PARTIDO

Quarta-Feira, 18 de Setembro de 2019, 15h:24 | Atualizado: 19/09/2019, 17h:13

ATO EM BRASÍLIA

Filiação ao Pode vira desagravo contra a cassação do mandato de Selma - vídeos

Assessoria

Selma Arruda Podemos

Filiação de Selma Arruda ao Podemos foi feita em coletiva à imprensa no Senado, nesta 4ª, ao lado de José Medeiros, Álvaro Dias e Niuam Ribeiro

A filiação da senadora Selma Arruda ao Podemos se transformou em ato de desagravo contra sua cassação no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) por caixa 2 e abuso do poder econômico na campanha em 2018. Agora, a juíza aposentada que deixou o PSL do presidente da República Jair Bolsonaro aguarda julgamento de recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ainda neste mês.

A senadora foi às lágrimas quando o deputado federal José Medeiros, que preside o Podemos em Mato Grosso e articulou sua migração, defendeu sua inocência quanto as acusações de crime eleitoral. Além disso, afirmou que a nova correligionária sofre “perseguição das oligarquias” desde a campanha eleitoral e  mandou recado aos políticos que se articulam para disputar a possível eleição suplementar ao Senado afirmando que Selma  concluirá o mandato.

“Selma não cometeu crime algum. O único crime que cometeu foi ter sido a primeira na votação e a segunda mulher na história de Mato Grosso a virar senadora. Esse é o crime da Selma, ousar. Ousar contra as oligarquias do Estado de Mato Grosso. Isso é um pecado que não passa impune ali. Quem perdeu está tentando ganhar a eleição na mão grande, como se ninguém tivesse feito pré-campanha. O Podemos está de braços abertos. Casa aberta, ar-condicionado ligado e tapete vermelho. Quero dizer para os pré-candidatos ao Senado tirar o cavalinho da chuva, que está trovejando. Selma fica até o último dia do mandato”, disse Medeiros durante coletiva no Salão Azul do Senado, na tarde desta quarta (18).

Já Selma, que oficializou a decisão de trocar o PSL pelo Podemos revelar o senador Flávio Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente da República, teria a pressionado aos gritos para que retirasse a assinatura do requerimento para criação da CPI da Lava Toga, discursou em defesa da Lava Jato e da ampla investigação dos Poderes, incluindo o Judiciário. Em claro recado à Família Bolsonaro, declarou  que “chega de clãs mandando no país” e voltou a chorar ao ser aplaudida pelos presentes.

“Chega de oligarquias, chega de clãs mandado nesse país. A gente não pode e não deve deixar que isso aconteça. A submissão não pode ser uma regra. Quando se fala em democracia, se fala em Parlamento livre. Eu me emociono não é porque eu sou mole, é porque eu sou corajosa. Essa lágrima é de indignação, ela não tem outro sentimento.  Assumo o compromisso de fazer o Podemos o maior partido de Mato Grosso em número de pessoas e estruturação. Vamos continuar lutando pela Lava Jato. Brasil tem que ser passado a limpo em todas as esferas. No Judiciário também. Sem acabar com a corrupção, não vamos fazer desse país, um país  sério, capaz de atrair investimentos”, concluiu.  

A assinatura da ficha de filiação foi prestigiada pela presidente nacional do Podemos Renata Abreu e pelo líder do Podemos no Senado Álvaro Dias. O líder do PSL Major Olímpio, que defendeu a permanência de Selma no partido, também estava presente. O vice-prefeito de Cuiabá Niuan Ribeiro, que se articula para disputar a Prefeitura nas  próximas eleições, foi a Brasília prestigiar o ato político.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • ROBSON JOSÉ | Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019, 09h49
    5
    0

    Essa mulher "enquanto politico" é um exemplo claro dos motivos pelos os quais uma grande parte do povo brasileiro não acredita mais na classe política, teve seu mandato caçado com todas as provas pelo TRE e ainda é aceita por um partido político, isso com todas as honras, isso é um tapa na cara do cidadão, é chamar o eleitor de bobo. A sociedade, o cidadão eleitor não pode mais aceitar esse tipo de coisa, temos que repudiar esse tipo de político, que só denigre a imagem de alguns bons políticos que ainda existe em nosso país, observar na foto e não votar mais naqueles que estão ao lado dela, pois quem apoia atos ilegais não merece credibilidade. Aos menos o TRE/MT está de parabéns, fez o seu papel.

  • Ivonildo | Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019, 07h04
    2
    7

    A casa caiu dessa falsa moralista que sempre agiu ilicitamente. Nao deveria nem ter assumido o mandato.

  • Chico | Quarta-Feira, 18 de Setembro de 2019, 20h20
    0
    2

    Chico, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Thomas Morus | Quarta-Feira, 18 de Setembro de 2019, 17h13
    11
    5

    A Senadora SELMA Merece o nosso respeito, teve 678.542 mil votos, só em Cuiabá-MT foram 159.188 mil votos, mais que o dobro de Jaime Campos. A Senadora está sendo perseguida pelos seus algozes, aqueles que ela mandou prender que deveriam estar na cadeia. PARABENS! O processo de cassação no TRE foi Record, demorou 100 dias, o parecer do Ministério Público no TSE demorou (7) sete horas com 72 páginas – Será que não é perseguição? Mesmo que seja cassada...voltará mais forte.

  • CHIRRÃO | Quarta-Feira, 18 de Setembro de 2019, 16h42
    10
    5

    ONDE EU ACHO AS FICHAS PRA ME FILIAR??? ATÉ QUE ENFIM UM PARTIDO NOVO..OU UM NOVO PARTIDO..

Matéria(s) relacionada(s):

Parlamentar anda cabreiro até na AL

sebastiao rezende 400 curtinha   Sebastião Rezende (foto), que exerce o 5º mandato, anda cabreiro e assustado, até mesmo na hora de circular pelos corredores da Assembleia. E não pode avistar um jornalista que sai correndo. Na terça, após a sessão ordinária, o deputado acelerou os passos quando...

10 anos "adormecida" sobre Energisa

gisela 400 curtinha   Depois de mais de 10 anos atuando no Procon, a advogada e primeira-suplente de deputada federal Gisela Simona (Pros) agora que se acordou para a gravidade sobre a prestação de serviços da Energisa, campeã de reclamações junto ao próprio Procon. Passou todos esses anos sem mover...

Demitida por ter apoiado Bolsonaro

josenai 400 curtinha   A aprovação em seletivo não foi suficiente para que o contrato da professora Josenai Terra (foto), que se estenderia até dezembro deste ano, fosse cumprido pela Unemat Campus Tangará da Serra. A professora lecionava desde 2017, mas em setembro de 2018 foi a única contratada para...

Prioridade do DEM é reeleger Bussiki

marcelo bussiki 400 curtinha   Dos 25 vereadores, inclusive todos determinados a buscar a reeleição, um deles vai concorrer numa condição um tanto confortável. Trata-se de Marcelo Bussiki (foto), que integra o grupo político do governador Mauro, de quem, aliás, foi controlador-geral do...

Detran-MT recria taxa e fixa R$ 316

Entra em vigor a partir de hoje a lei 10.956, que cria uma taxa de R$ 316 para registro de contrato de financiamento de veículo, com cláusula de alienação fiduciária, de arrendamento mercantil, de compra e venda com reserva de domínio ou de penhor. A taxa será paga pelas agências financeiras e não pelos compradores. A partir de agora o serviço passa a ser executado e gerenciado 100% pelo Detran-MT. Por se tratar de nova...

Efetivos ilegais temem delação de Riva

Não são só os deputados e ex-parlamentares que estão em desespero por causa da eminente delação do ex-presidente da Assembleia José Riva junto ao MPE. Quem também se encontra em apuros são aqueles servidores que já enfrentam processo na Justiça por terem sido supostamente efetivados de forma ilegal à época em que Riva comandava a AL. Segundo o MPE,  eles foram estabilizados por atos administrativos...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O que você acha das denúncias, principalmente sobre pagamento de propina, feitas pelo ex-presidente da AL José Riva, que tenta fechar delação?

São verdadeiras

Nem tudo é verdade

Acho que ele está mentindo

Não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.