Polícia

Quinta-Feira, 10 de Novembro de 2016, 12h:18 | Atualizado: 10/11/2016, 17h:18

corrupção

Fraudadores recolhiam até R$ 1 mil por dia com esquema de propina no Detran

CAPA OPERAÇÃO DETRAN

  Operação Hidra de Lerna foi deflagrada pela Polícia Judiciária Civil em 3 cidades nesta manhã

Quatro servidores públicos e despachantes Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran) e um da Secretaria de Mobilidade Urbana(Semob) foram presos nesta quinta (10), na Operação Hidra de Lerna. A células de corrupção em postos do Detran em três cidades do Estado chegavam a movimentar R$ 1 mil por dia com cobrança de propinas para a liberação de veículos com falsificação de vistoria.

Segundo a Polícia Judiciária Civil (PJC), a identificação dos grupos de atuação, que envolviam servidores, despachantes e clientes, em Cuiabá, Várzea Grande e Nossa Senhora do Livramento, e prendeu 15 pessoas e cumpriu mandados de condução coercitiva contra 18, além de 15 mandados de busca e apreensão.

 “Conseguimos identificar um posto do Detran a liberação de 13 veículos com aprovação de vistoria, mas sem as correções – por exemplo, com para-brisas trincado e pneu careca -, mas podemos colocar uma média de dez carros por dia. Por cada liberação, eram cobrados entre R$ 50 e R$ 100, conforme local onde ocorria a liberação do veículo e o tipo de serviço”, disse o delegado-adjunto da PJC, Marcelo Martins Torhacs.

As investigações começaram  em 2015 após denúncias de servidores do Detran. Monitoramentos foram feitos com gravação de vídeos, áudio e alguns acompanhamento in loco das ações das células criminosas.

Um dos postos, o esquema era operado com colaboração de um servidora interna do Detran. Ela teria assediado seu marido, que possuía credenciamento de despachante junto ao órgão para liberar a licença de uso da empresa no encaminhamento das fraudes. O esquema também passa pela conivência de vistoriadores e um servidor da secretaria de Mobilidade Urbana de Cuiabá (Semob), locado no posto de registro de multas.

Ao todo a polícia prendeu três servidores no Detran em Várzea Grande (1 interno e dois vistoriados), 1 servidor em Nossa Senhora do Livramento e 1 servidor da Semob, na Capital. Além deles, 18 clientes que participaram do esquema por assédio ou procura própria e de despachantes.  Os investigados podem ser enquadrados nos crimes de corrupção passiva e ativa, falsidades ideológica e material.

"Os despachantes agiam de forma direta. Por exemplo, o cliente queria viajar, eles diziam: “Olha, você precisa fazer tal serviço, mas pode não dar tempo [para liberação do veículo]. Comigo acontece". Se o serviço fosse R$ 100, eles cobravam R$ 200”, explica Torhacs.

Conforme a polícia, serviços "vips" (referência a tratamento diferenciado de clientes) com prazo de 15 dias de liberação eram aprovados em menos de 24 horas, e atualização de registro ocorriam sem a efetivação de vistorias.

Delação

O delegado Marcelo Martins Torhacs, alguns investigados já se propuseram a colaborar com apuração das fraudes pela PJC passando informações sobre o esquema, para conseguirem abatimento de punição. Ele disse que ainda não há número definidos de quantos testemunhos serão acordados, mas se pode dizer que haverá.

 Torhacs afirmou que existe possibilidade de identificação de outras células criminosas espalhadas por outros postos do Detran em Mato Grosso, também o envolvimento de outros servidores em níveis diferentes.

 “Primeiramente, nós pensávamos que era apenas uma célula com várias pessoas que se comunicavam entre si. Mas depois se descobriu que são várias células, agindo separadamente. Então, isso abre a possibilidade de haver outros grupos atuas no interior do Estado. Hoje, conseguimos desmantelar duas células”.

Polícia deflagra ação contra fraudes no Detran e prende 15 pessoas

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • mario | Quinta-Feira, 10 de Novembro de 2016, 14h37
    2
    0

    infelizmente a corrupção existe ainda, e com esas prissoes, são menos servidores , para trabalhar, isso não quero dizer que não era pra prendemos, sim tem que prender mesmo.

Arco de alianças define vice de Eliene

eliene liberato 400 curtinha   A professora e vice-prefeita de Cáceres, Eliene Liberato (foto), pré-candidata do PSB à sucessão municipal, disse que a definição do nome para vice de sua chapa só sairá na pré-convenção. Até lá, o amplo arco de alianças...

Pesquisa derruba discurso de Jayme

jayme campos 400 curtinha   O resultado da pesquisa Analisando, que traz Emanuelzinho com boa vantagem nas intenções de voto sobre todos os pré-candidatos a prefeito de Várzea Grande, está provocando uma reviravolta nos bastidores. Os dados vieram a público nesta quinta, em publicação no...

Tucano dá título a Bolsonaro em Sinop

dilmair callegaro 400 curtinha   O presidente Jair Bolsonaro, que comanda o país desde janeiro do ano passado, irá receber o título de Cidadão Sinopense, mesmo sem previsão de pisar os pés, por enquanto, ao município considerado Capital do Nortão. A homenagem partiu do vereador do PSDB Dilmair...

Ação pró-Thiago, mas Luizão resiste

carlos bezerra 400   Com uma pesquisa debaixo do braço, cujo resultado traz Thiago Silva na dianteira na corrida à Prefeitura de Rondonópolis, inclusive na frente do prefeito Zé do Pátio (SD), o MDB de Carlos Bezerra (foto) tenta convencer o empresário Luizão (PRB) a recuar para apoiar o...

Padrinho político de Fabio a prefeito

mauro mendes 400 curtinha   Após se reunir com o governador Mauro Mendes (foto) na sexta (14), o suplente de senador Fabio Garcia, presidente regional do DEM, deve oficializar sua pré-candidatura à Prefeitura de Cuiabá. Fabinho quer discutir com Mauro, que é seu padrinho político, o arco de aliança e...

4 ex-prefeitos se juntam em Chapada

gilberto mello 400 curtinha   Considerado nome mais forte da oposição, Gilberto Mello (foto), do PL, lançou sua pré-candidatura à sucessão em Chapada dos Guimarães com apoio de nada menos que três ex-prefeitos, fora ele próprio, que administrou o município entre 2005 e 2008....

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.