PARTIDO

Quarta-Feira, 22 de Janeiro de 2020, 08h:26 | Atualizado: 22/01/2020, 08h:38

conservadores

Sem confirmação de Bolsonaro, ato do Aliança em Cuiabá fica para 2 de fevereiro

José Cruz/Agência Brasil

Jair Bolsonaro

No sábado (18), Jair Bolsonaro participou de ato do Aliança pelo Brasil realizado em Brasília

O ato do Aliança pelo Brasil, partido em fundação pelo presidente Jair Bolsonaro, está marcado para 2 de fevereiro, em Cuiabá. Ainda não foi definido nem horário e local. A expectativa é que o presidente venha à Capital para poder atrair novos filiados à sigla.

O partido está mobilizando agenda em 21 capitais e conta com ajuda em massa das igrejas evangélicas. Os pastores estão estimulando os fieis a se filiarem ao novo partido, que dentre outros princípios prega o conservadorismo, o cristianismo e a defesa da família.

Antes de Cuiabá, o evento do Aliança será realizado em João Pessoa (PB), Porto Velho (RO), Natal (RN), Salvador (BA), Reresina (PI), São Luis (MA), Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Recife (PE) e Aracajú (SE).

 Quanto a vinda a Cuiabá, Bolsonaro ainda não confirmou se de fato estará na Capital no dia 2. A cidade é a única, até o momento, onde o Aliança não definiu horário e local para realização do evento. O fator que tem pesado para a decisão do presidente é em relação ao fato extraordinário em Mato Grosso com a cassação da senadora Selma Arruda (Pode).

Além do problema político, existe a predileção de Bolsonaro pelo nome do deputado José Medeiros (Pode) para concorrer a vaga que será deixada pela senadora cassada. Na prática, esse fator causa desgosto em alguns aliados de Bolsonaro, entre os quais, o deputado Nelson Barbudo (PSL), que esperava ser o escolhido para contar com apoio do presidente na disputa da suplementar.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Com Covid-19 e frequentando a AL

paulo araujo 400   O deputado Paulo Araújo (foto), do PP, está com reinfecção pelo Covid-19 e, mesmo assim, continua frequentando o prédio da Assembleia normalmente, como se não tivesse contaminado. Na primeira vez que foi infectado pelo vírus, também fez igual. Colegas parlamentares e...

2 abstenções e briga pela 4ª Secretaria

silvio favero 400   Dois deputados se abstiveram na eleição da Mesa Diretora da Assembleia desta terça cujo votação foi secreta. Nos bastidores, os comentários são de que as abstenções foram de Sílvio Fávero (foto), que se lançou à disputa e, sequer, teve...

Petista, incoerência e voto contrário

ludio cabral 400   O petista Lúdio Cabral (foto), daqueles parlamentares do morde e assopra, na tentativa de marcar posição, expõe cada vez mais suas incoerências em votação na Assembleia. Na sessão que antecedeu a eleição para a nova Mesa Diretora, provocada pela decisão...

Projeto sobre VI na Saúde está na AL

gilberto figueiredo 400 curtinha   Já está na Assembleia, para votação dos deputados, o projeto do governo que garante retomada do pagamento da verba indenizatória aos profissionais da Saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 nas unidades hospitalares, ambulatoriais e...

2 desembargadores vão para TRE-MT

carlos alberto tj 400 curtinha   O Pleno do Tribunal de Justiça define, na quinta (25), em votação secreta e por videoconferência, dois desembargadores que comporão os quadros de comando do TRE-MT pelos próximos dois anos. O ex-presidente do TJ, Carlos Alberto Alves da Rocha (foto), é um dos inscritos...

Primeira-dama pede retorno de auxílio

marcia_pinheiro_curtinha400 Primeira-dama de Cuiabá Márcia Pinheiro (foto), em visita à sede do Rdnews e entrevista ao Rdtv, pede que a bancada federal de MT se mobilize e vote favorável ao retorno do pagamento do auxílio emergencial às famílias em situação de vulnerabilidade. Márcia...