PARTIDO

Terça-Feira, 17 de Setembro de 2019, 14h:48 | Atualizado: 17/09/2019, 21h:18

ATO EM BRASÍLIA

Selma assina filiação no Pode em almoço com lideranças nacionais da legenda

Marcos Oliveira

Selma Arruda

A senadora cassada Selma Arruda no plenário do Senado, durante sessão; ela se prepara para trocar de partido

A filiação da senadora Selma Arruda ao Podemos está marcada para a próxima quarta (18), em Brasília (DF). A assinatura da ficha de filiação será realizada durante almoço com as principais lideranças do partido e em seguida, às 14 horas, o anúncio oficial será feito em uma coletiva de imprensa no Salão Azul do Senado.

A senadora do Mato Grosso está se desligando do PSL por divergências políticas. Apesar de estar deixando o partido do presidente da República Bolsonaro, a senadora deverá se manter na base de sustentação do governo sempre que avaliar ser o melhor para o país.

“Mantenho meus princípios de magistrada e de pessoa que preza pelo combate à corrupção. O fato de ingressar no Podemos não me tira desse enredo, ao contrário, ele me traz apenas para um ambiente onde eu possa ser mais acolhida, onde eu me sinta mais independente para construir um Brasil melhor para todos”.

A senadora cassada declara estar muito feliz e honrada pelo convite do Podemos, além de estar otimista. Aos integrantes do PSL, agradece pelo apoio recebido enquanto esteve na legenda. “Reitero meu compromisso com o povo mato-grossense e com o Brasil, em consonância com a luta contra a corrupção e com o comportamento ético no trato da coisa pública”. A apresentação da parlamentar aos membros do partido em Mato Grosso ainda aguarda agenda dos senadores da sigla.

O ingresso no Podemos acontece em momento conturbado da vida política da senadora. Cassada por unanimidade no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) por caixa 2 e abuso do por econômico na campanha de 2018, Selma aguarda julgamento de recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Na semana passada, ocorreu o episódio que azedou de vez o relacionamento da senadora com PSL. Em entrevista à Folha de S. Paulo, Selma relatou que o senador Flávio Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente da República, a pressionou aos gritou para que retirasse a assinatura da CPI da Lava Toga, que tem como objetivo investigar atos do Supremo Tribunal Federal (STF) e dos tribunais superiores, o que ele nega.  (Com Assessoria)

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • regis | Terça-Feira, 17 de Setembro de 2019, 15h38
    1
    0

    isso ai levando a BRASA da vida por onde passa!!! sucesso!!

DEM-Cuiabá projeta até 4 vereadores

beto 400 curtinha   O presinte da Provisória do DEM da Capital e secretário estadual de Governo, Alberto Machado, o Beto 2 a 1 (foto), está animado com as chapas do partido construídas para o embate eleitoral. Já conta com 38 pré-candidatos a vereador e avalia que todos são competitivos. Uma das...

Chapa de Pivetta faltando um nome

adilton sachetti curtinha 400   O empresário Otaviano Pivetta continua avaliando um nome para composição de sua chapa ao Senado na suplementar de 26 de abril para a vaga da cassada Selma Arruda. A primeira-suplência deve ficar mesmo com o ex-prefeito rondonopolitano e ex-deputado federal Adilton Sachetti (foto), do PRB....

Senado, disputa interna e PT rachado

verinha_curtinha   O PT, que recebe hoje as inscrições de pré-candidatos ao Senado, deve ter apenas um nome na disputa interna, o do deputado e presidente estadual da sigla Valdir Barranco. A ex-vereadora Enelinda, com dificuldade, corre contra o tempo para se viabilizar. Enquanto isso, membros de outras correntes menos...

Falta na votação da emenda impositiva

jose medeiros 400 curtinha   O deputado José Medeiros (foto), vice-líder do Governo Bolsonaro na Câmara e pré-candidato a senador na suplementar de 26 de abril, explica que não procede a informação de que teria votado favorável à PEC 34/19, que assegura o orçamento impositivo de...

Feliz da vida na base e com emendas

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto) já chegou com moral no Governo Mauro Mendes. Depois de um ano fazendo oposição ao Palácio Paiaguás, o deputado tucano se tornou governista de carteirinha. E começa a colher os dividendos. Uma de suas emendas de R$ 300 mil para ajudar na...

Voto a favor e agora contra Congresso

O pitbull do governo Bolsonaro, deputado federal José Medeiros (foto), está pegando carona num protesto, marcado para 15 de março, onde não deveria porque os seus atos não correspondem ao discurso, ao menos segundo sustentam seus adversários políticos. Contam que Medeiros foi um dos parlamentares que aprovaram o orçamento impositivo de R$ 30 bilhões, vetado pelo presidente. Eis que agora, ele próprio, defende a...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.