Polícia

Terça-Feira, 04 de Agosto de 2020, 12h:30 | Atualizado: 04/08/2020, 18h:09

APÓS DEPOIMENTO

Presidente nega ter sido avisado por Marcelo e diz que não "houve auxílio"

Uma das primeiras testemunhas a chegar na cena da morte da adolescente Isabele Guimarães, morta por suposto disparo acidental vindo da própria amiga no condomínio Alphaville I, em Cuiabá, o presidente da Federação de Tiro de Mato Grosso (FTMT), Fernando Raphael, nega que tenha sido chamado pela família da menor que atirou e diz que só chegou no local mais de duas horas após a tragédia, por volta das 00h40. "Não houve auxílio nenhum, houve a presença do presidente da federação onde foram envolvidos atletas ativos da federação de tiro", disse.

Bárbara Sá

Presidente da Federa��o de Tiro de MT Fernando Raphael Ferreira de Oliveira

Presidente da Federação de Tiro Fernando Raphael Ferreira de Oliveira conversa com jornalistas após prestar depoimento na investigação do caso Isabele

Após depor para o delegado Wagner Bassi, na manhã desta terça (4), Fernando conversou com a imprensa e conta que um vizinho da família da jovem, também atleta associado a FTMT, lhe informou às 00h11 que houve um disparo na mansão do empresário. Em um primeiro momento, ele até achou que uma das filhas tinha sido a vítima. O momento exato do disparo não foi ainda definido, mas informações dão conta de que foi por volta das 22h.

"O Marcelo [pai da adolescente responsável pelo suposto disparo] não me ligou. Não tem nenhuma ligação da família para mim. Procurei saber de imediato se era alguma das filhas dele, por que ele me informa que tinha uma criança alvejada e no caminha, e no caminho descobri que não era as filhas dele, mas uma outra pessoa que tinha sido alvejada dentro de casa", disse.

Fernando chegou na mansão de Marcelo por volta de 00h40. Polícia Militar e Civil ainda estavam no local, mas o corpo já não se encontrava no imóvel, assim como os peritos já tinham ido embora. A autoridade responsável era o delegado Olímpio da Cunha Fernandes, da da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), para onde o caso foi primeirado antes de ser transferido para a Delegacia Especializada do Adolescente (DEA).

Assim que chegou, ele procurou o delegado Olimpio e disse que estava lá como presidente da federação e que poderia ajudar com dúvidas sobre a legislação de armas e tiro. A autoridade policial tinha pego as armas e apontado que duas não havia documentação. Fernando argumentou que elas poderiam estar em fase de documentação.

Pelas armas não registradas, o empresário Marcelo Cestari, de 46 anos, chegou a ser preso por porte ilegal, mas foi solto depois que Olimpio pagou fiança de R$ 1 mil. O pagamento da liberdade acabou parando na Justiça, após família e Ministério Público ficarem indignados pelo baixo valor. O delegado também é investigado pela Corregedoria da Polícia Civil por causa disso.

Após isso, Fernando falou com Marcelo e perguntou como ele estava e a família. Evitou falar sobra a morte da adolescente. Depois desse dia, eles não se voltaram a se falar mais.

Segundo Fernando, ele foi até a mansão como presidente da FTMT. "Estive na casa pelo fato de ser o presidente da federação de tiro e por estar envolvendo atletas do tiro. Eu, como presidente, deveria estar lá. Assim como vai o presidente da OAB vai quando tem algum advogado que é preso ou faz alguma coisa de errado", compara. O objetivo era evitar que o tiro esportivo fosse manchado pela morte de Isabele.

Reação do pai

O presidente da federação preferiu não comentar se o pai da menor que atirou, também membro da federação, não tem experiência suficiente para diferenciar uma queda de um tiro. Isso porque Marcelo, ao ligar para o Samu, disse que Isabele havia caído no banheiro.  "Se viu ou não viu o disparo, não sei". Raphael ressalta que a reconstituição dos fatos vai ajudar a esclarecer muitos detalhes.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Zeca | Terça-Feira, 11 de Agosto de 2020, 10h25
    1
    0

    Esse cidadão não tem competência jurisdicional para emitir opinião na cena do crime em defesa do associado, por isso deve ser investigado e punido por tentar atrapalhar as investigações da autoridade policial.

  • Marcio | Quarta-Feira, 05 de Agosto de 2020, 01h08
    1
    2

    O produto de um livro: CONHECIMENTO O produto de uma arma: MORTES SIMPLES ESSA CONTA

  • Pql | Terça-Feira, 04 de Agosto de 2020, 13h57
    9
    2

    Falou demais,quis aparecer em um momento totalmente inoportuno!

  • Aderbal Ratzinger | Terça-Feira, 04 de Agosto de 2020, 13h16
    4
    3

    Dá pra ver que é mintíra!

Tião com Flávio e "pau" nos Campos

tiao da zaeli 400 curtinha   A maior bronca dos Campos em Várzea Grande hoje é com o ex-prefeito Tião da Zaeli (foto), que motivou o amigo e empresário Flávio Vargas, dono do frigorífico Frical, a entrar na disputa à sucessão municipal. E Flávio conseguiu construir um amplo arco de...

A única dos maiores fora da reeleição

rosana martinelli 400 curtinha   Seis dos 10 prefeitos dos maiores municípios de MT poderiam disputar a reeleição neste ano por estarem no primeiro mandato ou já tendo exercido outros não consecutivos. E, destes, somente Rosana Martinelli (foto), de Sinop, não se recandidatou. Percebeu dificuldades...

Poconé tem 4 no páreo; Euclides dança

euclides santos 400 curtinha   Em Poconé, o ex-prefeito Euclides Santos (foto) nadou e morreu na praia. Numa queda de braço dentro do PSDB, Euclides, que havia se mudado para Cuiabá e tem o filho na disputa para vereador, perdeu espaço e autonomia para a ex-prefeita Meire Adauto, presidente municipal da legenda tucana e...

Fernanda em almoço com Bolsonaro

fernanda 400 bolsonaro curtinh   A coronel Fernanda, candidata à senadora pelo Patriota, almoçou com Bolsonaro nesta sexta, em uma fazenda, em Sorriso. A militar foi a única que teve o apoio declarado do presidente na eleição suplementar ao Senado que acontece em 15 de novembro. Mais cedo, por volta das...

Prefeita cobra duplicação e ferrovia

rosana_curtinha   A prefeita de Sinop Rosana Martinelli aproveitou a visita do presidente Jair Bolsonaro na Capital do Nortão para cobrar uma solução para a duplicação da BR-163, sob concessão, e também pediu empenho na Ferrogrão e a implementação de porto seco na cidade. O...

Podemos se alia à esquerda em Barra

sandro saggin 400 curtinha   O direitista Podemos, comandado no Estado pelo deputado Medeiros, fechou coligação com partidos de extrema esquerda em Barra do Garças, como PC do B, PT e Pros. Sandro Saggin (foto), até então pré-candidato a prefeito pelo Pode, recuou e compôs com o grupo liderado pelo...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você está animado para votar nas eleições de novembro?

sim

não

nem sei!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.