Polícia

Quarta-Feira, 12 de Agosto de 2020, 17h:15 | Atualizado: 13/08/2020, 08h:54

MORTE DE ISABELE

Politec conclui em laudo que a cena do crime não foi preservada corretamente

Reprodução Laudo

Simula��o do corpo no local do crime

Laudo mostra exatamente como a vítima caiu dentro do banheiro onde foi morta com um tiro no rosto; disparo teria sido acidental disparado por sua amiga

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) constatou que o local onde Isabele Guimarães Ramos, de 14 anos, foi morta não apresentava "preservação satisfatória", no momento da chegada da equipe. O crime oconteceu no dia 12 de julho em uma residência do condomínio de luxo Alphaville 1, em Cuiabá. A amiga da vítima, também da mesma idade, é a autora do tiro acidental contra ela.

A constatação está em laudo pericial de 62 páginas que trabalho de levantamento da cena do homicídio, da arma usada e também sobre a vítima e forma como acabou sendo morta. 

"Com relação à preservação, o perito observou a presença considerável de terceiros no lado exterior da residência. Havia a presença de equipes da Polícia Militar e da Polícia Civil. Os policiais Militares controlavam o acesso ao interior da residência e ao seu andar superior. Os policiais civis encontravam-se coletando as informações preliminares", diz trecho do documento, assinado pelo perito Thiago José Resplande Lima, perito oficial criminal. 

A perícia foi feita com o uso de luminol, agente químico, quando utilizado em cenas de crimes, reage à presença de sangue. Os exames periciais foram realizados em três datas distintas entre 12 e 17 de julho. Perícia de local, coleta de medidas complementares e aplicação do luminiol fizeram parte do cronograma. 

Reprodução Laudo

Sangue p� da Isabele - foto laudo

Perícia conclui que corpo de Isabele não foi removido do local onde ocorreu o homicídio

De acordo com o laudo da Politec, na primeira data foram examinadas onze manchas de sangue, um projétil deflagrado, o corpo de Isabele e seis armas de fogo. Na segunda, foram coletados medidas detalhadas dos elementos que constituem o banheiro onde a vítima foi encontrada morta. 

Por fim, na última data, os peritos aplicaram o luminol nas imedicações de acesso ao local examinado. Foi constatada concentração de manchas de sangue na parte interna do box em contraste com a região de vazio na parte externa. Com isso, o laudo do local do crime concluiu que não houve movimentação do corpo. 

O teve acesso aos laudos da Politec referentes ao caso, que determinaram que o disparo aconteceu de forma regular, ou seja, com acionamento do gatilho. Com distância de 20 cm a 30 cm entre a adolescente responsável pelo disparo, filha do empresário Marcelo Cestari e Isabele.

A menor estava de frente para a vítima, sustentando a arma a uma altura de 1,44 metro do piso "com alinhamento horizontal". De acordo com o laudo, a arma do crime foi entregue em mãos aos investigadores da Polícia Civil e, em seguida, aos peritos, descaracterizando a cena. O perito ainda considerou que houve "isolamento parcial" do local, já que terceiros estavam na sala da casa, localizada no condomínio Alphaville.

Versão da adolescente 

Na versão da filha do empresário, ela ressalta que não estava brincando com a arma e que foi atrás da amiga após se oferecer para guardar as armas, que foram deixadas na casa pelo namorado de 17 anos, que temia ser parado em uma blitz

Ela afirmou que subiu às escadas para saber onde Isabele estava indo. A adolescente alegou que, ao chegar no closet chamou pela amiga que não respondeu, ao bater na porta do banheiro, acabou de desequilibrando e efetuando o disparo acidentalmente. 

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • joana | Quarta-Feira, 12 de Agosto de 2020, 18h33
    5
    1

    UAI MAS OS "AMIGOS" NÃO CHEGARAM ANTES DA POLICIA MILITAR E CIVIL? E AS MÃOS ROXAS?

Com Paccola, Câmara terá polêmicas

paccola 400 curtinha   O vereador eleito pela Capital, tenente-coronel PM Marcos Eduardo Ticianel Paccola (foto), do Cidadania, promete levar muitas polêmicas para os embates que pretende travar no Legislativo. Ele é daqueles sem papas na língua. Defende, por exemplo, que a população tenha direito de se armar. Em...

Esposa de deputado na 2ª suplência

maria avalone 400   Não foi só o deputado estadual Wilson Santos que frustrou-se na tentativa de eleger membro da família à cadeira de vereador. O também parlamentar Carlos Avalone, presidente regional do PSDB, apostou todas as fichas na esposa Maria Avalone. Mas ela só chegou à...

Neurilan e apoio de Botelho à AMM

eduardo botelho 400 curtinha   Em busca de apoio de lideranças políticas para permanecer no comando da AMM por mais três anos, Neurilan Fraga foi pedir socorro para o presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho (foto). Quer que o parlamentar seja o presidente de honra de sua chapa. Neurilan tem se articulado como pode e,...

Candidato irritado chama EP de traste

abilio junior 400 curtinha   Abílio Júnior (foto), candidato do Podemos ao Palácio Alencastro, tem se mostrado mais irritado depois do debate promovido pela Fecomércio, na quarta à noite, quando, em vários momentos, se viu questionado e desqualificado pelo prefeito e candidato à...

Prefeito reeleito sob investigações

ze do patio 400 curtinha   A situação jurídica do prefeito populista e desgastado Zé do Pátio (foto), que acaba de ser reeleito para o terceiro mandato em Rondonópolis, sendo o segundo consecutivo, não é das melhores. Contra sua gestão tem pipocado denúncias sobre...

Prefeitos revoltados com Neurilan

neurilan fraga 400 curtinha   Vários prefeitos, especialmente os recém-eleitos, se mostram revoltados com novas manobras promovidas no estatuto da AMM pelo seu "eterno" presidente Neurilan Fraga (foto), que tenta, de todas as formas, se auto-beneficiar na eleição que deveria ocorrer em janeiro, mas que foi antecipada...