Órgãos

Quarta-Feira, 09 de Junho de 2010, 18h:19 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:26

GREVE

Servidores do Incra cruzam os braços

   Depois da greve dos servidores da Superintendência Regional do Trabalho de Mato Grosso (SRTE), que desde o último dia 2 cumprem expediente de apenas 50% por determinação judicial, os trabalhadores do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) decidiram cruzar os braços nesta quarta (9).

  De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Federais de Mato Grosso (Sindsep/MT), Carlos Alberto de Almeida, as greves manifestam o descontentamento dos servidores quanto à falta de avanço nas negociações por parte do governo federal. Segundo ele, são cerca de dois anos pleiteando melhoras nas condições de trabalho dos trabalhadores.

   Com 391 servidores federais em Mato Grosso, a sede do Incra em Cuiabá amanheceu de portas fechadas nesta quarta (9). Depois de 3 paralisações na tentativa de chamar a atenção das autoridades para os pedidos de reestruturação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS), revisão salarial e isonomia para os cargos de nível superior, os funcionários públicos determinaram, em assembleia realizada nesta terça (8), greve por tempo indeterminado.

   Para Adalberto Justino de Oliveira Júnior, servidor do Incra em Mato Grosso há 3 anos e meio, o movimento grevista foi uma resposta ao governo por ter reapresentado, na última reunião, uma proposta já rejeitada anteriormente pela categoria. “Essa reunião foi a gota d'água. Deixou os trabalhadores frustrados”, completou o presidente do sindicato.

   Mesmo a audiência pública realizada com a Comissão da Amazônia, Integração Nacional e Desenvolvimento Regional na Câmara dos Deputados não acalmou os ânimos dos servidores. “Todas essas audiências são eleitoreiras. Por ser um ano eleitoral, querem se aproveitar dos trabalhadores utilizando este espaço como palanque”, reclamou Almeida.

   Uma próxima reunião está marcada para 14 de junho. Até lá, a intenção dos servidores é manter a sede e todos os serviços realizados pelo Incra em Mato Grosso em greve, abrangendo, inclusive, os estagiários e funcionários terceirizados. “Nossa intenção não é prejudicar a sociedade, mas precisamos disso para ser ouvidos”, destacou Adalberto.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • claudia | Quarta-Feira, 14 de Julho de 2010, 10h10
    0
    0

    claudia, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • mario brito da silva | Segunda-Feira, 21 de Junho de 2010, 11h33
    0
    0

    concordo que pusquem os seus direitos porem quando voltarem ao trabalho terao que trabalhar de verdade e parar com essa moleza e fazer faler as ferias que tiverao trabalhar com seriedade e resolver tudo que esta parado e olha que e muita coisa

  • Victor Marie Hugo | Quinta-Feira, 10 de Junho de 2010, 09h36
    0
    0

    Este movimento "grevista" é para inviabilizar o empenho dos recursos orçamentários do INCRA para 2010. Impedindo o empenho, estarão prejudicando todos os assentados pelo INCRA. Não se trata de demandas de funcionários.

  • João | Quinta-Feira, 10 de Junho de 2010, 09h08
    0
    0

    Já não fazem nada mesmo, agora só mudou o nome de desocupados para grevistas...

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...

Taques ofuscado e sob mira do MPE

pedro taques 400 curtinha   Pedro Taques (foto) achou que o recall dos tempos de senador e governador, ajudando-o a se posicionar de forma razoável nas pesquisas, bem antes do início da campanha, o manteria como favorito na corrida ao Senado. Ledo engano. Não levou em consideração o alto índice de...

2 caciques não disputam Alto Garças

roland trentini 400 curtinha   Após décadas de rixas, de campanhas ostentadoras, rachas e brigas eleitorais intermináveis em Alto Garças, os ex-prefeitos Rolando Trentini (foto) e Júnior Pitucha resolveram não mais concorrer ao Executivo. Mas, um deles segue se movimentando nos bastidores. Pela...

Um ex-prefeito inelegível em Poconé

clovis martins 400   Dificilmente o ex-prefeito petebista Clovis Damião Martins (foto) terá registro de candidatura a prefeito de Poconé deferido pela Justiça Eleitoral. O promotor de Justiça, Mário Anthero, já pediu impugnação do registro do petebista por inelegibilidades. Clovis, que...

Briga em Sinop entre Juarez e Dorner

juarez costa 400 curtinha   Em Sinop, a briga eleitoral caminha para tensão e acirramento entre o emedebista Juarez Costa (foto) e Roberto Dorner (Republicanos). Hoje, o ex-prefeito seria eleito, mas Dorner vem crescendo nas adesões, com ajuda do vice de sua chapa, ex-vereador Dalton Martini (Patriota). O apoio da prefeita Rosana...

França elegível; CNJ desatualizado

roberto franca 400 curtinha   O advogado Rodrigo Cirineu, que assumiu a assessoria jurídica da campanha a prefeito de Cuiabá de Roberto França (foto), assegura que o ex-prefeito está elegível. Explica que o cadastro de inelegibilidades do Conselho Nacional de Justiça, constantando ainda o nome de...