PARTIDO

Quarta-Feira, 13 de Novembro de 2019, 17h:24 | Atualizado: 13/11/2019, 17h:31

SEGUE OU NÃO?

Novo partido de Bolsonaro divide opinião dos membros da bancada do PSL na AL

JLSiqueira

Delegado Claudinei e Silvio Favero

Os deputados Delegado Claudinei e Sílvio Fávero eleitos pelo PSL e que avaliam futuro

A confirmação que o presidente da República Jair Bolsonaro está deixando o PSL para criar o novo partido denominado Aliança pelo Brasil divide a opinião dos deputados estaduais pesselistas de Mato Grosso. Enquanto o Delegado Claudinei está empolgado com a mudança, Sílvio Fávero acompanha a movimentação política com reservas.

Já o deputado federal Nelson Barbudo, presidente do PSL em Mato Grosso, anunciou que acompanha Bolsonaro ao Aliança pelo Brasil. Entretanto, permanece no partido enquanto a fundação não for concretizada e já se movimenta para debater a mudança com os 126 diretórios municipais do Estado.

“Eu estou junto. Desde o inicio manifestei o desejo de acompanhar o presidente Bolsonaro se ele deixasse o PSL. Não está um clima legal e não sabemos como o PSL vai se posicionar devido aos problemas que ocorreram com o presidente do partido Luciano Bivar. Agora,  a gente vai sentar com o Nelson Barbudo, com o Sílvio Fávero e alinhar a atuação. Por enquanto, permanecemos no PSL até a instalação do novo partido para não correr o risco de perder o mandato. Acredito que a mudança será massiva. A grande maioria do PSL vai nos acompanhar”, disse o Delegado Claudinei.

“Eu estou acompanhando com muita cautela. Por enquanto, o presidente Bolsonaro manifestou o desejo de criar um novo partido, mas não há nada oficial. Sequer, ele saiu do PSL. Nós não sabemos nem se o TSE vai aceitar a coleta de assinaturas por aplicativo. E se aceitar, será que vamos ter tempo hábil para criar o partido até março? O que vamos dizer para os prefeitos e vereadores que vieram para o PSL? E para os nossos pré-candidatos. Eu fico onde estou acompanhando a movimentação. Não vou assumir um discurso, sobre algo fora da realidade, por medo do julgamento das redes sociais”, garantiu Fávero.

O estatuto da futura sigla será apresentado no evento do dia 21. Os advogados de Bolsonaro já consultaram o TSE sobre a possibilidade de colher assinaturas de forma eletrônica para o registro da nova sigla.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Everton | Quarta-Feira, 13 de Novembro de 2019, 22h07
    0
    0

    Este novo partido é o PFB: Partido da Família Bolsonaro, o aliado das milícias.

Matéria(s) relacionada(s):

Denúncia, psiquiatria e agora atestado

elizabeth 400 curtinha   Lotada como técnico-administrativo do RH do Hospital Metropolitano da Capital, Elizabete Maria de Almeida (foto), recorreu a um psiquiatra uma semana depois de registrar um BO e, sem apresentar provas, acusar o prefeito Emanuel de negociata, inclusive com dinheiro vivo para vereadores, com vistas a...

Título de Cidadã para senadora goiana

janaina riva 400 curtinha   A Assembleia fará sessão solene nestes últimos dias de 2019 para prestar homenagem a várias personalidades de diferentes segmentos e profissões. Uma das que serão condecoradas com o Título de Cidadã Mato-Grossense é a goiana Kátia Regina de Abreu,...

Francis sem os vereadores do partido

cesare 400 curtinha vereador caceres   A administração Francis Maris em Cáceres se tornou tão emblemática que perdeu apoio dos dois únicos vereadores do seu partido, o PSDB, na Câmara Municipal. Os tucanos Valdeniria Dutra e Claudio Henrique integram hoje o bloco de oposição ao prefeito,...

Gilberto prestigia sobrinho na Câmara

marcelo oliveira 400 curtinha   Depois de 11 meses sem pisar os pés na Câmara Municipal de Cuiabá, o vereador licenciado Gilberto Figueiredo, secretário estadual de Saúde e um dos pré-candidatos a prefeito do grupo do governador Mauro, apareceu neste sábado na sede do Legislativo, no ato que marcou a...

Suplente que terá 2 anos de mandato

adilton da levante 400 curtinha   Derrotado à reeleição em 2016, Adilson da Levante (foto) reassumiu cadeira de vereador pela Capital desde janeiro deste ano e deve prosseguir no cargo até o final do mandato, em dezembro de 2020. É que o titular Gilberto Figueiredo, que se elegeu pelo PSB e vai migrar para o DEM,...

PSDB veta Taques e vai priorizar Leitão

paulo borges 400 curtinha   O comando regional do PSDB não vai dar chance para Pedro Taques, caso este ensaie concorrer ao Senado com a provável suplementar, já no início de 2020 com a iminente cassação do mandato de Selma. Embora tenha dito que hoje se dedica à advocacia e à vida de professor...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.