Polícia

Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 10h:28 | Atualizado: 24/05/2019, 08h:46

Estudantes de Direito acusam professor de assédio sexual e a faculdade o demite

O Vigilante

trai��o mensagens celular

Denunciantes entregam provas de abordagens sexuais pelo WhatsApp

O defensor público e professor de direito identificado apenas pelas iniciais G.T.D.P. foi afastado da Faculdade La Salle, de Direito, em Lucas do Rio Verde (a 350 km de Cuiabá), após ser acusado de assediar duas alunas na unidade de ensino. Ele teria coletado telefones de alunas em grupo de WhatsApp para assediá-las sexualmente.

À faculdade, as vítimas apresentaram conversas de cunho sexual, além de pedidos de fotos sem roupas. Consta na denúncia que ele não tinha preferência e fazia isso tanto com solteiras quanto casadas.

Com a tática de dizer que o carro estava quebrado, ele pedia carona para as moças, para “aproveitar” a oportunidade.

Com medo, as vítimas não aceitaram se identificar.

A reportagem do entrou em contato com a instituição de ensinou, que disse que os fatos estão sendo apurados e destacou que não compactua com essa situação.

A Polícia Civil da cidade informou que ainda não recebeu nenhuma denuncia de assédio sexual.

Às 14h21 - Comunicado de faculdade confirma desligamento

Em comunicado, sem explicar os motivos, o setor de recursos humanos da La Salle informa que o professor que já não faz mais parte da equipe.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Mara | Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 21h50
    4
    2

    Investiga que a culpa não é só dele...

  • Aderbal Ratzinger | Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 14h43
    13
    6

    A população aguarda uma posição da Defensoria Pública, seja da administração ou do núcleo de defesa da mulher. Seria isso acobertado pelo corporativismo? Nota pelo desfile da adoção fizeram rápido e sobre isso até agora nada.

  • Andre | Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 11h42
    15
    28

    Mulherada tudo sem vergonha, agora o professor deu bobeira, rapaz, caiu numa cilada.

Matéria(s) relacionada(s):

TCE declara prefeita Lucimar à revelia

lucimar campos curtinhas   O conselheiro do TCE Guilherme Maluf declarou à revelia a prefeita Lucimar Campos (foto), de Várzea Grande, em um processo de tomada de conta especial que aponta danos ao erário. Foram feitos pagamentos indevidos à empresa contratada Selprom Tecnologia. A esposa do senador Jayme Campos deve...

Aumento virá se MT melhorar o Ideb

mauro mendes curtinha   O governador Mauro Mendes propõe aos profissionais da Educação, que estão em greve, conceder reajuste de 7,6%, mas se o Estado atingir duas metas. E uma delas dependerá da atuação em sala de aula dos próprios educadores. Esse aumento virá quando o Executivo...

Bezerra se empolga e lança Emanuel

bezerra_curtinha   O deputado federal Carlos Bezerra, eterno presidente do MDB, fez um comentário curioso nesta terça durante o lançamento da construção de um viaduto na avenida Beira Rio, na Capital. Ele disse que políticos como ele e Emanuel têm o perfil de falar mais do que fazer. Em seguida,...

Comitiva da Bolívia e debate sobre gás

O governo boliviano vai retribuir a visita feita pelo governador Mauro Mendes em maio. Há uma pré-agenda de uma comitiva para uma reunião nesta 5ª (27) em MT, quando será debatida a retomada do abastecimento de gás natural, vendido pela Bolívia, além do fornecimento de ureia. Rafael Reis, presidente do MT Gás, diz que ainda não pode dar detalhes, mas garante que as tratativas estão avançando. Mauro, nas...

Licitações serão gravadas em Tangará

rogerio silva curtinha   Mesmo o prefeito Fabinho Junqueira se manifestando contra, a Prefeitura de Tangará da Serra e suas autarquias e também a Câmara Municipal terão agora que gravar e transmitir em áudio e vídeo todas as sessões de licitações. O projeto partiu do vereador emedebista...

Pleno escolhe novo desembargador

carlos alberto 190 curtinha tj   Nesta 5ª (27) o Pleno do Tribunal de Justiça, sob Carlos Alberto Alves, define quem vai assumir a vaga deixada pela desembargadora aposentada Cleuci Terezinha Chagas, que deixou o Pleno em janeiro. Ao total, 24 magistrados, da primeira quinta parte dos mais antigos lotados na Entrância Especial,...

MAIS LIDAS

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.