Polícia

Sexta-Feira, 08 de Novembro de 2019, 10h:50 | Atualizado: 08/11/2019, 17h:23

DESACATO

Advogada ameaça esfregar a carteira da OAB na cara de PM e é presa por desacato

Atualizada às 12h30

Facebook

Thais mirely pedroso

Thais é presa ao intervir em abordagem a um irmão dela

A advogada Thais Mirely Pedroso, de 28 anos, foi presa acusada de ameaçar esfregar a carteira profissional da OAB na cara de um Policial Militar, em abordagem de tráfico de drogas, envolvendo dois irmãos dela. O caso de desacato foi resgitrado na madrugada de quarta (6) em Campo Verde (a 131km de Cuiabá).

O irmão dela, de 21 anos, também foi preso, assim como o rapaz que estava com ele, de 19. De acordo com registro policial, ambos estavam em uma moto com o farol desligado. Os policiais suspeitaram da atitude, monitoraram a dupla e viram quando um deles jogou fora uma sacola com sete porções de maconha. Depois disso que eles foram abordados.

A advogada chegou durante a abordagem e prisão. De acordo com o BO, ela disse que iria esfregar a carteira da OAB, o registro profissional de atuação, no rosto do policial. Ela foi advertida pelo militar que, se fizesse, seria detida por desacato. A narrativa policial conta que, além de não atender a observação do policial, ela empurrou um dos policiais.

Por conta disso, a suspeita foi algemada e encaminhada junto com os dois suspeitos à delegacia. Representantes do Tribunal de Defesa das Prerrogativas (TDP) da OAB-MT, em Campo Verde, acompanhou o caso. Segundo o presidente, advogado André Stumpf, a profissional foi ouvida pelo delegado, assinou um termo circunstanciado em que se compromete a comparecer diante do juiz e foi liberada em seguida.

André alega que vai aguardar a apuração dos fatos para se posicionar sobre o assunto – defender a advogada ou para recriminá-la pela atitude.

A ocorrência

Segundo narrativa policial que à qual a reportagem teve acesso, houve troca de tiros na abordagem aos dois jovens acusados de portar maconha. Enquanto a PM monitorava os dois suspeitos na moto, o rapaz que estava no carona do veículo, teria passado a mão na cintura. Desconfiados, os policiais fizeram os disparos com espingarda calibre 12 com munição de impacto controlado.

Foi nesse momento que a sacola com a maconha foi jogada a cerca de 50 metros de distância à frente. Em seguida, o irmão da advogada que pilotava o moto perdeu o controle e caiu no meio fio. Os dois resistiram à prisão e foram algemados no chão.

Além de Thais, a mãe do acusado também teria ido ao local da ocorrência. Consta na ocorrência que ela gritou e também desacatou os militares. Disse "que os policiais querem acabar com a sua vida" e que "têm costume de implantar drogas".

O policial respondeu que o filho tinha fugido da abordagem policial por estar com drogas. Em seguida, apareceu a advogada com "estado agressivo". Ela também foi algemada.

Ainda de acordo com BO, a advogada tentava interferir na ocorrência e o irmão ameaçava de morte os policiais.

Outro lado

O tentou falar com advogada até o fechamento desta matéria, mas não conseguiu, mas se coloca a disposição para ouvir a versão dela.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Elaine A | Sábado, 09 de Novembro de 2019, 09h42
    0
    2

    Ela pode ter se exaltado, por ser alguém de sua família na iminência de ser preso. Fácil julgar sem saber o que realmente aconteceu. Com uma polícia despreparada e arrogante. Não a conheço, mas essa história tá mal contada...

  • joao | Sexta-Feira, 08 de Novembro de 2019, 19h04
    8
    2

    Eu acho que ter a carteira da oab não dá direito de desacatar ninguém, pelo menos eu nunca ouvi nem falar. Isto é que chamamos de "carteirada". O estado não pode deixar passar em branco.

  • NOE MONTEIRO DE BARROS | Sexta-Feira, 08 de Novembro de 2019, 13h41
    17
    1

    Conheço vários advogados de renome inclusive, e jamais comportariam de forma tão leviana, manchando o decoro da classe.

  • Gladston | Sexta-Feira, 08 de Novembro de 2019, 13h13
    8
    1

    Certeza que a toda "bichona" oab, sem ter sequer o conhecimento do ocorrido de fato, como de costume, vai sair alvoroçada em defesa da desequilibrada advogadinha.

  • Cidadão | Sexta-Feira, 08 de Novembro de 2019, 13h05
    21
    1

    Muitos advogados se sentem desembargadores em quase todas situações do dia a dia... lamentável...

  • Paulo | Sexta-Feira, 08 de Novembro de 2019, 13h01
    25
    1

    A cara desses advogadinhos meia tigela que não serve nem pra soltar "Corró" da cadeia e que se acha. Profissional de verdade nunca faria esse tipo de atitude.

Matéria(s) relacionada(s):

"Choque" de agenda de EP e de MM

mauro mendes 400 curtinha   Prefeitos e primeiras-damas estão sendo convidados para dois eventos programados para o mesmo dia e horário, em Cuiabá. Um partiu do prefeito Emanuel Pinheiro, que entrega 100% do Hospital Municipal de Cuiabá em 18 de novembro, às 20h, e espalhou convites para tanto gestores municipais,...

Mutirão já negociou quase R$ 40 mi

O Mutirão Fiscal Fecha Acordo do Governo de Mato Grosso, em parceria com o Judiciário, já negociou, na primeira semana, R$ 22.430 contratos, somando brutos R$ 37,7 milhões. E, com os descontos, ficaram em R$ 20,8 milhões, sendo R$ 12 milhões à vista. As negociações são feitas por meio da PGE e da Sefaz. O mutirão começou em 1º de novembro e segue até o próximo dia 29. Funciona no segundo...

Parceiros pra eventos de final de ano

emanuel pinheiro marcia 400 curtinha   Esta semana o prefeito da Capital Emanuel Pinheiro e a primeira-dama Márcia, que faz trabalho social voluntário, iniciam a maratona de reuniões com empresários em busca de apoio e parcerias para realização de festas natalinas e do réveillon. A ideia é,...

Fora da disputa e elogios à prefeita

toninho domingos 400 curtinha   Irmão do ex-prefeito Murilo Domingos (já falecido), o empresário Toninho Domingos (foto), que foi vice-prefeito por duas vezes, das gestões Nereu Botelho (94/98) e Jayme Campos (2001/2004), disse neste domingo que não está animado para concorrer à sucessão em...

Troca da Secretaria-Geral por gabinete

jairo rocha 400 curtinha   Jairo Rocha (foto), que teve atuação marcante em Cuiabá nos 22 anos de militância no PT e hoje filiado ao PSB, pediu exoneração do cobiçado cargo de secretário-geral da Câmara de Cuiabá para voltar a atuar como chefe de Gabinete do vereador Marcelo...

Relator, o silêncio e Abílio na forca

marcrean santos 400   O vereador Marcrean Santos (foto), relator na Comissão de Ética da Câmara de Cuiabá da representação contra o colega Abílio Brunini (PV), optou pelo silêncio. Evita revelar até o cronograma de atuação dos trabalhos. Sabe o tamanho da responsabilidade...