Polícia

Quarta-Feira, 19 de Fevereiro de 2020, 08h:11 | Atualizado: 19/02/2020, 11h:52

ABORDAGEM VIOLENTA

Funcionária de loja denuncia policiais da Força Tática por agressão: chute e ameaça

Foto ilustrativa

Seguran�a p�blica pol�cia / viatura PM pol�cia Militar

Após ser agredida, com chutes na barriga, levar vários golpes de cassetete na cabeça e ser ainda ameaçada de ser despida e ter que desfilar nua na frente de colegas de trabalho, uma operadora de caixa denunciou policiais da Força Tática de Cuiabá. O caso foi registrado como difamação, ameaça, lesão corporal e constrangimento ilegal depois que os policiais entraram em uma loja de venda de peças de moto, no bairro Parque Cuiabá, procurando produtos supostamente roubados na tarde desta terça (18).

Consta na denúncia que a Força Tática chegou na loja e já foi mandando que todos os funcionários se posicionassem em fila. Em seguida começou a agredir um a um. Como a funcionária é operadora de caixa e fica na parte superior da loja, o policial que estava no comando da guarnição chegou até ela e a abordou com socos e pontapés, a todo momento a questionando onde estavam as peças roubadas e o proprietário da loja.

Como a funcionária disse que não estava entendendo o que estava acontecendo, o policial por sua vez alegava que a mesma sabia de tudo e que queria a qualquer custo que a mesma informasse onde estavam as peças roubadas.

Cada vez que ela respondia que não sabia de nada, levava um tapa no rosto e chutes na barriga e nas costas, além de cassetetes na cabeça a ponto de deixar galos nos lugares.

Quando a operadora de caixa voltou a dizer que não sabia de nada e que o policial não poderia estar agredindo a mesma desse jeito, ele deu outro tapa no rosto dela. Com isso um segundo policial disse que era para a mulher tirar a roupa e que a faria descer as escadas onde os demais funcionários estavam, pelada.

Os policiais pegaram documentos dela e tiraram fotos do RG, pegaram o endereço da casa dela, alegando que estava marcada, e a jogaram no chão. As ameaças continuaram ao longo da ação. Eles a colocaram de joelho e puxaram o cabelo dela, chegando a tirar vários fios e ao longo das agressões alegavam que a mesma estava dificultando o trabalho deles, afirmavam que queriam saber das peças, caso contrário iriam matá-la.

Quando o advogado da empresa chegou ao local, foi impedido de entrar, foi somente neste momento que as agressões pararam.

Os policias a desceram e colocaram todos os funcionários no chão e começou a checar um por um. Foi quando encontrou contra um funcionário um BO em que a ex-esposa teria denunciado por estupro. Crime que do qual o mesmo teria sido inocentado. Mas os policiais começaram a persegui-lo, chamando-o de estuprador. Em seguida, voltaram a atenção novamente para operadora de caixa e a chamou de vagabunda e a chutou, dizendo que todos seriam presos.

O advogado, impedido de entrar, continuou fora da loja. Os militares alegavam que ele estava desrespeitando o serviço policial. Antes de terminar a abordagem, um policial voltou a ameaçar a funcionária. Disse que era para a mesma esquecer de toda agressão, pois a Polícia não ia esquecer dela, pois já sabiam onde a mesma mora e tinham foto do documento dela. Assustados os funcionários fecharam a loja e foram embora

Devido ao medo, a funcionária, no momento, não conseguiu contar ao advogado o que de fato tinha acontecido. Para justificar os ferimentos, disse que tinha caído da escada. Mas ligou para o dono da loja e relatou tudo o que tinha acontecido. Diante da situação, o proprietário mandou que ela registrasse a ocorrência. Ele afirmou ainda que as peças que são vendidas na loja têm documento de compra em São Paulo provenientes de um leilão. O caso será encaminhado para a Polícia Civil.

Outro lado

A reportagem do entrou em contato com a assessoria da PM, e aguarda um posicionamento.

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • Cacilda | Quarta-Feira, 19 de Fevereiro de 2020, 23h20
    1
    0

    Eu não sabia que "heróis" bate em pessoas trabalhadoras.

  • Renato Augusto. | Quarta-Feira, 19 de Fevereiro de 2020, 11h41
    10
    4

    Não é de admirar q um site desse dá atenção pra uma denúncia mau relatada do tipo dessa. O Maia engraçado é q esse mesmo site de notícia. Não deu ênfase na apreensão q foi realizada por esses mesmos policiais nesse mesmo lugar. Motos roubadas, arma de fogo sem registro, munições, aparelho comunicador q se houve a polícia, e aparelho de bloqueio de sinal em casos de alguma moto estiver instalada algum rastreador!. Denúncia ridícula.. q prestígio e credibilidade esse site busca??? Qual seria o interesse desse site nesse relato grosseiro e mau contado?? Kkk parabéns os redatores. Kkk👏🏽👏🏽👏🏽

  • Cássio | Quarta-Feira, 19 de Fevereiro de 2020, 11h29
    2
    1

    Cássio , Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Cidadão | Quarta-Feira, 19 de Fevereiro de 2020, 10h44
    8
    1

    Já passou da hora de alguém fazer alguma coisa. Moro perto e vejo a correria, mas são organizados.

  • Francisco | Quarta-Feira, 19 de Fevereiro de 2020, 10h41
    11
    4

    PASSOU DA HORA!!!! Eu moro perto e vejo a correria que é lá. Tem dias que fazem arruaça na rua só marginais . A polícia está fazendo o papel dela. todos do parque Cuiabá conhecem esse saci. Ontem quando teve essa batida, o advogado estava acompanhando tudo,CHEGOU junto com a PM defendendo eles deve ter algum interesse ou não conhece seu cliente.

  • Vicente | Quarta-Feira, 19 de Fevereiro de 2020, 10h38
    4
    3

    Denovo RDnews

  • Dora Avent. | Quarta-Feira, 19 de Fevereiro de 2020, 09h42
    16
    8

    Historinha mais mal contada ein... do nada a policia chega já batendo em todo mundo? pq só ela abriu BO, se todos foram agredidos?

  • Cidadão | Quarta-Feira, 19 de Fevereiro de 2020, 08h35
    20
    25

    Já está passando da hora de punir esse povo da força tática e rotam eles são os mais despreparados.... e nunca da em nada essas agressões

Pode recebe 2 já derrotados em BG

sandro saggin curtinha 400   O Podemos conseguiu juntar em Barra do Garças o grupo de dois já derrotados à prefeitura, Daltinho, que também foi deputado e em 2018 teve votação pífia na tentativa de reeleição, e Sandro Saggin (foto), um "eterno" candidato. Entregue ao ostracismo,...

Câmara de Barra devolve R$ 100 mil

joao rodrigues 400 presidente c�mara barra do gar�as   A Câmara Municipal de Barra do Garças devolveu à prefeitura R$ 100 mil para serem investidos em medidas de combate ao novo coronavírus. O presidente do Legislativo, vereador João Rodrigues de Souza, o doutor...

Auditor assume Secretaria de Controle

demilson nogueira 400   O auditor Newton Gomes Evangelista, servidor de carreira, é o novo secretário de Controle Interno da Assembleia. Ele já respondeu também pela Auditoria-Geral da Casa. Newton assumiu a Controladoria Interna no lugar do ex-prefeito de Ponte Branca, Demilson Nogueira (foto), que deixou o posto...

Cuiabá é a unica com tudo fechado

emanuel pinheiro curtinha   A pressão sobre o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) fica agora mais forte para flexibilizar logo o decreto restrito por causa do coronavírus. Ele é o único dos gestores das maiores cidades mato-grossenses que ainda mantém decisão de fechar praticamente tudo na Capital, com...

Deputado põe aliado no lugar do irmão

ronaldo taveira 400 curtinha   Coube ao próprio deputado Wilson Santos indicar um nome para o lugar do irmão Elias Santos, que na última sexta (3) deixou a secretaria de Gestão de Pessoas da Assembleia para concorrer a vereador em Cuiabá. E o ex-prefeito emplacou no cargo que rende R$ 19,9 mil mensais o velho...

Sem alarde, vereador muda de partido

viniciys clovito curtinha   De última hora e sem alarde, o vereador pela Capital Vinicyus Hugueney (foto) resolveu deixar o PP e se filiou ao Solidariedade. Com isso, o PP não se torna o único com a maior bancada. Está com três vereadores, assim como o PV e o PSDB. No SD, Vinicyus vai concorrer internamente com...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.