PARTIDO

Sexta-Feira, 18 de Dezembro de 2015, 17h:35 | Atualizado: 19/12/2015, 10h:18

TRE

TRE reprova contas, PR deve devolver R$ 2 mi à União e fundo está cortado

Edilson Rodrigues

wellington fagundes 520

PR tem contas 2010 reprovadas. À época partido era comandado por Wellington

O Tribunal Regional Eleitoral reprovou as contas anuais do exercício de 2010 do diretório regional do PR, à época sob o comando de Wellington Fagundes. Com a decisão, o PR terá que devolver à União quase R$ 2 milhões e ainda não receberá as cotas do fundo partidário pelo prazo de 1 ano.

Dentre as irregularidades identificadas pela Coordenadoria de Controle Interno e Auditoria do Tribunal, está o recebimento de recursos de fonte proibida: doações por meio de consignação em folha de pagamento, no valor de R$ 1,9 milhão.

Houve ainda transferências de recursos a diretórios de diversos partidos de Mato Grosso, no valor de R$ 360,5 mil possivelmente repasse de contribuições dos filiados, contudo, sem o devido esclarecimento, sendo caracterizado, assim, como de origem não identificada.

O relator das contas, juiz membro Flávio Alexandre Martins Bertin, explicou que os documentos constantes nos autos provam que de janeiro a dezembro de 2010 foram realizados débitos nas contas bancárias de servidores comissionados do Poder Executivo estadual, em favor do diretório regional do PR, prática considerada ilícita pela lei que rege os partidos.

“As provas trazidas nos autos nos remetem às seguintes informações: todos os servidores/doadores eram correntistas do Banco do Brasil (responsável à época pela folha de pagamento do funcionalismo público estadual); os débitos automáticos coincidiam com as datas dos créditos de salários nas contas correntes; os valores das “contribuições” correspondiam ao percentual médio de 3% sobre o subsídio do cargo comissionado e por fim, havia um formulário de contribuição padronizado e em quase a sua totalidade possuía a indicação do órgão de lotação do “doador” (manuscrito)”, relata o parecer.

O juiz membro ressalta que o TSE já pacificou o entendimento de que a contribuição sobre a remuneração de detentores de cargos ou funções de confiança em favor de alguma agremiação partidária configura abuso de autoridade e de poder econômico.

Penalidade

De acordo com o Pleno, o PR terá prazo de 30 dias, a contar da publicação, para devolver ao Tesouro Nacional R$ 1,9 milhão, devidamente corrigidos até a data da efetiva devolução.

A Corte determinou que uma cópia do processo fosse encaminhada ao Ministério Público Estadual para que seja analisado se o PR praticou atos de improbidade administrativa.

Reincidência

O relator registrou que o PR tem utilizado de forma reiterada a prática do que se convencionou de “dízimo partidário”, que é o recebimento de “doações” de servidores comissionados. No julgamento das contas de 2007, 2008 e 2009, o PR/MT foi condenado, respectivamente, a recolher ao Tesouro Nacional, os seguintes valores (cálculo aproximado): R$ 608 mil, R$ 1,7 milhões e R$ 1,9 milhões. (Com Assessoria)

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Servidor Comissonado | Sexta-Feira, 18 de Dezembro de 2015, 21h14
    0
    0

    Se o dinheiro foi retirado da minha conta, porque irá para conta do Governo Federal? Quem tem que receber o dinheiro sou eu.

De MT para USP; governo comemora

gabriel usp ribeiraozinho 400   O governador Mauro Mendes comemorou o fato do estudante Gabriel Rodrigues Ribeiro (foto), de 18 anos, morador de Ribeirãozinho, município mato-grossense com menos de três mil habitantes, ter conseguido ingresso no curso de medicina da USP, considerada a melhor universidade do país. Aos 18...

ICMS e R$ 150 mi a mais a municípios

rogerio gallo 400 curtinha   O secretário Rogério Gallo (foto), da Fazenda, assegura que o governo estadual já enviou para os municípios, no primeiro trimestre deste ano, R$ 150 milhões somente em ICMS arrecadado a mais do que estava previso na lei orçamentária. O valor é 8 vezes...

Fúrio, última ação no MPE e morte

celio furio 400   Célio Joubert Fúrio (foto), que morreu nesta sexta, aos 56 anos, vítima da Covid-19, foi um incansável combatente de atos de improbidade administrativa em MT e na defesa do patrimônio público. Integrava aos quadros do Ministério Público Estadual havia 29 anos. Ele atuou...

Uma petista das causas bolsonaristas

edna sampaio 400   A emblemática vereadora petista Edna Sampaio (foto) se mostra a cada dia defensora das pautas bolsonaristas. Na Câmara de Cuiabá se aliou e vota combinado com os direitistas e conservadores tenente Paccola (Cidadania) e Michelly (DEM). No episódio em que a colega parlamentar fez uma "sarrada"...

Esperança do Procon por candidatura

gisela simona 400   Quem pensa que Gisela Simona (foto), aquela que perdeu para prefeita de Cuiabá e se queimou politicamente ao se aliar a Abílio no segundo turno, não se movimenta politicamente com interesse nas eleições de 2022 está redondamente enganado. Ela tenta, por tudo, reassumir a...

Sorriso tenta aval para conceder RGA

estevam calvo 400   A Prefeitura de Sorriso quer pagar RGA aos servidores, mas não encontrou até agora respaldo legal para assim proceder, considerando a Lei Complementar 173/2020 que, no contexto da pandemia, proíbe reajuste no salário de servidores federais, estaduais e municipais até 31 de dezembro deste...