Polícia

Quinta-Feira, 21 de Janeiro de 2021, 15h:29 | Atualizado: 21/01/2021, 15h:38

Mulher que teve corpo jogado no rio foi morta por asfixia e ex é suspeito do crime

Reprodução

Pol�cia Civil do Par� - policial civil - viatura

A causa da morte de Maria José Alves da Silva, vítima de feminicídio em novembro do ano passado, foi por asfixia. É o que aponta o laudo de necropsia da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) enviado a Polícia Civil. O corpo dela foi encontrado em um rio de Nova Marilândia (a 252 km de Cuiabá).

Segundo a Polícia Civil, o ex-marido da vítima já foi identificado e qualificado pelo assassinato de Maria. A investigação levou a informação de que ele está foragido em outro estado. Contudo, a notícia segue sendo apurada pela Delegacia de Polícia de Arenápolis, que é a responsável pelo caso.

Maria tinha sido vista, pela última vez, saindo de carro com o ex. A reportagem do #rdnwes apurou junto com familiares que o suspeito pediu a ela para levá-lo até Diamantino para fazer saques do auxílio emergencial. Ela foi morta no caminho e os parentes registraram boletim de ocorrência do desaparecimento.

O corpo da mulher foi encontrado três dias depois, dentro de um rio de um sítio de Nova Marilândia, deitada de barriga para baixo. Foram encontrados também no local uma caixa de som, várias latas de cerveja, óculos e celular da vítima. Já o veículo de Maria não foi encontrado.

A Polícia Militar teve contato com a mãe do suspeito e contou que, ao voltar da igreja, encontrou a casa aberta, luz acessa e que todas as roupas do filho haviam sido levadas. Há informações também de que o ex-marido também estava acompanhado de outra pessoa, uma mulher, amiga da vítima ainda não identificada.

A Polícia Civil também informa que o delegado responsável pelo caso ouviu todas as testemunhas e demais diligências necessárias para apuração do crime.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Efeito-Covid adia vinda de Michelle

michelle bolsonaro A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, e a secretária da Mulher, Luciana Zamproni, resolveram transferir para abril a agenda de 11 de março que teria como convidada a secretária nacional de Mulheres, do Ministério dos Direitos Humanos, Cristiane Britto e a primeira-dama do Brasil Michelle...

Governador entre a cruz e a espada

mauro mendes curtinha   Às vésperas da pandemia completar 1 ano em MT, o Estado vive o seu pior momento e o governador Mauro Mendes (foto) enfrenta uma verdadeira prova de fogo: liderar ações coordenadas em todo o território mato-grossense para evitar que o Estado viva cenas parecidas com as de Manaus e de Estados...

Câmara volta a realizar 2 sessões

juca 400 curtinha   A Câmara de Cuiabá, sob a presidência do vereador Juca do Guaraná Filho (foto), volta a realizar duas sessões semanais, nas terças e quintas. Por conta da pandemia, as sessões serão remotas. A resolução foi aprovada por unanimidade pelos parlamentares que vinham...

Coronel linha dura morre ao 91 anos

Coronel Abid 400   Morreu   em Campo Grande (MS), aos 91 anos,  o coronel da PM aposentado Adib Massad (foto), considerado  um dos principais nomes  da Segurança Pública de Mato Grosso na década de 1970. À época, ainda com a patente de  tenente, foi comandante regional...

Mauro e vitórias na briga de decretos

orlando perri 400 curtinha   A estratégia do governador Mauro Mendes de articular com os Poderes a edição do decreto de toque de recolher vem dando frutos. O governo publicou decreto impondo toque de recolher das 21h às 5h, com fechamento do comércio às 19h. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro,...

Prefeito é intubado e pode ir para SP

Prefeito de Tapurah Carlos Alberto Capeletti   É grave o quadro de saúde do prefeito de Tapurah (432 km de Cuiabá), Carlos Alberto Capeletti (PSD). Após piora, ele precisou ser intubado nesta quinta (4). Foi internado na terça (2), após testar positivo para Covid-19, em uma UTI no Hospital 13 de Maio, em...