PARTIDO

Terça-Feira, 15 de Outubro de 2019, 15h:37 | Atualizado: 15/10/2019, 19h:14

Com resultado proclamado, apuração de fraudes em eleição do PT acaba em pizza

Ronaldo Mazza

Valdir Barranco

Valdir Barranco na tribuna da AL; ele teve quase 65% dos votos na 1ª fase da eleição

Ao que tudo indica, a apuração das denúncias de fraudes no Processo de Eleição Direta (PED) do PT de Mato Grosso, em que nome de filiado morto teria aparecido como votante e foram registrados casos de falsificação de assinaturas de filiadas que estavam na Itália no dia da votação, vai acabar em pizza. Isso porque a Comissão Executiva Nacional, reunida nessa segunda (14), resolveu proclamar a totalização dos votos publicada em 20 de setembro, com base nas apurações de 10 de setembro,  como resultado final da 1ª etapa do 7º Congresso Nacional do partido.

Para “passar um pano” na situação e fingir que está tomando providências, os dirigentes petistas constituíram uma Comissão Especial composta por sete membros representantes das forças políticas que compõe a Comissão Executiva Nacional, para averiguar denúncias de irregularidades nos processos de votação locais e  atos de violência no processo eleitoral. Entretanto, qualquer conclusão não terá resultado prático para alterar resultados do PED.

Até 25 de outubro, a Comissão levantará todos os casos a serem averiguados e fará as devidas instruções.  Em 4 de novembro encerra o prazo para a Comissão ouvir as partes envolvidas nos casos elencados e ir aos Estados em que a averiguação for necessária.

Segundo a resolução, até 11 de novembro, a Comissão emitirá parecer aos processos dos casos averiguados e remeterá para decisão da Comissão Executiva Nacional, que se reúne em 15 de novembro. No dia 16 de novembro, os casos serão julgados pelo Diretório Nacional do PT.       

Apenas quatro dirigentes nacionais votaram contra a proclamação do resultado do PED com suspeitas de fraude.  São eles, o deputado federal Paulo Pimenta (RS) e Silvana Donatti (SP), Ivan Lima (BA) e Juçara Dutra Vieira (RS).

Já os favoráveis a resolução aprovada foram a presidente nacional do PT Gleise Hoffmann (PR), senador Humberto Costa (PE), Alberto Cantalice (RS), Alex Padilha (SP), Carlos Árabe (SP), Ellen Costa (PI), Emídio de Souza (SP), Fátima Cleide (RO), Gleide Andrade (MG), José Guimarães (CE), Luiz Dulci (MG), Luzianne Lins (CE), Márcio Macedo (SE), Markus Sokol (SP), Micaela Costa (RJ), Moara Soboia (MG), Mônica Valente (SP), Nadia Rocha (SP), Najara Bento (SP), deputado federal Paulo Teixeira (SP), Renato Simões (SP), Romênio Pereira (MG), Sara Prado (BA) e Vilson Oliveira (SP).

Na reunião, a chapa Plenária Livre de Mato Grosso, que apresentou os recursos contra as fraudes no PED local, foi representada pela ex-vereadora por Cuiabá Enelinda Scala. A petista defendeu que a resolução proclamando o resultado da votação não fosse aprovada, mas não teve direito a voto.

Supostas Fraudes

O caso do morto votando aconteceu em Juruena. Já em Terra Nova do Norte, três votantes estavam em viagem para a Itália na data da eleição. Além disso, 45 municípios não enviaram ou enviaram fora do prazo a lista de participantes.

Por isso, a chapa Plenária Livre reivindica a suspensão do PED. Todas as irregularidades teriam favorecido a chapa da corrente majoritária Construindo um Novo Brasil (CNB), liderada pelo deputado estadual Valdir Barranco, atual presidente do PT mato-grossense. Nesta etapa do PED, o grupo obteve 64,66% dos votos.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Keops Müller | Terça-Feira, 15 de Outubro de 2019, 17h02
    3
    1

    PT sendo PT... Corrupção é o DNA desse partido.

  • KACO DO CPA | Terça-Feira, 15 de Outubro de 2019, 16h12
    2
    2

    64.66 % ... uma falta de respeito com a maioria absoluta do PT-MT .... TIVEMOS UMA VITORIA ESMAGADORA... 64,66% dos votos de toda militância petista... MAIS UMA VEZ, RESPEITEM A VONTADE DA MAIORIA... RESPEITEM NOSSA DEMOCRACIA INTERNA... RESPEITEM O PED... RESPEITEM A CNB.. forte abraço KACO DO CPA

Matéria(s) relacionada(s):

Reunião pra complô desmoraliza Abílio

abilio 400 curtinha   A considerar as imagens de circuito interno de vídeo do hospital privado São Benedito, exibidas nesta quinta, durante sessão na Câmara de Cuiabá, a situação de Abílio Brunini (foto) se complica mais ainda. Investigado pela Comissão de Ética por reincidentes...

Contra mudar multas do Fundecontas

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro (foto) vetou a inclusão de um dispositivo no artigo 2º da lei de 2005 que criou o Fundo de Reaparelhamento e Modernização do TCE. Essa alteração foi aprovada pela Assembleia na sessão de 29 de outubro e, na prática, iria retirar e dar outro...

Ex-deputado quer comandar Chapada

roberto nunes 400   O ex-deputado Roberto Nunes (foto), que recebe dois vencimentos da Assembleia, um como aposentado e outro como beneficiário do extinto FAP, somando mais de R$ 30 mil mensais, está se articulando para encarar mesmo a disputa pela Prefeitura de Chapada dos Guimarães. Transferiu para lá o...

Contra regular as redes a magistrados

thiago amam 400 curtinha   O presidente da Associação Mato-Grossense de Magistrados, juiz Tiago Abreu (foto), vê com preocupação a proposta de resolução do CNJ que estabelece parâmetros quanto à utilização das redes sociais por magistrados. Enfatiza que a Amam...

Sem prefeitos, Sema cancela evento

mauren 400   Sob Mauren Lazzaretti (foto), a secretaria estadual de Meio Ambiente tinha programado um ato nesta quarta, às 16h, em sua sede, para entrega do chamado Kit Descentralização a 30 prefeitos. O governador Mauro participaria do evento. Mas os gestores não apareceram. Cinco mandaram representantes. Ao ser...

"Fogo amigo" no TCE e petição no STJ

E segue a guerra nos bastidores entre conselheiros substitutos e os titulares afastados. Os reservas que há dois anos compõem o Pleno torcem para Albano, Joaquim, Sérgio, Teis e Novelli não retornar à ativa tão cedo. E, segundo informações, dois deles têm agido de forma açodada no STJ, a quem cabe decidir pelo retorno ou não, em julgamento de um recurso na pauta para o próximo dia 18. Tentam tumultuar o processo,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.