Órgãos

Segunda-Feira, 27 de Janeiro de 2014, 11h:18 | Atualizado: 27/01/2014, 12h:06

PF volta nas próximas horas à gleba Suiá-Missú para deter nova invasão

As polícias Federal e Rodoviária Federal devem retornar nas próximas horas à gleba Suiá-Missú, que dá lugar à terra indígena Marãiwatséde, a fim de evitar que os produtores despejados do território em dezembro de 2012 voltem a invadir à área. À época, cerca de 7 mil pessoas foram expulsas pela Justiça e, agora, muitas estão retornando ao local. Eles alegam que não receberam nenhum tipo de ajuda, por isso, a tendência é que entrem em confronto para permaneceram em suas antigas terras.   

O pedido para que as forças policiais voltem ao local foi feito pelo Ministério Público Federal (MPF) e acatado pela Justiça Federal, depois de receber informações sobre um plano de invadir novamente as terras indígenas. Há cerca de um ano a Força Nacional deu por encerrada a retirada de todos os não índios que ocupavam ilegalmente o território do povo Xavante. 

No entanto, a Força Nacional e a Polícia Federal deixaram o local há duas semanas, ficando apenas funcionários da Funai para monitorar a área. Desde então, algumas famílias já voltaram para o espaço, chegando a entrarem em conflitos com servidores da fundação. Alguns equipamentos fotográficos foram tomados pelos produtores. 

Ontem pela manhã, o cacique Xavante Damião Paridzané confirmou a presença de invasores na antiga vila, conhecida como Posto da Mata. Disse que foi impedido de circular no território indígena porque os posseiros fecharam a estrada. “Todo mundo correu atrás da gente. Era muita gente [muitos invasores], umas 70, 100 pessoas. Quase me pegaram. Tive que fugir", relatou o cacique. 

De acordo com a decisão da Justiça Federal, na hipótese de a invasão ocorrer, as forças de segurança devem identificar os invasores, especialmente as lideranças, e apreender os veículos e equipamentos utilizados para resistir e desobedecer a polícia. O MPF será comunicado para tomar as providências cabíveis na esfera penal, como requerer a prisão dos responsáveis pela ocupação. (Com assessoria)

Famílias se organizam para retornar à gleba Suiá-Missú; PF deixou o local

 

 

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Domingas Costa | Segunda-Feira, 27 de Janeiro de 2014, 23h10
    0
    0

    Os produtores tinha que ter matado logo esse cacique Damião, ele que é o autor de tudo isso, so assim acaba o problema...

  • Emidio de Souza Lider Comunitario | Segunda-Feira, 27 de Janeiro de 2014, 19h07
    0
    1

    As polícias Federal e Rodoviária Federal deveria Permanecer nà gleba Suiá-Missú, que dá lugar à terra indígena Marãiwatséde, que foi escravizado pelos latifundiários a vida inteiro Igual nos Remanescente de Quilombo que fomos Expulso de nossas terás junto com os nossos ancestrais e muitos morreu amêndoa apenas alguns sobreviveu. Gostaria que o atual prefeito Mauro Mendes primeiro executasse obras que prometeu Novo Paraíso I e II JD. Paraíso parra invitar que ACDHAM Associação Comunitária de Habitação do Complexo Novo Paraíso I e II JD. Paraíso Juntamente com Dr. Djalma Mendes Defensor Geral da Defensoria Publica de Mato Grosso Juntamente com a coordenadoria de Apoio comunitário ter de acionar a justiça para executar as Obras e aproveitamos para Convidar o prefeito e todos os Moradores para Participar da Reunião que Realizara dia 28/01/2014 as 15 00 h Local Espaço Perfil Rua C Quadra 04 N; 21, ao Lado da Escola pedrosa de Morais, Bairro Novo Paraíso I Participe sua Presença é muito Importante.

Queda-de-braço em Alto Araguaia

gustavo melo 400 curtinha   O prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), enfrenta uma queda-de-braço com os vereadores. Recentemente, oito dos 11 parlamentares encaminharam ofício ao chefe do Executivo, inclusive com cópia para o MPE, considerando inoportuna, descabida e suspeita, neste momento de pandemia, fazer obra...

Estado amplia leitos de UTI no Sul

gilberto figueiredo 400 curtinha   O secretário estadual de Saúde Gilberto Figueiredo (foto) reclama, sem citar nome, da forma como a prefeitura rondonopolitana está encarando a pandemia da Covid-19. Mesmo o governo federal já tendo pago diárias antecipadamente e, inclusive por três meses, de 10 leitos de...

Briga inconsequente com Santa Casa

z� do patio 400 curtinha   Acuado pela consequência da falta de planejamento e de gestão, o prefeito Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, está numa luta descabida de tentar encontrar culpados pelo avanço da Covid-19 no município. A prefeitura não construiu, sequer,...

2 secretários acionados sobre compras

ozenira 400 curtinha   Os secretários municipais de Cuiabá, Luiz Antonio Possas de Carvalho (Saúde) e Ozenira Félix Soares (foto), de Gestão, têm 48 horas para prestar esclarecimentos sobre compras, sem licitação, de óculos de proteção e macacões destinados a...

Valdir, conta rejeitada e pedido negado

valdirzinho 400 curtinha   Valdir Pereira de Castro, o Valdirzinho (foto), prefeito de Santo Antonio de Leverger, ingressou com pedido de revisão no TCE sobre o parecer contra aprovação das contas de 2018. O Tribunal apontou uma série de irregularidades, entre elas registros contábeis incorretos, abertura de...

Stopa vira trunfo do prefeito Emanuel

jos� roberto stopa 400   Filiado histórico do PV, José Roberto Stopa (foto) se tornou espécie de trunfo do prefeito Emanuel Pinheiro. Se o emedebista resolver buscar a reeleição, o que seria o caminho natural, Stopa pode entrar na chapa como candidato a vice ou simplesmente ficar de fora do...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a administração Emanuel Pinheiro em Cuiabá

excelente

boa

regular

ruim

péssima

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.