PARTIDO

Domingo, 15 de Setembro de 2019, 08h:33 | Atualizado: 15/09/2019, 08h:57

Estadão

Selma não esconde ter mágoa com PSL, critica falta de liderança e elogia Podemos

Marcos Oliveira

selma arruda 680

Selma Arruda critica falta de solidariedade do PSL em relação ao processo de cassação. TSE se prepara para julgar

A senadora Selma Arruda (PSL), que está de malas prontas para se filiar ao Podemos na quarta (18), diz que incomoda o fato do partido do presidente da República Jair Bolsonaro não ter sido solidário "em relação a todo esse processo que eu estou enfrentando [de cassação do mandato], mas também em relação a essas pressões de membros do partido para tirar a assinatura do pedido de CPI da Lava Toga. Não tenho mais jeito de permanecer nesse ambiente”, disse, em entrevista ao Estadão.

Sobre a escolha do Podemos, que pode se tornar nos próximos dias a maior bancada do Senado, Selma ressalta que a legenda faz parte da base do governo "e te deixa livre para seguir as convicções. Eu tenho dito, desde a campanha, que não sou seguidora incondicional do Bolsonaro. Não sou Bolsonaro até debaixo d’água. Casamento homossexual, por exemplo, eu nunca fui contra isso", dispara a senadora mato-grossense.

Ela elogia também a postura de "acolhimento" que recebeu no partido, que tem Álvaro Dias como uma das suas principais lideranças, às vésperas de novo julgamento sobre a acusação de caixa 2 nas eleições do ano passado.

Selma teve o mandato cassado pelo TRE-MT e o caso será apreciado pelo TSE nos próximos meses, ainda sem data marcada. A Procuradoria Geral da República endossa os argumentos do Ministério Público Federal Eleitoral de Mato Grosso e também quer Selma fora do mandato. "A postura é de amparo. Já estou muito ligada a eles. Outro dia nos reunimos, e me disseram: “O que é que a gente pode fazer para te ajudar? Quer que todo mundo vá pro plenário e bote a boca no trombone?”. Eu me sinto acolhida. Nunca tive isso do PSL".

A senadora ressalta ainda ter algumas divergências ideológicas e de princípios com o PSL. Nesta linha, afirma que a reforma da previdência, na sua opinião, é a coisa mais cruel dos últimos tempos. E emenda: "o partido não tem uma consistência ideológica própria. Não tem um formato de partido". Para ela, é um lugar onde se encontra um repeteco de frases, onde tudo é culpa da esquerda e todo mundo é comunista.

Para Selma, falta liderança, inclusive do próprio presidente da República, Jair Bolsonaro. "Ele não consegue se envolver com a gente". Por fim, destaca que o PSL está apreciando a sua saída e que, em nenhum momento, tentou fazer com que mudasse de ideia.

Cassação

Sobre a possível cassação. Selma se mostra otimista e alega apostar em um julgamento técnico e não político. Perguntada se está preparada para um resultado negativo, ressalta que sim, embora acredite que vai seguir no cargo. "Se der certo, parabéns. Se não der certo, eu faço a mala e volto pra casa, rindo" - leia a entrevista completa. (Com informações do Estadão)

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • naldo | Domingo, 15 de Setembro de 2019, 21h38
    3
    2

    Bem feito para ela. Cedo ou tarde todos os bolsomicos vão ter que acordar!

  • Anacleto | Domingo, 15 de Setembro de 2019, 14h07
    6
    3

    Magda, elegeu-se nas costas da Familicia agora esta dando o chapéu, ahahahahahaahhaa

  • jorge | Domingo, 15 de Setembro de 2019, 09h28
    7
    2

    quando ela acordar q foi usada para capitanear votos para eleger o mito ai decepcao vai ser verdade. ela tem q assumir q foi usada

Matéria(s) relacionada(s):

Única suplente com salário no Senado

clerie fabiana curtinha 400   Dos seis suplentes de senadores por Mato Grosso, uma recebe salário pelo Senado. Trata-se de Clérie Fabiana Mendes (foto), segunda-suplente de Selma Arruda. Mas o seu subsídio não é pelo cargo assegurado com a eleição da chapa, mas sim por ter sido nomeada em posto...

Prefeita e R$ 10 mi em obras em Sinop

rosana sinop 400 curtinha   A prefeita de primeiro mandato de Sinop Rosana Martinelli (foto) está fechando o terceiro e penúltimo ano de mandato com uma grande demanda de obras estruturantes. Após licitar, assinou contrato de R$ 10,2 milhões com a construtora e incorporadora Berna, que vai executar o projeto integrado de...

Justiça impede "espetáculo eleitoreiro"

helena 400 curtinha desembargadora   O Judiciário fez justiça ao mandar suspender a eleitoreira CPI contra o prefeito Emanuel. Numa fase já de pré-campanha, em que todos os 25 vereadores cuiabanos e mais uma centena de outros de fora se movimentam pensando na disputa eleitoral e ávidos para criar palanque, nada...

Parlamentar anda cabreiro até na AL

sebastiao rezende 400 curtinha   Sebastião Rezende (foto), que exerce o 5º mandato, anda cabreiro e assustado, até mesmo na hora de circular pelos corredores da Assembleia. E não pode avistar um jornalista que sai correndo. Na terça, após a sessão ordinária, o deputado acelerou os passos quando...

10 anos "adormecida" sobre Energisa

gisela 400 curtinha   Depois de mais de 10 anos atuando no Procon, a advogada e primeira-suplente de deputada federal Gisela Simona (Pros) agora que se acordou para a gravidade sobre a prestação de serviços da Energisa, campeã de reclamações junto ao próprio Procon. Passou todos esses anos sem mover...

Demitida por ter apoiado Bolsonaro

josenai 400 curtinha   A aprovação em seletivo não foi suficiente para que o contrato da professora Josenai Terra (foto), que se estenderia até dezembro deste ano, fosse cumprido pela Unemat Campus Tangará da Serra. A professora lecionava desde 2017, mas em setembro de 2018 foi a única contratada para...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O que você acha das denúncias, principalmente sobre pagamento de propina, feitas pelo ex-presidente da AL José Riva, que tenta fechar delação?

São verdadeiras

Nem tudo é verdade

Acho que ele está mentindo

Não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.