PARTIDO

Sábado, 26 de Fevereiro de 2011, 11h:00 | Atualizado: 27/02/2011, 07h:36

CONJECTURAS

Pré-candidaturas de Mendes e Maluf desagrada parlamentar

Candidatura de Mendes e Maluf não agrada Percival

Percival Muniz   A possibilidade do movimento "Mato Grosso Muito Mais" lançar a candidatura do empresário Mauro Mendes (PSB) ou do deputado Guilherme Maluf (PSDB) à Prefeitura de Cuiabá em 2012 parece não agradar o deputado Percival Muniz (PPS). "Será que somando os dois dá um bom candidato?", questionou. A preocupação do parlamentar é quanto ao fato do prefeito Chico Galindo (PTB) já estar à frente do Executivo da Capital e vir buscando uma maior aproximação do governador Silval Barbosa (PMDB).

   Durante as eleições do ano passado, Percival chegou a comprar briga com seu próprio partido para apoiar Mendes. Isso porque parte do PPS, liderada pelo ex-vereador Ivan Evangelista, defendia a candidatura do ex-prefeito de Cuiabá, Wilson Santos (PSDB), ao Paiaguás e acreditava que a composição com o movimento poderia enfraquecer a legenda. Agora, Percival já pondera o apoio ao empresário e afirma que a candidatura à Prefeitura de Cuiabá pode ser repensada. "Não vejo como sobrando, mas sim faltando força", pontuou.  

    O problema é que Mendes já foi derrotado em 2008 pelo candidato da situação na disputa pelo Alencastro, quando concorreu contra Wilson, que tentava a reeleição. Já Maluf corre o risco de ser rejeitado por representar uma volta da administração tucana. A gestão do PSDB na Capital recebeu duras críticas, principalmente, durante o segundo mandato de Wilson. A atuação do ex-prefeito, inclusive, foi considerada um dos motivos de sua derrota tão expressiva na disputa pelo Governo. Ele ficou em terceiro lugar na disputa.

   O movimento "Mato Grosso Muito Mais", que conta com a participação do PPS, PDT, PV e PSDB e é liderado pelo senador Pedro Taques (PDT), chegou a anunciar que convidaria o PTB de Galindo para uma composição. Antes mesmo de ser convidado oficialmente, contudo, o prefeito, que atualmente preside o diretório estadual da sigla, anunciou que se a intenção é criar um bloco de oposição a Silval não tem interesse de participar.

   Galindo vem buscando uma aproximação com o Governo desde a reeleição de Silval, mesmo tendo apoiado a candidatura de Wilson ao Paiaguás. Uma demonstração disso foi o fato de Luiz Marinho, único deputado pelo PTB na Assembleia, não ter se unido ao bloco. O grupo é uma união dos parlamentares que representam sozinhos seus partidos. Apesar de oficialmente o bloco não admitir que será oposição, fazem parte dele a deputada Luciane Bezerra (PSB) e o próprio Percival, que têm demonstrado uma linha mais dura em relação ao Governo.

Postar um novo comentário

Comentários (17)

  • Voltaire Garcia | Domingo, 27 de Fevereiro de 2011, 17h51
    0
    0

    Percival (O MALA) que não tem um pingo de moral pra falar e fazer comentário nenhum, e estar na mídia e sua meta, haja vista, que é um preguiçoso contumaz não tem nenhum projeto relevante para a sociedade. Perguntem aqui em Roo no ultimo ano de seu governo a prefeitura, se foi trabalhar uns quatro ou cinco dias foi muito, isso mesmo 5 dias de trabalho num contexto de 365 dias.

  • Antônio Bento de Assis | Sábado, 26 de Fevereiro de 2011, 21h45
    0
    0

    Ele tava sobrio? Ou tem cara de tonto mesmo? De qualquer forma, RD quer amenizar, ameniza pro Percival, mas abrir espaço só prá falar besteira e bobeira.

  • Percival Muniz | Sábado, 26 de Fevereiro de 2011, 20h07
    0
    0

    Romilson, esta materia e tão mentirosa que tomei uma decisão: representar-lo judicialmente. Sempre procurei respeita-lo,como também o blog e o portal, mas tudo tem limite. Aumentar, deturpar, mas inventar uma notícia que é o contrario do que eu penso, só com a clara intenção de prejudicar, aí quebrou todos os limites.

  • Luiz Carlos | Sábado, 26 de Fevereiro de 2011, 19h24
    0
    0

    Este Percival e engraçado em Rondonopolis sua campanha esta na rua mas em outras cidades não pode.Este e o Percival prepotente e arrogante o Dr. Sabe tudo depois dele so DEUS

  • julio jose | Sábado, 26 de Fevereiro de 2011, 18h58
    0
    0

    Concordo que cuiabá precisa de um bom gestor,não sou bairista,mas os de fora tipo wilson que não é cuiabano,e seu sucessor e recem chegado de presidente prudente não construiram nada em cuiabá,esse atual só sabe falar em aumento e dividir o seu governo com os partidos,esse é de uma incompetencia total que superou o seu mestre ou estou falando bobagem,é só vir na minha rua isso para não falar nas outras todas ruas de cuiabá,a saúde,que saúde isso não existe aqui,recebi o meu carne do IPTU,praticamente dobrou o valor,e vendo dengue,buracos nas ruas,lixo nas calçadas e ruas eu devia rasgar o carne ou depositar em juizo e só pagar quando os serviços que a prefeitura tem que prestar por obrigação, ser realizado,ai pagar

  • aurélio | Sábado, 26 de Fevereiro de 2011, 18h28
    0
    0

    Corujão, vai estudar! Pra quem estudou com a professora Janes, sabe que o "não agrada percival " pooooode...

  • Luiz Carlos Santos | Sábado, 26 de Fevereiro de 2011, 17h44
    0
    0

    ESSE PERCIMALA É DEMAIS, É SÓ CONVERSA FIADA, SE ACHA, VAI CUIDAR DOS SEUS VOTINHOS NA REGIÃO SUL QUE ESTÃO SE ACABANDO. DEIXA CUIABA COM QUEM É DE CUIABA.

  • PEREIRA 2 | Sábado, 26 de Fevereiro de 2011, 14h36
    0
    0

    Concordo com Ovidio e com o Juca. Não se deve gastar tinta com esse tal de Percival. Isso é coisa ruim, traira mesmo. Parem de dar espaço para ele. Só ele é importante, na opinião dele. Coitado!!!!!!!!!!!!!!

  • Jose | Sábado, 26 de Fevereiro de 2011, 14h15
    0
    0

    meu cara percival muniz, depois que sua esposa saio da SEDUC. a dor de cotovelo só tem almentado para você, tudo voce que meter o dedo, gostaria que V. Ex. cuidade mais de sua cidade Rondonopolis e deixe a cuiabanada quieta ...aqui quem decide é nóissss......

  • Rafael Amoedo | Sábado, 26 de Fevereiro de 2011, 14h04
    0
    0

    No fundo, Percival sabe muito bem que Cuiabá precisa de alguém ligado à Silval para administrar a cidade, e aposto que torce discretamente para alguém do PR surgir na disputa. Como em Rondonópolis em 2008.

Senadora, ataques e defesa de Galvan

selma arruda 400 curtinha   Selma Arruda, senadora cassada por crimes eleitorais, um deles caixa 2, escreveu artigo entitulado "MP x Aprosoja. Afinal, quem tem razão", especialmente para defender o aliado político Antonio Galvan, presidente da Aprosoja. Ao concordar com plantio de soja dentro de período proibido pela...

Deputado, carona e ainda se gabando

paulo araujo 400 curtinha   Considerado de baixo clero na Assembleia, o deputado Paulo Araújo (foto) agiu de carona e num oportunismo condenável acerca do decreto do governador Mauro Mendes da última quinta, quando resolveu relaxar as medidas restritivas em meio à pandemia do coronavírus e liberou o funcionamento...

Políticos querem suspender eleição

Cresce o movimento entre políticos para adiar as eleições municipais de outubro. O argumento utilizado é o impacto que o coronavírus terá na economia, saúde e vida das pessoas. Isso porque, neste ano, uma vacina não deve ficar disponível ao mercado e os prejuízos causados pela Covid-19 ainda estão só começando. Entre os políticos de MT que defendem adiar o pleito para 2022, quando a...

Ex-vereador, demagogia e contradição

everton pop 400   O ex-vereador por Cuiabá e apresentador de um programa popular de TV que leva o seu nome, Everton Pop (foto), gravou um vídeo em que critica o fato da Mesa Diretora da Câmara da Capital pagar os servidores todo dia 20, antecipando o salário em 10 dias do fechamento do mês. Pop só não...

Jayme é contra decreto do governador

jayme campos 400 curtinha   O senador Jayme Campos (foto), que já foi governador e prefeito, engrossa a lista dos que defendem isolamento social mais rigoroso neste momento. A postura vai na contramão do correligionário Mauro Mendes. O governador editou decreto que prevê a abertura de shoppings e comércio, desde...

EP e 2 medidas junto à Águas Cuiabá

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) impôs duas medidas à concessionária Águas de Cuiabá. A empresa está proibida de cortar a água de inadimplentes e não terá direito a um aumento de 6%, aprovado pela Arsec. As medidas, segundo o prefeito, são...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.