PARTIDO

Segunda-Feira, 02 de Setembro de 2019, 09h:45 | Atualizado: 02/09/2019, 10h:26

De malas prontas

Em reunião em Chapada, senadora "quase fecha" filiação ao Pode e cita afinidades

A senadora Selma Arruda está de "malas prontas" para sair do PSL e deve migrar para o Podemos. Neste final de semana, em reunião na sua residência, em Chapada dos Guimarães, foi feita a primeira tratativa para a filiação da senadora. O presidente regional da sigla, o deputado federal José Medeiros e vice-prefeito de Cuiabá, Niuan Ribeiro, que fizeram o convite a Selma.

Jane de Araújo

Selma Arruda

Selma Arruda destaca fato de sigla apoiar presidente Bolsonaro e bandeiras ideológicas

O Podemos tem a terceira maior bancada no Senado, com nove senadores. A tendência é que a filiação de Selma seja formalizada dentro dos próximos 15 dias. Antes, Medeiros irá articular uma nova reunião, mas desta vez entre Selma e membros do diretório nacional, que é presidido pela deputada federal Renata Abreu (Pode-SP) e que tem o senador pelo Paraná Álvaro Dias como uma das suas principais lideranças.

De acordo com interlocutores ligados ao partido, Selma disse neste domingo (1º) que a escolha pelo Podemos é motivada pelo alinhamento da sigla com o presidente Jair Bolsonaro (PSL), e pela proximidade ideológica e de bandeiras como a defesa da Lava Jato e o combate à corrupção.

Dentro do PSL, Selma tem sido vista como uma pessoa desagregadora e causadora de conflitos. O partido do presidente, que atraiu diversos perfis do conservadorismo e da direita, agora vive o turbilhão dos conflitos de ideologias, tais como as defendidas pelos olavistas, militaristas ou evangélicos.

O Podemos, por sua vez, é um partido novo que tem atraído lideranças de outras legendas. Medeiros, por exemplo, foi filiado ao Cidadania (Ex-PPS) é dissidente do PSD e o presidente do partido na Capital, Niuan Ribeiro, é ex-PTB e ex-PSD. Apesar de pequeno, o partido já desenha um cenário de participação ativa nas eleições 2020 com candidaturas próprias nas cidades pólos, inclusive na Capital, com a projeção de Niuan.

Apesar de não de ter feito nenhuma exigência ao Podemos para se filiar, Selma deverá receber o convite para ocupar algum cargo no diretório estadual.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

EP cita 4 pela força do MDB em Cuiabá

rafael bastos 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro disse neste sábado, no encontro do MDB, que acabou atraindo a presença de representantes de outros 12 partidos, que a agremiação emedebista foi construída e ganhou força e espaço na Capital graças aos filiados históricos Rafael...

Júlio, do DEM, vê boa gestão de EP

julio campos 400 curtinha   Júlio Campos (foto), uma das lideranças históricas do DEM, foi "apertado" nesta sexta, em entrevista a Antero de Barros, na rádio Capital FM, especialmente sobre o fato do ex-governador e ex-senador demonstrar simpatia e apoiar a gestão do prefeito Emanuel, enquanto outros do partido...

Empresário ensaia de novo em ROO

 luizao_curtinha400   Em Rondonópolis, o empresário Luiz Fernando de Carvalho, o Luizão, dono da Agro Ferragens Luizão, ensaia mais uma vez disputar a prefeitura. Como a sua pré-candidatura não é considerada novidade, ele é visto como uma espécie de "cavalo paraguaio", que tem arrancada...

2 governistas prontos para a briga

chico2000_curtinha400   O prefeito Emanuel tem 2 aliados de primeira hora na Câmara que não resistem a uma provocação. Tratam-se de Renivaldo Nascimento (PSDB) e Chico 2000 (foto), do PL. Sabendo do estopim curto, os vereadores de oposição, especialmente Diego e Abílio, não perdem a chance de...

Niuan agora sob rédeas do Podemos

niuan ribeiro curtinha 400   O vice-prefeito Niuan Ribeiro, agora no Podemos, se torna obrigado, conforme exigência estatutária, a contribuir com 5% dos R$ 15 mil que recebe mensalmente . Ou seja, vai ter que repassar R$ 750 para o seu novo partido. Considerado um partido com novas concepções, regras e exigências, o...

Efeito-senado e briga no ninho tucano

carlos-avalone_curtinha400   O deputado estadual Carlos Avalone não tem certeza de que o acordo pré-estabelecido para ele se tornar presidente do PSDB-MT, a partir de fevereiro, ou seja, daqui 5 meses, será cumprido. Pela costura entre a cúpula tucana, Paulo Borges renunciaria à presidência, abrindo assim...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.