   Abílio Júnior (foto), candidato do Podemos ao Palácio Alencastro, tem se mostrado mais irritado depois do debate promovido pela Fecomércio, na quarta à noite, quando, em vários momentos, se viu questionado e desqualificado pelo prefeito e candidato à...

Prefeito reeleito sob investigações

ze do patio 400 curtinha   A situação jurídica do prefeito populista e desgastado Zé do Pátio (foto), que acaba de ser reeleito para o terceiro mandato em Rondonópolis, sendo o segundo consecutivo, não é das melhores. Contra sua gestão tem pipocado denúncias sobre...