Polícia

Quarta-Feira, 02 de Dezembro de 2020, 10h:10 | Atualizado: 02/12/2020, 16h:22

AGRESSÃO E HOMOFOBIA

Transexual que levou 5 garrafadas diz que homem se irritou com fora - confira vídeo

TRANSEXUAL AGREDIDA

Cabeleireira transexual de 26 anos, agredida por um homem, de 59, com socos e garrafadas na cabeça, em um posto de combustível de Cuiabá, dia 26 deste mês, afirma que o agressor levou um fora minutos antes de reagir com extrema violência. Ela registrou BO na Polícia Militar por lesão corporal e homofobia. Imagens captadas por câmera do estabelecimento mostram momento exato da agressão. Veja vídeo abaixo.

A vítima conta que, ao chegar à conveniência, no bairro Jardim Itália, naquela madrugada, para comprar uma coca-cola, foi assédiada pelo acusado, assim como uma funcionária da casa, que trabalhava no caixa. "Foi horrível para mim. Passei para comprar uma coca, estava vindo da casa da mãe e comecei a conversar com a funcionarária, que é gente boa, e nisso esse senhor começou a passar mão na gente. Eu disse: com licença, me respeita, tira mão de mim. Daí ele voltou, veio para o meu lado de novo. Passou a mão na minha b...Depois pegou na cintura da minha amiga e ela também pediu: tira mão, estou trabalhando", relata ao , dando detalhes do que aconteceu minutos antes da agressão física.

Relata ainda que o suspeito, identificado pelas iniciais J.L.A.C., fez perguntas indiscretas, questionando se ela tem p...(órgão sexual masculino), e a xingou de "veado". Estava com outro homem, que também é acusado de ter feito insinuações sexuais, dançar na frente da "trans", mas em seguida deixou de importuná-la e foi embora.

Prejuízo maior foi a vergonha que passei, porque sou uma pessoa que não se envolve em brigas

Após essa situação, a vítima narra que assentou em uma mesa, do lado de fora da conveniência, e já estava tranquila, quando o agressor se aproximou, rapidamente, partindo para cima dela, extremamente irado. "Veio do nada, pegou a garrafa e me deu cinco garrafadas na cabeça, me puxou pelo cabelo, me derrubou no chão, me dando socos, tive que passar a unha na cara dele. As pessoas tentavam tirar ele de cima de mim. Solta meu cabelo, solta meu cabelo, gritava e ele não soltava. Saí no prejuízo, me machuquei, machucou bastante minha cabeça, sorte que a garrafa não quebrou, tirou meu aplique, quebrou meu celular, caí no chão, quebrou meu relógio, tive um corte no braço, tive bastante prejuízo e o prejuízo maior foi a vergonha que passei, porque sou uma pessoa que não se envolve em brigas, todos me conhecem ali no posto, que fica ao lado da minha casa e onde sempre frequento, sabem quem sou, estou mal com tudo isso, estou com a cabeça dolorida, machuquei meu bumbum quando caí, não estou nada bem".

A "trans" afirma que o agressor tinha consumido bebida alcoólica, mas não suficiente para perder a consciência. E tentou fugir, quando a PM passou por perto e ela fez sinal, pedindo socorro. Mas acabou sendo detido e levado à Central de Flagrantes.

Destaca que tem o vídeo completo de toda a abordagem e já foi solicitado por autoriade policial e judicial. Tais cenas confirmam, segundo ela, o assédio insistente, isso para deixar claro que não quis criar confusão, que leva vida discreta e, antes de ser recriminada, é somente vítima. "Estou bem triste com tudo isso, espero superar".

A transição

Ela conta que aos 16 anos começou a fazer a transição para mulher. Nunca havia sido agredida antes, por homofobia. É do Paraná e veio, ainda criança, com os pais, que se mudaram para Cuiabá, a serviço. Hoje em dia, mora com um amigo. Para sobreviver, trabalha em salão. Afirma que se sente totalmente mulher, desde que nasceu, mas ainda não fez cirurgia de ressignificação sexual. Acredita que a maioria dos agressores homofóbicos sejam "gays enrustidos", mal resolvidos com a própria sexualidade, que levam vida normal, na hipocrisia. "Mas revelam a verdade, quando estão bêbados".

Veja vídeo

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Para presidente, BRT é ultrapassado

juca 400 curtinha   Numa sintonia política com o prefeito Emanuel, o novo presidente da Câmara de Cuiabá, vereador Juca do Guaraná (foto), disse ser contra a decisão do governo estadual de "enterrar" o projeto do VLT, cujas obras estão paralisadas desde 2014, para implantar o modal BRT na Região...

Prefeito vai homenagear 2 ex-aliados

ze do patio 400 curtinha   O ex-vereador, ex-deputado estadual e hoje prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio (foto), que está no terceiro mandato, vai homenagear dois aliados que faleceram recentemente, sendo eles o ex-vereador de três mandatos Juary Miranda, que foi líder do Executivo na Câmara...

Maluf deve consultar STF sobre Teis

guilherme maluf 400 curtinha   Assim que retornar de férias, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Guilherme Maluf (foto), dará prosseguimento à análise do pedido de aposentadoria de Waldir Teis, que está afastado do Pleno há três anos e cinco meses, assim como outros três conselheiros...

Novo líder de Pátio na Câmara de ROO

reginaldo santos 400 curtinha   Reginaldo dos Santos (foto), que assume vaga na Câmara de Rondonópolis pela quarta vez, é o novo líder do prefeito Zé do Pátio, com a missão de fazer o trabalho de articulação e defesa do Executivo junto aos colegas do Legislativo. Na legislatura passada,...

Agro sugere Daniella de volta no Indea

daniella bueno 400 indea   Representantes do setor produtivo e um grupo de servidores sugeriram ao governador Mauro o nome da médica-veterinária e servidora de carreira Daniella Bueno (foto) para reassumir a presidência do Indea-MT. Aproveitaram a vulnerabilidade no cargo do presidente Marcos Catão Dornelas, denunciado...

Aumento para vereador só em 2022

Alguns vereadores em Cuiabá, tanto novatos quanto aqueles reeleitos, ficaram surpresos quando informados pela Mesa Diretora de que o aumento salarial de R$ 15,1 mil para R$ 18,9 mil, aprovado agora no final de dezembro, só começa a valer a partir de janeiro de 2022. Não entra em vigor de imediato, mesmo se tratando de nova legislatura, por causa da pandemia, que levou o governo federal a estabelecer, em lei, veto a qualquer tipo de reajuste para servidores até...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.