Órgãos

Quinta-Feira, 19 de Dezembro de 2019, 08h:38 | Atualizado: 19/12/2019, 18h:38

Poconé

TCE-MT pede intervenção na prefeitura de Poconé por falta de prestação de contas

tata amaral 680

Prefeito de Poconé Tata do Amaral reclama que não é razoável pedir reprovação das contas

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT) pediu a reprovação das contas de 2018 da prefeitura de Poconé e, consequentemente, que o Estado faça uma intervenção no município pela falta de prestação de contas. O julgamento foi por unanimidade na sessão de quarta (18).

O prefeito Atail Marques do Amaral, o Tatá Amaral (DEM), se defendeu no processo alegando que “não parece razoável” pedir a reprovação das contas de governo sem considerar “a parcela de responsabilidade pelas inconsistências apresentadas pelo sistema SIGESPMT, desde o início de sua implantação”. A tese do prefeito era de que o sistema do TCE-MT teria apresentado problemas durante o uso pelos servidores da prefeitura.

No relatório técnico do TCE-MT é apontado que o prazo para envio da prestação de contas anuais de 2018 se encerrou em 16 de abril de 2019. Também não foram encaminhadas as cargas mensais de informações dos meses de janeiro a dezembro de 2018, descumprindo a Constituição e também normas do próprio TCE-MT.

O relator, conselheiro João Batista De Camargo Junior, já havia pedido a reprovação e a intervenção em uma sessão anterior do TCE-MT. O conselheiro Luiz Henrique Lima pediu vistas para analisar o processo.

“Eu solicitei vistas e recordo a discussão que tivemos porque entendo que não devemos nos apegar a um formalismo exagerado em relação a Aplic ou Sigesp, o cerne da discussão das contas de governo não pode ser se os dados foram inseridos nesse ou naquele sistema, se teve problema no sistema, tinha que ser as contas propriamente ditas. A observância dos limites legais e constitucionais, a higidez fiscal, financeira, orçamentária, isso que é objeto do nosso trabalho, e não um formalismo exagerado, que felizmente já está sendo superado na doutrina processual brasileira”, ponderou Luiz Henrique na sessão.

O conselheiro reiterou sua crítica ao “formalismo exagerado”, mas disse entender que não teria havido esforço suficiente do prefeito para sanar os problemas e fazer o envio das prestações de contas de todo o ano de 2018.

O TCE-MT e a prefeitura haviam feito um acordo para que os sistemas fossem implementados no município. Contudo, por descumprimento de obrigações da prefeitura, o órgão acabou por romper a parceria no final de 2016.

“Mergulhando nos autos, eu verifiquei que assiste razão ao relator. Porque embora a crítica ao Sigesp seja procedente, pelo que depreendi da tramitação processual, o gestor se agarrou a ela como um escudo. Não foi diligente desde o início no esforço de prestação de contas. Somente após muito tempo ele se apresentou e se esforçou, e aí enfrentou dificuldades que considero reais, e se agarrou a essas dificuldades como desculpa para a sua intempestividade e inadimplência”, opinou.

Além de pedir que o governo do Estado faça uma intervenção no município, o TCE-MT também encaminhou a decisão à Câmara Municipal de Poconé, que é quem deve aprovar ou reprovar as contas, e também ao Tribunal de Justiça e ao Ministério Público Estadual (MPE).

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Pantaneira | Quinta-Feira, 19 de Dezembro de 2019, 12h40
    2
    0

    É uma falta de VERGONHA pra um gestor um TCE pedir INTERVENÇÃO do Estado,do MP e ainda do Tribunal de Justiça no município!!!!É sinal que a COISA TÁ PRETA NÉ PREFEITO TATÁ?

  • OLHO VIVO | Quinta-Feira, 19 de Dezembro de 2019, 11h35
    2
    0

    MEU DEUS!!!!AO PONTO QUE CHEGOU ESSA ADMINISTRAÇÃO TATÁ AMARAL!!!!É SINAL QUE O BICHO VAI PEGAR!!!!AGORA QUE VEREMOS QUAIS VEREADORES QUE IRÃO VOTAR EM FAVOR DO INTERESSE DO POVO OU DO INTERESSE DO PREFEITO!!!É SÓ ESPERAR PRA VER!!!

Pátio, adversários fracos e reeleição

ze do patio 400 curtinha   O prefeito de Rondonópolis Zé do Pátio (foto), por mais populista, demagogo e com uma gestão avaliada pela maioria como desastrosa, caminha a passos largos para conquista de mais um mandato. Tende a vencer pela lógica do menos pior. Seus virtuais adversários são...

Pode recebe 2 já derrotados em BG

sandro saggin curtinha 400   O Podemos conseguiu juntar em Barra do Garças o grupo de dois já derrotados à prefeitura, Daltinho, que também foi deputado e em 2018 teve votação pífia na tentativa de reeleição, e Sandro Saggin (foto), um "eterno" candidato. Entregue ao ostracismo,...

Câmara de Barra devolve R$ 100 mil

joao rodrigues 400 presidente c�mara barra do gar�as   A Câmara Municipal de Barra do Garças devolveu à prefeitura R$ 100 mil para serem investidos em medidas de combate ao novo coronavírus. O presidente do Legislativo, vereador João Rodrigues de Souza, o doutor...

Auditor assume Secretaria de Controle

demilson nogueira 400   O auditor Newton Gomes Evangelista, servidor de carreira, é o novo secretário de Controle Interno da Assembleia. Ele já respondeu também pela Auditoria-Geral da Casa. Newton assumiu a Controladoria Interna no lugar do ex-prefeito de Ponte Branca, Demilson Nogueira (foto), que deixou o posto...

Cuiabá é a unica com tudo fechado

emanuel pinheiro curtinha   A pressão sobre o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) fica agora mais forte para flexibilizar logo o decreto restrito por causa do coronavírus. Ele é o único dos gestores das maiores cidades mato-grossenses que ainda mantém decisão de fechar praticamente tudo na Capital, com...

Deputado põe aliado no lugar do irmão

ronaldo taveira 400 curtinha   Coube ao próprio deputado Wilson Santos indicar um nome para o lugar do irmão Elias Santos, que na última sexta (3) deixou a secretaria de Gestão de Pessoas da Assembleia para concorrer a vereador em Cuiabá. E o ex-prefeito emplacou no cargo que rende R$ 19,9 mil mensais o velho...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.