Polícia

Quarta-Feira, 26 de Fevereiro de 2020, 17h:14 | Atualizado: 27/02/2020, 07h:10

Sargento da PM suspeito de executar empresário pode ir para Justiça comum

Divulgação

Empres�rio pioneiro em Lucas � morto

Empresário, um dos pioneiros de Lucas do Rio Verde, foi morto numa chácara localizada na região de Tapurah. PM suspeito estava de folga no ato do crime

O sargento da Políca Militar, suspeito do homicídio de um dos pioneiros de Lucas do Rio Verde (a 248 km de Cuiabá), o empresário Pedro Pegorini, no fim da tarde de ontem (25), em uma chácara localizada na região de Tapurah (a 414 km da Capital), se apresentou na delegacia e está à disposição da Justiça. Conforme a PM, o militar cometeu o crime durante a folga.

A Polícia Civil investiga se uma discussão entre a vítima e o suspeito teria motivado o homicídio. Outros três amigos de Pedro estariam na chacará no momento dos disparos. O caseiro da propriedade foi quem acionou os policiais. Na ligação, ele teria afirmado que o patrão discutiu com "um amigo". 

De acordo com a Polícia Militar, o sargento deve responder por homicídio na Justiça comum e, paralelamento, a outro procedimento na esfera militar. O 13º Batalhão da PM de Lucas do Rio Verde, ao qual a unidade de Tapura está vinculada administrativamente e operacionalmente, adotou medidas legais relacionadas ao crime. 

Apoio das unidades das políciais técnica e civil, diligências com o objetivo de prender o militar e documentação necessária para embasar o procedimento investigatório pela Corregedoria da PM foram algumas das ações realizadas até o momento. A PM também ressaltou que a preservação da cena do crime foi realizada. 

Uma médica constatou a morte ainda no local após os policiais encontrarem o corpo de Pedro. O caseiro ainda informou que o sargento e o empresário estava bebendo juntos durante a tarde. O militar teria fugido da chacará após os disparos. 

O corpo foi encaminhado o Instituto Médico Legal (IML), onde deve passar por exame de necropsia. Pedro foi o fundador da funerária Nossa Senhora de Fátima, a primeira de Lucas do Rio Verde. 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Senadora, ataques e defesa de Galvan

selma arruda 400 curtinha   Selma Arruda, senadora cassada por crimes eleitorais, um deles caixa 2, escreveu artigo entitulado "MP x Aprosoja. Afinal, quem tem razão", especialmente para defender o aliado político Antonio Galvan, presidente da Aprosoja. Ao concordar com plantio de soja dentro de período proibido pela...

Deputado, carona e ainda se gabando

paulo araujo 400 curtinha   Considerado de baixo clero na Assembleia, o deputado Paulo Araújo (foto) agiu de carona e num oportunismo condenável acerca do decreto do governador Mauro Mendes da última quinta, quando resolveu relaxar as medidas restritivas em meio à pandemia do coronavírus e liberou o funcionamento...

Políticos querem suspender eleição

Cresce o movimento entre políticos para adiar as eleições municipais de outubro. O argumento utilizado é o impacto que o coronavírus terá na economia, saúde e vida das pessoas. Isso porque, neste ano, uma vacina não deve ficar disponível ao mercado e os prejuízos causados pela Covid-19 ainda estão só começando. Entre os políticos de MT que defendem adiar o pleito para 2022, quando a...

Ex-vereador, demagogia e contradição

everton pop 400   O ex-vereador por Cuiabá e apresentador de um programa popular de TV que leva o seu nome, Everton Pop (foto), gravou um vídeo em que critica o fato da Mesa Diretora da Câmara da Capital pagar os servidores todo dia 20, antecipando o salário em 10 dias do fechamento do mês. Pop só não...

Jayme é contra decreto do governador

jayme campos 400 curtinha   O senador Jayme Campos (foto), que já foi governador e prefeito, engrossa a lista dos que defendem isolamento social mais rigoroso neste momento. A postura vai na contramão do correligionário Mauro Mendes. O governador editou decreto que prevê a abertura de shoppings e comércio, desde...

EP e 2 medidas junto à Águas Cuiabá

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) impôs duas medidas à concessionária Águas de Cuiabá. A empresa está proibida de cortar a água de inadimplentes e não terá direito a um aumento de 6%, aprovado pela Arsec. As medidas, segundo o prefeito, são...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.