Polícia

Quarta-Feira, 12 de Abril de 2017, 18h:23 | Atualizado: 12/04/2017, 18h:37

Com estrutura destruída, detentos serão transferidos temporariamente


De Sinop

Com o fim da rebelião na Penitenciária Doutor Osvaldo Florentino Leite Ferreira, Ferrugem, em Sinop, nesta quarta (12), grande parte dos detentos deve ser transferida temporariamente para outras penitenciárias da região, pelo menos até que todo o interior da unidade seja reorganizado. 

Mário Okamura

quadro_feridos-ferrugem.jpg

 A rebelião no Ferrugem durou mais de 13h e envolveu as forças de Segurança Pública do Estado

No entanto, não há uma previsão sobre um número exato que será transferido, pois dependerá da quantidade de vagas disponíveis em outras cadeias. “A direção fará esse levantamento para a remoção, porque é necessário pela circunstância do risco de conflito”, explica o representante dos Direitos Humanos da OAB, Denovan Isidoro de Lima. 

Camas e paredes foram quebradas, colchões incendiados e grades arrancadas dos locais apropriados para comportar os 828 presos. A estrutura já não atendia a capacidade, visto que o número ideal seria 328 reclusos. 

Com a destruição de, pelo menos, quatro raios (amarelo, azul, laranja e verde), agora em uma única cela serão comportados 100 presos. Antes, cerca de 40 detentos ficavam alojados no mesmo cômodo. “Não tem condições para isso, é humanamente impossível”, ressalta Denovan.

Os detentos devem permanecer nas áreas de convivência, como as salas de aula, por exemplo, até que tudo se normalize. Além disso, novas formas de punições, como isolamento e reclusão separada, serão aplicadas, uma vez que as normas internas foram infringidas. Os detentos também responderão por destruição de patrimônio público. 

Conforme o diretor do Conselho da Comunidade da penitenciária, José Magalhães Pinheiro, o motivo da rebelião foi uma briga entre facções por poder. “Um querendo ganhar o espaço do outro, mas a partir do momento que não deu certo eles se entregaram.” 

Ele ressalta também que algumas exigências foram feitas para que houvesse comum acordo. “Eles queriam visitas dentro das celas, um freezer em cada uma, melhora na alimentação, saída e alguns servidores”, explica o diretor.

Entretanto, mesmo sem a concordância com todas essas demandas apresentadas pelos reclusos, o resultado foi positivo e a situação foi controlada. As negociações foram mediadas pelo coronel Héctor Péricles do Corpo de Bombeiros. Também participaram a advogada Eurides Parron, representando dos detentos, além de Denovan Lima e José Magalhães. 

Os secretários da Sesp, Rogers Jarbas, e da Sejudh Airton Siqueira, também se deslocaram até Sinop para contribuir com as negociações. Nos quase dois dias de rebelião participaram da ação agentes do Serviço de Operações Penitenciárias Especializadas (SOE), da Ronda Ostensiva Tática Móvel (Rotam), Força Tática, Polícia Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

Galeria de Fotos

Credito: Reprodução
Detentos do Ferrugem danificaram estrutura do presídio por causa da rebelião
Credito: Reprodução
Utensílios e colchões foram danificados durante a rebelião
Credito: Reprodução
Detentos do Ferrugem passam por revista no pátio da unidade sob o olhar de agentes após motim
Credito: Reprodução
Portas e grades foram arrancadas por detentos do Ferrugem
Credito: Reprodução
Colchões dos detentos foram rasgados. Rebelião durou mais de 13h

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Deputado defende cultos com até 600

sebastiao rezende 400   Num momento em que a segunda onda de contaminação pelo novo coronavírus avança em MT, levando o governo a retomar medidas restritivas para evitar colapso, já que cerca de 90% das UTIs estão lotadas, o deputado Sebastião Rezende (foto), da Igreja Assembleia de Deus, teve a...

"Batida" em apresentador por engano

ricardo martins 400   Durante a dupla operação deflagrada pela PF nesta terça em alguns municípios de MT, entre eles Cuiabá, agentes federais, por um equívoco no cumprimento de mandados, acabou batendo na porta do apresentador da TV Cidade Verde, Ricardo Martins (foto), que não tem a ver com o caso....

Paccola é cotado para diretor-geral

gianmarco paccola 400   O discreto e atuante delegado Gianmarco Paccola (foto), hoje diretor-geral-adjunto da Civil, já desponta nos bastidores como nome preferencial do Palácio Paiaguás para eventual substituição a Mário Demerval, que deve mesmo deixar o posto de diretor-geral para disputar as...

Luta pra isentar parte dos aposentados

eduardo botelho 400 curtinha   Primeiro-secretário da Assembleia, Eduardo Botelho (foto) disse que foi criada espécie de força-tarefa dos deputados para fechar um acordo com o governo, de modo a ajudar aposentados e pensionistas e portadores de doenças raras para isenção do pagamento da alíquota da...

Investimentos em segurança pública

alexandre bustamante 400   Alexandre Bustamante (foto), secretário estadual de Segurança Pública, é enfático ao afirmar que o Estado tem investido em equipamentos e infraestrutura para combater a criminalidade. Segundo ele, a maior prova disso são os projetos que integram o programa MT Mais. Ao todo, devem...

Folha antecipada em Várzea Grande

kalil baracat 400 curtinha   Com o privilégio de ter assumido a prefeitura em janeiro com superávit de R$ 74 milhões da antecessora Lucimar Campos, o prefeito várzea-grandense Kalil Baracat (foto) quitou a folha de fevereiro na última quinta (25), três dias antes da virada do mês. São cerca de...

MAIS LIDAS