CHAPADA - DESAFIOS

Sexta-Feira, 31 de Janeiro de 2014, 00h:15 | Atualizado: 31/01/2014, 01h:15

Chapada precisa de amor

maria rita

Maria Rita

Chapada dos Guimarães chegou a ser considerado o maior município do mundo em extensão de terras. Esta glória durou até 1979, quando seu território deu origem a várias outras cidades. Nos anos 80, o Festival de Inverno trouxe à cidade grandes artistas e intelectuais que ajudaram a criar a áurea mística entorno de Chapada. As cachoeiras, mirantes  e matas atraíram milhares de pessoas. A classe política em peso, capitaneada pelo então governador Dante, frequentava os restaurantes, pousadas e demais serviços da cidade. A economia ia bem. Alguns anos se passaram e tudo entrou em declínio.

O Parque Nacional foi criado e regulamentou a visitação dos atrativos. Sem grande poder de negociação ainda não conseguiu realizar metade das desapropriações da área que compreende o parque. Sem estrutura, não conseguiu dar segurança a vários pontos turísticos e optou por fechá-los. Os novos donos do poder não gostam tanto de Chapada e pararam de vir. O preço salgado dos estabelecimentos comerciais afastou os turistas nacionais. A insegurança em relação ao atrativos abertos afastou a operadoras internacionais. Desta forma o turismo de Chapada estagnou.

O turismo hoje não é a grande fonte de renda da cidade. O funcionalismo público e o salário dos aposentados mantêm muitas famílias. Falando em política, há muito tempo não se tem um prefeito com personalidade na cidade. Alguém que faça o chapadense ter orgulho de sua cidade. Além de não cumprirem o básico, os últimos gestores de Chapada não tiveram um pingo de ousadia. Agindo como meros síndicos, se propuseram a manter convênios e tentar pagar os funcionários.

O transporte intermunicipal está um caos. Acidentes, assaltos, atrasos e desrespeito com o cliente. Agora a última novidade: O pedágio na rodovia Emanuel Pinheiro. Segundo consta nos sites noticiosos, a empresa vencedora da licitação é a Morro da Mesa Concessionária. De propriedade do deputado estadual Nininho (PR). Ele é membro da Comissão de Infraestrutura da Assembleia Legislativa. Por isso, é um dos responsáveis por fiscalizar as rodovias com pedágio. A empresa dele é a mesma que administra o trecho a MT-130, entre Primavera do Leste e Rondonópolis. O Procon de Poxoréu já recebeu mais de 50 queixas pela estrada esburacada, sem acostamento e sem auxílio aos usuários. Esta é a empresa que vai administrar a estrada de Chapada. 

Por tudo o que elenquei acima e muito mais acredito que a cidade precise de amor. Em todas as instâncias. Presenciei uma discussão muito triste para a nova composição do Conselho de Turismo do município. Ali se mostrava cristalizado o grande problema da cidade. O olhar para o próprio umbigo. Ninguém cede ou abre mão de alguma coisa em prol do bem maior. Assim a briga é pelas migalhas, pelo resto. Não compactuo com isso. Só estará bom se for bom para todos. Para mudar a história de Chapada teremos que engolir os egos, os porquês e as faltas de afinidade pela união dos empresários. O verdadeiro concorrente não é o vizinho, é Bonito, Chapada Diamantina e lugares com a mesma proposta em outro Estado. Volto a repetir: as pessoas de bem devem se candidatar. A qualquer cargo. Quem não ajuda, está atrapalhando.

Maria Rita Ferreira Uemura é empresária, jornalista e mora em Chapada dos Guimarães, onde dirige a empresa de eventos de aventura ULTRAMACHO e é uma das colunistas semanais exclusivas do Blog do Romilson (www.ULTRAMACHO.com.br) - e-mail: ferreirauemura@gmail.com

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • edesio do carmo adorno | Sábado, 01 de Fevereiro de 2014, 07h57
    2
    0

    Este texto pela sua importância e abrangência deveria ser esfregado na cara de cada candidato que subir a serra este ano na caça ao voto dos incautos. E deveria também ser afixado em cada bar, restaurante, lanchonete e pousada da cidade. Políticos e empresários são os responsáveis únicos e exclusivos pelo declínio do turismo em Chapada dos Guimarães. Os políticos foram omissos, descompromissados e incompreensivelmente insensíveis aos problemas que passaram a integrar a vida do chapadense. Nos tempos áureos de Chapada, subir à serra era um gesto de glamour e de sofisticação. Grandes eventos culturais, a presença de artistas e intelectuais, o fervilhar de políticos e de gente endinheirada. Tudo ia bem e muito bem. Certo dia fui à Cachoeira dos Namorados e lá reclamei do preço salgado de uma galinha com arroz. O dono do restaurante, com a arrogância própria de quem despreza os não ricos, foi taxativo: "Os clientes que tem perfil para visitar nosso estabelecimento nunca reclamaram de nossos preços". Entendi o recado. Eu não tinha o perfil ideal para ser explorado. Fui embora e nuca mais voltei àquele lugar de beleza singular e de preços escorchantes. Hoje, lendo o artigo da jornalista Maria Rita, chego a óbvia conclusão que Chapada precisa ser revigorada, porém sem a volúpia ensandecida dos empresários do setor de turismo; sem a gana insaciável por grana dos mercenários do turismo. O turista doméstico não pode ser espoliado, extorquido. Caso não se mude esta tacanha mentalidade, Chapada ficará cada vez mais distante do turista de classe média. O nordeste brasileiro, por abusar e explorar despudoradamente do turista doméstico, esta perdendo enorme clientela para outros países, notadamente Argentina, Peru, Chile e outros, onde a roubalheira não é tão escancarada.

  • Pedro | Sexta-Feira, 31 de Janeiro de 2014, 23h57
    1
    0

    Chapada precisa é de novos atrativos, a mais de 20 anos são vendidos os mesmos passeios, hoje ainda tem menos que antes (Cachoeira Independencia e Véu de Noiva fechados). Não faltam atrações para serem mapeadas, na região da pedra grande e morro do cambambe, por exemplo, existem muitas cachoeiras perdidas em propriedades particulares, a Chapada tem que se transformar em um município turístico de verdade, tem que se espelhar em Alto Paraíso, São Jorge e Bonito, onde as fazendas exploram suas belezas e fortalecem o turismo.

  • julio | Sexta-Feira, 31 de Janeiro de 2014, 13h27
    1
    2

    CHAPADA Precisa é de uma Prefeita SIM PREFEITA,uma mulher para administrar e,na minha opinião essa Mulher é Jane Anffe,ex-vice prefeita,ex-secretaria de saúde por duas vezes e,a Melhor ex-secretaria de Saúde que Chapada já teve e,foi Prefeita por uns 15 dias e proporcionalmente fez mais que muitos ex-prefeitos,chapada esta assim pois lá tem essa estória de que o povo deve votar em gente de lá,eles esquecem que santo de casa não faz milagre,pelo menos lá não faz mesmo,O Prefeito tem que ter capacidade e sorte esse atual só tem sorte.

Câmara cassará 3º eleito em 11 anos

ricardo saad 400   O emblemático e inconsequente Abílio Júnior (PSC) caminha para entrar para os anais da Câmara de Cuiabá como o terceiro vereador a ter o mandato cassado nos últimos 11 anos. Parecer da Comissão de Ética, sob relatoria de Ricardo Saad (foto), é pela perda da cadeira...

Apto, ex-prefeito vai disputar Chapada

gilberto mello 400 curtinha   O ex-prefeito de Chapada dos Guimarães, Gilberto de Mello (foto), contesta registro no Curtinhas, citando que ele estaria inelegível por responder a alguns processos e ter amargado condenações pela Justiça - saiba mais aqui. Filiado ao PL e disposto a ir à...

PT-Cuiabá sugere disputa ao Senado

bob pt 400 curtinha   Em resolução do diretório de Cuiabá, aprovada nesta quinta após discussões ampliadas, o PT municipal, presidido por Bob Almeida (foto), decidiu recomendar à Executiva Estadual o projeto de candidatura própria ao Senado. O documento dispara críticas tanto ao Governo...

Prefeituras agora pagam 27% de TIP

neurilan fraga 400 curtinha   A reforma tributária do governo estadual, aprovada pelos deputados, incluiu 27% de taxa de iluminação pública. Antes eram isentos. Com a cobrança do tributo, a conta de energia das prefeituras vai às alturas. A fatura de Cuiabá vencida em 28 de dezembro, por exemplo, foi...

Vereadores, Tapurah, reajuste e férias

odair tapurah vereador curtinha 400   Em Tapurah, no Nortão, com menos de 15 mil habitantes, seus nove vereadores iniciam o 2020 com salário reajustado em 4,48%, seguindo a tabela do INPC. Mesmo ainda em férias, eles vão receber já na folha de janeiro R$ 5,8 mil cada. No caso do presidente Odair César Nunes...

Vereador, reunião e apoio a músicos

diego guimaraes curtinha 400   Músicos e representantes da Prefeitura de Cuiabá sentaram à mesa nesta quinta, na Câmara Municipal, para tentar resolver impasse sobre horário de funcionamento e volume do som nos estabelecimentos e também estudar ajustes na lei do Disk-Silêncio. O presidente da...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O governador Mauro Mendes acaba de encerrar o 1º dos quatro anos de mandato. Na sua opinião, como está indo a administração?

ótima

boa

regular

ruim

péssima

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.