PARTIDO

Quinta-Feira, 20 de Agosto de 2020, 15h:29 | Atualizado: 20/08/2020, 15h:46

CONFLITOS INTERNOS

Em conflito com os Campos, Mauro elogia "novo DEM": possibilidade zero de sair

Rodinei Crescêncio

Mauro Mendes

Governador Mauro Mendes conversa com imprensa, durante visita ao Centro de Triagem da Covid, instalada na Arena Pantanal, em Cuiabá, nesta 5ª

O governador Mauro Mendes, que está em rota de colisão com os Campos por conta da eleição suplementar ao Senado, descarta a possibilidade de sair do DEM.  Classifica como “mentira” qualquer especulação sobre sua possível mudança de partido.

Mauro reconhece o fato do senador Jayme Campos e seu irmão Júlio integrarem a corrente política que deu origem ao partido desde 1979.  No entanto, argumenta que hoje existe um “novo DEM” presidido pelo prefeito de Salvador ACM Neto e que tem como principal expoente o presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia.

“Existe zero possibilidade de sair do DEM, qualquer coisa que alguém escreva sobre isso, está mentindo”, disse o governador, durante coletiva de imprensa no Centro de Triagem da Covid-19, na Arena Pantanal, na manhã desta quinta (20).

Além disso, Mauro afirmou que o que o une ao DEM é maior que os conflitos com os Campos devido à eleição suplementar ao Senado. Neste sentido, reafirmou sua afinidade com ACM, Maia e com o presidente do Senado Davi Alcolumbre.

"Temos que ter claro: o que nos une, é maior do que o que nos separa? Essa é a grande pergunta que você tem que fazer no dia a dia. O que me une ao DEM, ao novo DEM nacional. Você sabe que existe um novo DEM no Brasil, fundado por um jovem presidente, que é o prefeito ACM Neto. Tenho amigos como Rodrigo Maia, Davi Alcolumbre. Estou muito tranquilo.  Eu respeito muito os meus parceiros políticos. Política se faz  com respeito que se pratica com os pequenos detalhes do dia a dia”, completou.

Rota de Colisão

A rota de colisão entre Mauro e os Campos foi motivado pelo apoio à pré-candidatura ao Senado do ex-deputado federal Nilson Leitão (PSDB), com Júlio Campos na 1ª suplência, sem passar pelas instãncias partidárias. O governador, que defende o apoio a Carlos Fávaro (PSD), sustenta que a decisão deve ser tomada pela direção estadual do DEM, que conta com 70 membros.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

2 suplentes já estreiam em Cuiabá

alex rodrigues 400   Com menos de quatro meses de mandato, dois dos 25 vereadores cuiabanos reeleitos no ano passado já pediram licença para abrir espaço a suplentes. Diego Guimarães (Cidadania) se afastou por 30 dias. Em sua cadeira está Maysa Leão, do mesmo partido. Marcrean Santos (PP) pediu afastamento...

Governista 2 e o desafio da reeleição

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto), que conseguiu retornar à Assembleia "sangrando" nas urnas de 2018, impactado pelo desgaste pela defesa intransigente do Governo Pedro Taques, se prepara para atravessar outro purgatório no próximo ano, em busca de mais um mandato. O deputado tucano carrega desgaste...

Nobres chora a morte de ex-prefeito

flavio dalmolin 400   A pequena e turística Nobres, de 16 mil habitantes, parou neste Feriado de Tiradentes em comoção pela morte, por Covid-19, do ex-prefeito Flávio Dalmolin (foto). Um cortejo percorreu ruas e avenidas, parou em frente ao estádio municipal Balizão e à prefeitura, onde...

Derrotado ensaia disputa ao Governo

reinaldo morais 400 curtinha   O empresário Reinaldo Morais (foto), o rei dos porcos, está disposto a gastar mais uns milhões com nova candidatura majoritária, agora para governador. No ano passado, concorreu ao Senado e obteve votação decepcionante. Foi o penúltimo colocado numa corrida com 11...

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....