Polícia

Sábado, 02 de Novembro de 2019, 12h:41 | Atualizado: 03/11/2019, 09h:47

Poconé

Capataz de presidente do Pode é levado à polícia por remarcar gado de outro dono

Em nota, empresário cita problemas em cerca e garante que questão foi solucionada de forma pacífica

Arquivo Pessoal

Fazenda Santa Clara Murcho Fabio de Oliveira

Fazenda em que homem levado à delegacia trabalha é de propriedade de Fábio de Oliveira

Um funcionário da fazenda Santa Clara Murcho, de propriedade do empresário Fábio de Oliveira, presidente do Podemos em Poconé, foi encaminhado à delegacia do município depois que o fazendeiros J. L. E. C. J. acionou a polícia. O capataz, identificado como Joelson Almeida de Arruda, foi acusado de remarcar gado da fazenda Ipiranga com a marca da Santa Clara.

O boletim de ocorrência foi registrado em 22 de outubro, mas só veio à tona hoje (2). A Polícia Militar de Proteção Ambiental foi chamada pelo responsável pela fazenda Ipiranga e pela pousada Piuval, em Poconé, relatando que alguns gados de sua propriedade teriam sido remarcados por funcionários da fazenda Santa Clara.

Os policiais se deslocaram até a outra propriedade e lá foram recebidos pelo capataz Joelson. Ele confirmou a remarcação, mas disse que a situação teria ocorrido por engano porque os animais estariam juntos do gado da Santa Clara. O gado estava no curral da fazenda. O funcionário alegou que a cerca da Ipiranga estaria danificada e o gado teria fugido para a área vizinha.

O homem foi conduzido para a delegacia da Polícia Judiciária Civil em Poconé para demais providências do caso e liberado.

Nos bastidores da política local, é especulado que Fábio de Oliveira articula uma candidatura nas eleições de 2020 para o cargo de vereador. A sede do Podemos no município está registrada na fazenda envolvida no caso de remarcação de gado.

tentou contato com o funcionário, mas o número que aparece no BO como sendo dele, quando discado, é dado como inexistente.

Às 15h30 - Empresário cita problemas em cerca

Em nota, Fábio de Oliveira reafirmou que a situação foi causada por problemas na cerca que separa as duas propriedades e disse que o fato era “de conhecimento de todos”. A divisória está sendo reparada, segundo ele. Oliveira afirma que não estava na fazenda quando o problema foi constatado, mas que tratou da situação com o dono da fazenda vizinha e que o assunto foi resolvido de forma pacífica.

“Isto tanto é verdade que a autoridade policial competente, no caso o delegado de polícia, optou por encerrar o caso sem que fosse necessária a continuidade da ocorrência”, diz a nota.

Ele ainda disse lamentar “qualquer ilação do caso, isolado, comum e facilmente solucionado, com questões políticas e eleitorais”.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Sindal e a traição por alíquota de 14%

jovanildo antonio sindal curtinha 400   Jovanildo Antonio da Silva (foto), presidente do Sindal que já tem uma atuação pífia, agora está levando porrete de todo lado dos servidores da Assembleia. É que, ao invés de sair em defesa da categoria e se manifestar contra o projeto do governo de elevar a...

2ª suplente de Selma amarga 2 perdas

clerie fabiana curtinha 400   Clérie Fabiana Mendes (foto), que surgiu do nada na vida pública e ganhou notoriedade como 2ª suplente da senadora Selma Arruda, vai perder duas vezes. Primeiro, ficará sem o cargo eletivo, por causa da cassação da chapa, encabeçada por Selma, por caixa 2. Segundo,...

Após aprontar, Abílio pede desculpas

juca do guaran� curtinha 400   Acuado, Abílio Brunini (PSC) recorreu agora a uma outra estratégia na esperança de escapar da cassação do mandato, depois de tanto aprontar, com denúncias sem provas, constrangimento, brigas, manipulação e ataques a diversas pessoas. Da...

Cervejaria cuiabana devolve R$ 270 mi

rogerio gallo 400 curtinha   Após negociação, por intermédio do Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (CIRA), uma cervejaria de Cuiabá vai devolver aos cofres públicos cerca de R$ 270 milhões nos próximos dias. O montante se refere a diferenças no ICMS...

Lei em Cuiabá veta cortar luz e telefone

misael galvao 400 curtinha   Seguindo exemplo de outros municípios, a Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto), rejeitou veto do prefeito Emanuel e promulgou uma lei, que proíbe empresas de gás e concessionárias de serviço público de energia elétrica, no caso a Energisa,...

Visita a todos setores e agradecimento

domingos neto tce 400 curtinha   Numa demonstração de humildade e respeito aos servidores, o presidente do TCE Domingos Neto visitou nesta 4ª todo os setores do Tribunal para agradecer pessoalmente o esforço, dedicação e a contribuição de cada colaborador para que sua gestão do...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.