PARTIDO

Terça-Feira, 15 de Outubro de 2019, 15h:37 | Atualizado: 15/10/2019, 19h:14

Com resultado proclamado, apuração de fraudes em eleição do PT acaba em pizza

Ronaldo Mazza

Valdir Barranco

Valdir Barranco na tribuna da AL; ele teve quase 65% dos votos na 1ª fase da eleição

Ao que tudo indica, a apuração das denúncias de fraudes no Processo de Eleição Direta (PED) do PT de Mato Grosso, em que nome de filiado morto teria aparecido como votante e foram registrados casos de falsificação de assinaturas de filiadas que estavam na Itália no dia da votação, vai acabar em pizza. Isso porque a Comissão Executiva Nacional, reunida nessa segunda (14), resolveu proclamar a totalização dos votos publicada em 20 de setembro, com base nas apurações de 10 de setembro,  como resultado final da 1ª etapa do 7º Congresso Nacional do partido.

Para “passar um pano” na situação e fingir que está tomando providências, os dirigentes petistas constituíram uma Comissão Especial composta por sete membros representantes das forças políticas que compõe a Comissão Executiva Nacional, para averiguar denúncias de irregularidades nos processos de votação locais e  atos de violência no processo eleitoral. Entretanto, qualquer conclusão não terá resultado prático para alterar resultados do PED.

Até 25 de outubro, a Comissão levantará todos os casos a serem averiguados e fará as devidas instruções.  Em 4 de novembro encerra o prazo para a Comissão ouvir as partes envolvidas nos casos elencados e ir aos Estados em que a averiguação for necessária.

Segundo a resolução, até 11 de novembro, a Comissão emitirá parecer aos processos dos casos averiguados e remeterá para decisão da Comissão Executiva Nacional, que se reúne em 15 de novembro. No dia 16 de novembro, os casos serão julgados pelo Diretório Nacional do PT.       

Apenas quatro dirigentes nacionais votaram contra a proclamação do resultado do PED com suspeitas de fraude.  São eles, o deputado federal Paulo Pimenta (RS) e Silvana Donatti (SP), Ivan Lima (BA) e Juçara Dutra Vieira (RS).

Já os favoráveis a resolução aprovada foram a presidente nacional do PT Gleise Hoffmann (PR), senador Humberto Costa (PE), Alberto Cantalice (RS), Alex Padilha (SP), Carlos Árabe (SP), Ellen Costa (PI), Emídio de Souza (SP), Fátima Cleide (RO), Gleide Andrade (MG), José Guimarães (CE), Luiz Dulci (MG), Luzianne Lins (CE), Márcio Macedo (SE), Markus Sokol (SP), Micaela Costa (RJ), Moara Soboia (MG), Mônica Valente (SP), Nadia Rocha (SP), Najara Bento (SP), deputado federal Paulo Teixeira (SP), Renato Simões (SP), Romênio Pereira (MG), Sara Prado (BA) e Vilson Oliveira (SP).

Na reunião, a chapa Plenária Livre de Mato Grosso, que apresentou os recursos contra as fraudes no PED local, foi representada pela ex-vereadora por Cuiabá Enelinda Scala. A petista defendeu que a resolução proclamando o resultado da votação não fosse aprovada, mas não teve direito a voto.

Supostas Fraudes

O caso do morto votando aconteceu em Juruena. Já em Terra Nova do Norte, três votantes estavam em viagem para a Itália na data da eleição. Além disso, 45 municípios não enviaram ou enviaram fora do prazo a lista de participantes.

Por isso, a chapa Plenária Livre reivindica a suspensão do PED. Todas as irregularidades teriam favorecido a chapa da corrente majoritária Construindo um Novo Brasil (CNB), liderada pelo deputado estadual Valdir Barranco, atual presidente do PT mato-grossense. Nesta etapa do PED, o grupo obteve 64,66% dos votos.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Keops Müller | Terça-Feira, 15 de Outubro de 2019, 17h02
    3
    1

    PT sendo PT... Corrupção é o DNA desse partido.

  • KACO DO CPA | Terça-Feira, 15 de Outubro de 2019, 16h12
    2
    2

    64.66 % ... uma falta de respeito com a maioria absoluta do PT-MT .... TIVEMOS UMA VITORIA ESMAGADORA... 64,66% dos votos de toda militância petista... MAIS UMA VEZ, RESPEITEM A VONTADE DA MAIORIA... RESPEITEM NOSSA DEMOCRACIA INTERNA... RESPEITEM O PED... RESPEITEM A CNB.. forte abraço KACO DO CPA

Matéria(s) relacionada(s):

4 fora da reeleição em Rondonópolis

jailton 400 vereador curtinha   Em Rondonópolis, quatro dos 21 vereadores não devem ir à reeleição, sendo eles Thiago Muniz (DEM), Rodrigo da Zaeli (PSDB), Hélio Pichioni (PSD) e Jailton do Pesque e Pague (foto), do PSDB. Thiago e Rodrigo têm esperanças de concorrer a...

Prefeito apoia vice à briga em Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   Francis Maris vai mesmo declarar apoio oficial à pré-candidatura da empresária Eliene Liberato à sucessão em Cáceres. Em público, o prefeito faz mistério para não contrariar outros pretensos candidatos do grupo e que têm esperanças de receber...

Preparando um dos aliados a federal

mauro carvalho 400 curtinha   Embora não comente publicamente, o governador Mauro Mendes está "costurando" acordos políticos com líderes mais próximos, visando não só o pleito de 2020, mas também às eleições gerais de 2022. Em época de busca de projetos e de...

Salvando 1º ano de mandato no cargo

selma arruda 400 curtinha   Embora "sangrando" e com a imagem arranhada, a juíza aposentada e senadora cassada pelo TRE-MT Selma Arruda, que trocou o PSL pelo Podemos, consegue concluir este primeiro de oito anos de mandato. E vai se licenciar nos próximos dias para ceder espaço aquele que financiou a sua campanha,...

Barbudo é menos empreguista de MT

nelson barbudo 400 curtinha   Dos oito deputados federais de MT, o estreante Nelson Barbudo (foto) é o menos "empreguista". Nestes 10 primeiros meses de mandato, ele nomeou no gabinete em Brasília e no escritório político em Cuiabá apenas 15 assessores. Cada gabinete pode ter até 25 secretários...

Rossato quer "minar" reeleição de Ari

dilceu rossato 400 curtinha   Em Sorriso, a capital nacional do agronegócio, a tendência é da disputa à sucessão no próximo ano ficar polarizada entre o prefeito Ari Lafin, do PSDB, e seu antecessor, Dilceu Rossato (foto), hoje filiado ao PSL. Embora se movimente nos bastidores, o deputado Xuxu Dal Molin...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.