PARTIDO

Quinta-Feira, 22 de Agosto de 2019, 15h:33 | Atualizado: 22/08/2019, 18h:51

APÓS DEBANDADA

Cúpula do Pode diz que saída de membros é pressão política da aliança com Emanuel

Rodinei Crescêncio

Benedito Carlos

O secretário-geral do Podemos Benedito Lucas durante entrevista exclusiva ao Rdnews, na manhã desta 5ª; ele explica saída de pré-candidatos

O secretário-geral do Podemos Benedito Lucas aponta que a saída de membros do partido em razão da filiação do vice-prefeito de Cuiabá, Niuan Ribeiro, deve ter sido motivada por pressão feita por forças políticas ligadas ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) ou para defender interesses particulares alinhados à conjuntura política que comanda o Palácio Alencastro.

Segundo o dirigente partidário, muitos dentre os que assinaram a lista como pretensos candidatos a vereador pelo Pode, na Capital, são servidores comissionados na prefeitura ou são parentes de pessoas ligadas ao arco de aliança de Emanuel.

“Até aí eu entendo, que eles tenham sofrido algum tipo de pressão para deixar o partido. É normal da política, da disputa, cada um joga com o que tem. Eles tinham outros compromissos que não era com o partido, como de manter o cargo que tinham dentro da Prefeitura e com Emanuel. E como perceberam que não tinha outro jeito e que vamos ter uma candidatura própria, se apegaram ao fato de Niuan ser o novo dirigente do partido no município”, aponta Benedito.

O secretário-geral diz ainda que dentre os nomes assinados na lista de pretensos candidatos está o de Aécio Rodrigues, que é o presidente regional do Democracia Cristã e atua como chefe de gabinete do deputado Elizeu Nascimento, do mesmo partido.

Os potenciais candidatos pelo Pode estavam sendo congregados pelo líder comunitário Newton Pereira, o popular Bengué, que presidiu o diretório municipal de 13 de dezembro de 2018 até 16 de agosto, dois dias depois da filiação de Niuan.

Benedito explica que a condição apresentada por Niuan para migrar do PSD e se filiar ao Pode era assumir a presidência municipal do partido. “Niuan queria autonomia de ser o presidente municipal para poder discutir as eleições majoritárias. Agora cada partido tem que mudar sua chapa própria para as proporcionais, mas tem a possibilidade de montar alianças na majoritária. Até aí tudo bem. Só que alguns que o Bengué estava trazendo para o partido e nem chegaram a se filiar, esse pessoal se apegou ao fato do Niuan assumir a presidência”.

Com o desembarque de potenciais candidatos a vereadores, o Pode agora se realinha para dentro de um mês apresentar uma nova composição que será escolhida por Niuan. A chapa precisa de 38 vereadores, dos quais pelo menos 12 nomes devem ser de mulheres e 26 homens, para cumprir a cota eleitoral.

No Estado, o partido possui 5 mil filiados, e 80 diretórios. Na Capital, são aproximadamente 500 filiados. Para as eleições 2020, já existem pelo menos 16 pré-candidatos a prefeito. A sigla tenta viabilidade política para candidaturas próprias nas cidades pólos, e aposta no deputado federal José Medeiros como “vitrine” e articulador para filiar novas lideranças.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Hélcio | Sexta-Feira, 23 de Agosto de 2019, 05h28
    1
    5

    Ele está falando em nome do Partido Podemos, e também pelo Partido Democracia Cristã? Esse secretário do partido está completamente perdido, não está falando coisa com coisa. Perdeu credibilidade e só fala ilações. Melhor ficar quieto do que fazer apontamentos sem qualquer base.

  • Marcos Paulo | Sexta-Feira, 23 de Agosto de 2019, 03h49
    0
    0

    Marcos Paulo , Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Joãozinho Praeirinho | Quinta-Feira, 22 de Agosto de 2019, 17h13
    8
    6

    Deu ruim!!!!!! Partido sério não trabalha com manobras!!!!!! Foraaaa

  • Didi mocó | Quinta-Feira, 22 de Agosto de 2019, 16h46
    12
    2

    Kkkkkk deu ruim pra esses ai achou que iria levar o partido para mané kkkkkk

  • pedro indio | Quinta-Feira, 22 de Agosto de 2019, 16h35
    0
    0

    pedro indio , Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • João Paulo | Quinta-Feira, 22 de Agosto de 2019, 16h15
    7
    3

    Esta atitude de ruptura mostra baixaria e não uma política de verdade como deve ser. Pessoas assim não fazem diferença na política do bem.

Matéria(s) relacionada(s):

EP cita 4 pela força do MDB em Cuiabá

rafael bastos 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro disse neste sábado, no encontro do MDB, que acabou atraindo a presença de representantes de outros 12 partidos, que a agremiação emedebista foi construída e ganhou força e espaço na Capital graças aos filiados históricos Rafael...

Júlio, do DEM, vê boa gestão de EP

julio campos 400 curtinha   Júlio Campos (foto), uma das lideranças históricas do DEM, foi "apertado" nesta sexta, em entrevista a Antero de Barros, na rádio Capital FM, especialmente sobre o fato do ex-governador e ex-senador demonstrar simpatia e apoiar a gestão do prefeito Emanuel, enquanto outros do partido...

Empresário ensaia de novo em ROO

 luizao_curtinha400   Em Rondonópolis, o empresário Luiz Fernando de Carvalho, o Luizão, dono da Agro Ferragens Luizão, ensaia mais uma vez disputar a prefeitura. Como a sua pré-candidatura não é considerada novidade, ele é visto como uma espécie de "cavalo paraguaio", que tem arrancada...

2 governistas prontos para a briga

chico2000_curtinha400   O prefeito Emanuel tem 2 aliados de primeira hora na Câmara que não resistem a uma provocação. Tratam-se de Renivaldo Nascimento (PSDB) e Chico 2000 (foto), do PL. Sabendo do estopim curto, os vereadores de oposição, especialmente Diego e Abílio, não perdem a chance de...

Niuan agora sob rédeas do Podemos

niuan ribeiro curtinha 400   O vice-prefeito Niuan Ribeiro, agora no Podemos, se torna obrigado, conforme exigência estatutária, a contribuir com 5% dos R$ 15 mil que recebe mensalmente . Ou seja, vai ter que repassar R$ 750 para o seu novo partido. Considerado um partido com novas concepções, regras e exigências, o...

Efeito-senado e briga no ninho tucano

carlos-avalone_curtinha400   O deputado estadual Carlos Avalone não tem certeza de que o acordo pré-estabelecido para ele se tornar presidente do PSDB-MT, a partir de fevereiro, ou seja, daqui 5 meses, será cumprido. Pela costura entre a cúpula tucana, Paulo Borges renunciaria à presidência, abrindo assim...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.