CHAPADA - DESAFIOS

Sexta-Feira, 31 de Janeiro de 2014, 00h:15 | Atualizado: 31/01/2014, 01h:15

Chapada precisa de amor

maria rita

Maria Rita

Chapada dos Guimarães chegou a ser considerado o maior município do mundo em extensão de terras. Esta glória durou até 1979, quando seu território deu origem a várias outras cidades. Nos anos 80, o Festival de Inverno trouxe à cidade grandes artistas e intelectuais que ajudaram a criar a áurea mística entorno de Chapada. As cachoeiras, mirantes  e matas atraíram milhares de pessoas. A classe política em peso, capitaneada pelo então governador Dante, frequentava os restaurantes, pousadas e demais serviços da cidade. A economia ia bem. Alguns anos se passaram e tudo entrou em declínio.

O Parque Nacional foi criado e regulamentou a visitação dos atrativos. Sem grande poder de negociação ainda não conseguiu realizar metade das desapropriações da área que compreende o parque. Sem estrutura, não conseguiu dar segurança a vários pontos turísticos e optou por fechá-los. Os novos donos do poder não gostam tanto de Chapada e pararam de vir. O preço salgado dos estabelecimentos comerciais afastou os turistas nacionais. A insegurança em relação ao atrativos abertos afastou a operadoras internacionais. Desta forma o turismo de Chapada estagnou.

O turismo hoje não é a grande fonte de renda da cidade. O funcionalismo público e o salário dos aposentados mantêm muitas famílias. Falando em política, há muito tempo não se tem um prefeito com personalidade na cidade. Alguém que faça o chapadense ter orgulho de sua cidade. Além de não cumprirem o básico, os últimos gestores de Chapada não tiveram um pingo de ousadia. Agindo como meros síndicos, se propuseram a manter convênios e tentar pagar os funcionários.

O transporte intermunicipal está um caos. Acidentes, assaltos, atrasos e desrespeito com o cliente. Agora a última novidade: O pedágio na rodovia Emanuel Pinheiro. Segundo consta nos sites noticiosos, a empresa vencedora da licitação é a Morro da Mesa Concessionária. De propriedade do deputado estadual Nininho (PR). Ele é membro da Comissão de Infraestrutura da Assembleia Legislativa. Por isso, é um dos responsáveis por fiscalizar as rodovias com pedágio. A empresa dele é a mesma que administra o trecho a MT-130, entre Primavera do Leste e Rondonópolis. O Procon de Poxoréu já recebeu mais de 50 queixas pela estrada esburacada, sem acostamento e sem auxílio aos usuários. Esta é a empresa que vai administrar a estrada de Chapada. 

Por tudo o que elenquei acima e muito mais acredito que a cidade precise de amor. Em todas as instâncias. Presenciei uma discussão muito triste para a nova composição do Conselho de Turismo do município. Ali se mostrava cristalizado o grande problema da cidade. O olhar para o próprio umbigo. Ninguém cede ou abre mão de alguma coisa em prol do bem maior. Assim a briga é pelas migalhas, pelo resto. Não compactuo com isso. Só estará bom se for bom para todos. Para mudar a história de Chapada teremos que engolir os egos, os porquês e as faltas de afinidade pela união dos empresários. O verdadeiro concorrente não é o vizinho, é Bonito, Chapada Diamantina e lugares com a mesma proposta em outro Estado. Volto a repetir: as pessoas de bem devem se candidatar. A qualquer cargo. Quem não ajuda, está atrapalhando.

Maria Rita Ferreira Uemura é empresária, jornalista e mora em Chapada dos Guimarães, onde dirige a empresa de eventos de aventura ULTRAMACHO e é uma das colunistas semanais exclusivas do Blog do Romilson (www.ULTRAMACHO.com.br) - e-mail: ferreirauemura@gmail.com

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • edesio do carmo adorno | Sábado, 01 de Fevereiro de 2014, 07h57
    2
    0

    Este texto pela sua importância e abrangência deveria ser esfregado na cara de cada candidato que subir a serra este ano na caça ao voto dos incautos. E deveria também ser afixado em cada bar, restaurante, lanchonete e pousada da cidade. Políticos e empresários são os responsáveis únicos e exclusivos pelo declínio do turismo em Chapada dos Guimarães. Os políticos foram omissos, descompromissados e incompreensivelmente insensíveis aos problemas que passaram a integrar a vida do chapadense. Nos tempos áureos de Chapada, subir à serra era um gesto de glamour e de sofisticação. Grandes eventos culturais, a presença de artistas e intelectuais, o fervilhar de políticos e de gente endinheirada. Tudo ia bem e muito bem. Certo dia fui à Cachoeira dos Namorados e lá reclamei do preço salgado de uma galinha com arroz. O dono do restaurante, com a arrogância própria de quem despreza os não ricos, foi taxativo: "Os clientes que tem perfil para visitar nosso estabelecimento nunca reclamaram de nossos preços". Entendi o recado. Eu não tinha o perfil ideal para ser explorado. Fui embora e nuca mais voltei àquele lugar de beleza singular e de preços escorchantes. Hoje, lendo o artigo da jornalista Maria Rita, chego a óbvia conclusão que Chapada precisa ser revigorada, porém sem a volúpia ensandecida dos empresários do setor de turismo; sem a gana insaciável por grana dos mercenários do turismo. O turista doméstico não pode ser espoliado, extorquido. Caso não se mude esta tacanha mentalidade, Chapada ficará cada vez mais distante do turista de classe média. O nordeste brasileiro, por abusar e explorar despudoradamente do turista doméstico, esta perdendo enorme clientela para outros países, notadamente Argentina, Peru, Chile e outros, onde a roubalheira não é tão escancarada.

  • Pedro | Sexta-Feira, 31 de Janeiro de 2014, 23h57
    1
    0

    Chapada precisa é de novos atrativos, a mais de 20 anos são vendidos os mesmos passeios, hoje ainda tem menos que antes (Cachoeira Independencia e Véu de Noiva fechados). Não faltam atrações para serem mapeadas, na região da pedra grande e morro do cambambe, por exemplo, existem muitas cachoeiras perdidas em propriedades particulares, a Chapada tem que se transformar em um município turístico de verdade, tem que se espelhar em Alto Paraíso, São Jorge e Bonito, onde as fazendas exploram suas belezas e fortalecem o turismo.

  • julio | Sexta-Feira, 31 de Janeiro de 2014, 13h27
    1
    2

    CHAPADA Precisa é de uma Prefeita SIM PREFEITA,uma mulher para administrar e,na minha opinião essa Mulher é Jane Anffe,ex-vice prefeita,ex-secretaria de saúde por duas vezes e,a Melhor ex-secretaria de Saúde que Chapada já teve e,foi Prefeita por uns 15 dias e proporcionalmente fez mais que muitos ex-prefeitos,chapada esta assim pois lá tem essa estória de que o povo deve votar em gente de lá,eles esquecem que santo de casa não faz milagre,pelo menos lá não faz mesmo,O Prefeito tem que ter capacidade e sorte esse atual só tem sorte.

Temor e negociação com 3 partidos

wilson kero-kero 400 curtinha   Depois de ajudar na articulação para se filiar ao Podemos o colega vereador Dilemário Alencar, que estava "fritado" e sem espaço no Pros e procurou abrigo em outra legenda, Wilson Kero-Kero (foto) está agora com receio de migrar para o partido da senadora cassada Selma Arruda e do...

Agora no DEM e foco à saúde pública

gilberto figueiredo 400 curtinha   Gilberto Figueiredo (foto), vereador licenciado da Capital e secretário de Estado de Saúde, aproveitou a janela - data limite de filiação até sábado (4) para quem quiser ser candidato em outubro -, e ingressou no DEM. Agora, o partido do governador Mauro, até...

Ação de promotor e volta de restrições

Adalberto Ferreira   O promotor de Justiça Adalberto Ferreira garante que prefeito de Juscimeira Moisés dos Santos não havia editado nenhum decreto endurecendo as regras de restrições à pandemia do coronavírus antes do MPE propor ação na Justiça. Ao falar sobre nota publicada...

Oséas agora está nas mãos de Abílio

oseas machado 400 curtinha   Oséas Machado (foto) conseguiu derrubar Abílio Júnior, a quem denunciou por quebra de decoro parlamentar, e assumiu a cadeira deste na Câmara da Capital. Agora, o cassado se articula para dar o troco. O problema é que ambos estão no PSC. Oséas quer buscar a...

Decreto "anula" o MPE em Juscimeira

moises 400 juscimeira curtinha   Em Juscimeira, o promotor de Justiça Adalberto Ferreira recorreu à Justiça de forma desnecessária. Pleiteou e conseguiu uma liminar para suspender um decreto do prefeito Moisés dos Santos que, segundo a ação, havia reduzido as medidas de isolamento social, permitindo...

Kero-Kero quer levar Abílio para Pode

wilson kero kero 400 curtinha   Na contagam regressiva do prazo para o troca-troca partidário - vence em 3 de abril para quem pretende ser candidato em outubro deste ano -, o vereador Wilson Kero-Kero (foto), do PSL e um dos opositores à gestão Emanuel Pinheiro em Cuiabá, está fortalecendo o Podemos. E se...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.