Polícia

Segunda-Feira, 24 de Junho de 2019, 19h:42 | Atualizado: 25/06/2019, 08h:16

FREEZER NA PCE

Diretores se dizem enganados por PMs e negam conluio para entrada de celulares

Reprodução

Rev�trio Francisco da Costa

Revétrio Francisco da Costa (detallhe) foi um dos ouvidos na Gcco, na tarde desta segunda

O diretor da Penitenciária Central do Estado (PCE), Revétrio Francisco da Costa, e o subdiretor, Reginaldo Alves dos Santos, negaram, na tarde desta segunda (24), que tenham facilitado a entrada de celulares na unidade prisional. Em depoimento à Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), disseram que foram enganados por policiais militares.

O diretor e o subdiretor da PCE foram presos durante a Operação Assepsia, deflagrada na última terça (18), que apura a facilitação de entrada de aparelhos celulares na unidade. Além deles, também foram presos o subtenente Ricardo de Souza Carvalhaes e o cabo Denizel Moreira, ambos da Rotam, e o tenente Cleber de Souza Ferreira, lotado no Terceiro Batalhão.  

Em depoimento à GCCO, o diretor e o subdiretor da PCE afirmaram que não sabiam que o freezer que entrou com celulares na unidade – que culminou na operação – carregava diversos celulares em seu interior.

Os dois afirmaram que os três PMs alvos da Assepsia foram os responsáveis por pedir a entrada do freezer na unidade prisional. Segundo os depoimentos, os militares, que trabalham na área de Inteligência da PM, argumentaram que o eletrodoméstico seria um agrado a Paulo Cesar da Silva, conhecido como Petróleo – preso na PCE –, para conseguir informações para futuras apreensões.

Ainda conforme os depoimentos desta segunda, o freezer entrou na unidade prisional sem passar pelo scanner, pois agentes prisionais disseram que o eletrodoméstico não precisaria de tal procedimento.

Os diretores da PCE afirmaram que foram alvos de uma armação por parte dos três militares presos, com os quais tinham proximidade. Revétrio disse que, antes do freezer, os PMs chegaram a pedir permissão para que entrassem com celulares na unidade prisional, mas o diretor da PCE disse ter negado tal pedido, pois argumentou que a secretaria de Segurança Pública não permitiria.

Os depoimentos dos dois serão anexados aos autos do inquérito sobre o caso, que deverá ser concluído nesta quinta (27). Na manhã desta terça (25), os policiais militares serão ouvidos pela GCCO.  

Presos do CV

Além dos policiais e dos diretores da PCE, outros dois alvos da Assepsia foram Petróleo e Luciano Mariano da Silva, o Marreta. Os dois são apontados como principais líderes do Comando Vermelho em Cuiabá. Eles já estavam presos e foram alvos de mandados de prisão preventiva. Segundo as apurações, eles teriam se beneficiado pelas entradas ilegais dos celulares na PCE.

Um vídeo, que consta no inquérito policial da Assepsia, mostra os policiais militares, Revétrio e Petróleo indo à sala da direção da PCE, na tarde do último dia seis. O registro de circuito interno da penitenciária é considerado uma das provas da ligação entre eles.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Paulo | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 11h20
    3
    7

    O diabo veste fardas . Isso é certo.

  • Polícia MT | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 08h28
    4
    4

    Até agora não vi nada que envolva o o Adjunto do Diretor Revétrio, as filmagens divulgadas não o mostram o mesmo

  • andre | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 08h26
    2
    3

    É um empurrando no outro, rapaz, seja HOMEM e assume o que vc fez, se fez, não é? É melhor, até judicialmente, mas não, querem continuar nessa versão

Matéria(s) relacionada(s):

Primeira-dama, hospital e dia histórico

virginia mendes curtinha   A primeira-dama do Estado Virgínia Mendes classificou esta terça (23) de dia histórico por marcar a inauguração do hospital estadual Santa Casa, em Cuiabá. Averso a entrevistas para jornalistas, ela recorreu às redes sociais para, em postagem, fazer elogios ao ministro da...

Empossado no comando do Incra-MT

ivanildo incra curtinha   Apesar de já estar atuando desde o início do mês, Ivanildo Teixeira Thomaz (foto) tomou posse na segunda (22) como novo superintendente do Incra/MT, numa solenidade em Brasília que marcou a posse de outros dois, sendo eles Cassius Rodrigo de Almeida na regional do Rio de Janeiro, e Antonio...

Setor produtivo pressiona deputados

Algumas entidades, especialmente do setor produtivo, estão exercendo muita pressão sobre deputados, inclusive econômica, na tentativa de convencê-los a votar pela rejeição do projeto que estabelece reinstituição dos incentivos fiscais e que já foi aprovado, semana passada, em primeira votação, inclusive pelo placar de 15 a 7.  Há empresários do agronegócio que foram pessoalmente à AL...

Governador chateado com grevistas

jayme_curtinha   Embora pareça, muitas vezes, ignorar o movimento grevista, agindo como o árbitro de futebol, que finge não ouvir os gritos da torcida, Mauro Mendes não está nada feliz com o tom das críticas de alguns servidores. Jayme (foto), líder do Democratas, mesmo partido de Mauro, pediu hoje...

Ministro lamenta ausência de prefeito

mandetta_curtinha   Ministro da Sáude Luís Henrique Mandetta fez questão de ressaltar a ausência do prefeito da Capital Emanuel Pinheiro na solenidade de reabertura da Santa Casa hoje. Mandetta disse que Emanuel foi muitas vezes a Brasília “pedir por esse hospital”, que foi fechado após a...

Dinheiro para Fipe veio da Assembleia

allan kardec curtinha   O secretário estadual Allan Kardec (foto), da Cultura, Esporte e Lazer, confirma que, de fato, o Estado repassou R$ 1,5 milhão para o tradicional Festival Internacional de Pesca Esportiva, realizado este mês em Cáceres. Enfatiza que esse dinheiro havia retornado para o Poder Executivo em forma de...

ENQUETE

Profissionais da Educação estão em greve há mais de um mês. O que você acha disso?

estão corretos. Devem continuar

discordo. Deveriam voltar às aulas

pra mim, não faz diferença

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.