Polícia

Sexta-Feira, 10 de Janeiro de 2020, 11h:00 | Atualizado: 10/01/2020, 17h:26

Por ocultar corpo e morte, casal que jogou filha no poço é autuado e já se contradiz

bebezinha Tabaporã pais

Pais alegam que bebê passou mal, deram remédio e a criança morreu. Polícia investiga

Pais da bebê de 6 meses, jogada em um poço de 5 metros de profundidade, perto de Tabaporã (a 500 km de Cuiabá), foram autuados em flagrante nesta sexta (10) pelo crime de ocultação de cadáver. Eles também respondem inquérito policial por homicídio qualificado. O casal, que já confessou o crime, foi preso ontem (9) a noite por uma força-tarefa de policias civis de Mato Grosso e Goiás, em Jataí (GO).

Em depoimento, alegaram que a criança passou mal, o pai deu remédio, mas ela morreu. Indicaram que na verdade a bebê foi jogada no fundo do poço e não no córrego Sossego, como era a suspeita inicial. Mergulhadores do Corpo de Bombeiros chegaram a fazer buscas no rio. Mas, com as novas informações, militares mudaram o foco das buscas e resgataram o cadáver no poço por volta das 22h. Nesta manhã, seguiram com o trabalho de resgate de fragmentos humanos.

Por causa da Lei de Abuso de Autoridade em vigor desde 3 de janeiro deste ano, a polícia está mantendo o nome do casal em sigilo. A divulgação pode levar o autoridade a ser punida com penas de 1 a 4 anos de detenção e de 6 meses a 2 anos, mais multa, respectivamente. Porém, o apurou que são Thiago Silva Lacerda, de 23 anos, e Raquel Araújo Dias, 25.

O casal já havia sido denunciado antes por maus tratos, perderam a guarda e depois a criança voltou para eles.

O caso

Testemunhas relataram que, dia 27 de dezembro, o casal foi visto em três situações. A primeira delas nas proximidades do córrego com o carrinho de bebê, não sendo possível confirmar se a criança estava no carrinho ou não.

Em seguida, o casal foi visto sozinho também sem a criança e sem o carrinho e depois mais tarde pedindo carona a terceiros, com mochilas e também sem o bebê. Desde então não foi mais visto na cidade. A casa em que moravam estava abandonada só com os móveis e alguns pertences pessoais deles e da criança.

Assim que foi acionada, a equipe da Polícia Civil de Taboporã iniciou as investigações.

Contradição no depoimento

Quem colheu o depoimento de Thiago e Raquel foi o delegado Agnaldo Coelho de Jataí. A versão que contaram a ele é a de que o bebê estava passando mal e a mãe saiu em busca de medicamento no Posto de Saúde. Ela afirma que, quando voltou para casa, a filha já estava morta e o pai já tinha ocultado o corpo.

O marido, por sua vez, confirma a versão de que ela não estava em casa no momento da morte, porém nega que tenha ocultado o  cadáver sozinho. Garante que o plano foi feito pelos dois.

"Os dois se mostraram arrependidos. Agora têm um prazo de 30 dias para ficarem presos aqui em Jataí. Possivelmente, a Justiça deverá recambiá-los para Tabaporã, onde responderão pelo crime", explica o delegado.

Para ele, todo o médito da investigação é da Polícia Civil de Tabaporã, pois foram os policiais daquela cidade, sob coordenação do delegado Albertino Félix, que esclareceram o caso e a Polícia Civil de Jataí apenas prestou um apoio no sentido de prender os investigados.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Lucia Matos | Sexta-Feira, 10 de Janeiro de 2020, 13h13
    10
    0

    sem palavras pra expressar tamanha INDIGNAÇÃO e TRISTEZA que sinto. Elevo meus pensamentos de amor e paz para esse inocente que só precisava de amor e cuidados para viver

Vereadores de ROO e trocas de siglas

fabio cardozo 400 curtinha   Em Rondonópolis, praticamente a metade dos vereadores está aproveitando a janela, que se encerra neste sábado, para mudar de partido, e já com as atenções voltadas à reeleição. E, com a dança das cadeiras, o Solidariedade do prefeito Zé do...

Podemos absorve a turma do barulho

O Podemos conseguiu juntar no seu diretório em Cuiabá a turma do barulho. Dela fazem parte dois com mandatos cassados, Abílio Júnior, que perdeu a cadeira de vereador por quebra de decoro, e a senadora Selma Arruda, cassada por caixa 2 e abuso de poder econômico, mas que ainda continua no cargo. Selma impôs condições para seguir no partido. Chegou a negociar ida para o PSC. E ganhou a presidência municipal do Pode, forçando o...

Secretário, furtos e a incompetência

rodrigo metello 400 curtinha   O secretário de Transporte e Trânsito de Rondonópolis, Rodrigo Metello (foto), filiado ao MDB e pré-candidato a vereador, corre risco de ser acionado na Justiça por centenas de pessoas que tiveram motocicletas apreendidas e que depois acabaram furtadas do Pátio Rondon. O local...

Vereador na base e críticas a Leonardo

leonardo 400 curtinha   Chico 2000, vereador pela Capital, assegura que não procede a informação de que o seu Partido Liberal irá romper com o prefeito Emanuel, não o apoiando à reeleição. Segundo ele, foi Leonardo Oliveira (foto), que participou na quarta de uma reunião do...

Embates sobre a cadeira da discórdia

selma arruda curtinha 400   A cadeira da senadora Selma Arruda (foto), que está cassada há um ano mas, mesmo assim, continua no cargo, vem dividindo opinião de vários líderes políticos, uns torcendo logo para a Mesa do Senado decretar a vacância para Carlos Fávaro assumir a vaga, outros...

PL avisa Chico que não apoiará EP

chico 2000 curtinha   O vereador Chico 2000 (foto), único do PL na Câmara de Cuiabá e governista de carteirinha, se mostrou  desconfortável politicamente quando foi informado nesta quinta que a legenda liberal não vai apoiar a reeleição do prefeito Emanuel, do MDB. O partido é comandado no...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.