CHAPADA - DESAFIOS

Sexta-Feira, 31 de Janeiro de 2014, 00h:06 | Atualizado: 31/01/2014, 01h:36

COMPARATIVO

Potencial melhora com gestão e foco

Pirenópolis é parecida com Chapada, mas cidade goiana sabe aproveitar melhor seus recursos


Enviada Especial a Chapada dos Guimarães

Iara Rezende/Rdnews

Guarita mirante

A guarita que deveria controlar acesso ao Mirante, um dos locais bastante visitados, se encontra abandonada e pichada

Sempre achei Chapada dos Guimarães uma cidade bonita. Mais por causa das suas belezas naturais do que pela estrutura da cidade em si. Me contentava com a praça cheia de árvores e a feirinha, alguns restaurantes na beirada de penhascos, cachoeiras para visitação e um clima agradável e bucólico. Depois que conheci a goiana Pirenópolis (a 150 km de Brasília), percebi como Chapada não utiliza todo o potencial que possui.

Pirenópolis e Chapada são muito parecidas. Perto de grandes centros e rodeadas por belezas naturais se tornaram pontos turísticos famosos. A diferença é que o município no interior de Goiás organiza melhor as suas festas, dá apoio aos comerciantes, revitalizou as fachadas de casarões antigos e explora bem e com sustentabilidade o que a natureza oferece.

Há muito mais restaurantes em Pirenópolis do que em Chapada e também mais hotéis e pousadas à disposição do turista. Há todo tipo de loja, não apenas de artesanato e souvenires, até mesmo de joias e de decoração, tudo lembrando o estilo da região. O centro, muito bem policiado, é repleto de comércio e em épocas de grandes eventos, como no Carnaval, algumas ruas são fechadas para que a população possa passear tranquilamente. Trilhas para cachoeiras e rios são bem delimitadas e várias possuem uma espécie de salva-vidas.

Já Chapada dos Guimarães parece não se importar muito em receber bem. O atendimento nos estabelecimentos não é dos melhores, os pontos de belezas naturais não oferecem nenhum tipo de apoio e a cidade não parece bem cuidada e limpa.

Pirenópolis não é perfeita, é claro. Em época de lotação máxima falta luz e água na cidade, por exemplo. Mas é um local com boa gestão e focada quase que exclusivamente no turismo. Chapada poderia se espelhar nela e ser ainda melhor, afinal, suas cachoeiras, seus mirantes e sua exuberância natural são muito mais bonitas do que as da cidade goiana.

Peregrinação em busca de informações

Em pesquisa e reportagem por Chapada dos Guimarães, a equipe do RDNews fez praticamente uma peregrinação pela cidade. Se nós que somos de Cuiabá e há anos passeamos pelo município vizinho em feriados e finais de semana nos sentimos por vezes perdidos e sem informações, ficamos imaginando qual a sensação que os turistas têm quando chegam a Chapada.

Por meio das placas nas ruas procuramos o Centro de Atendimento ao Turista. Não o encontramos. Pedindo informações para pedestres, acabamos chegando à prefeitura no período da manhã. Como o atendimento ao público começa apenas ao meio-dia, fomos informados que não poderíamos conversar com ninguém. Depois de algum tempo, já às 13 horas, voltamos à prefeitura. O prefeito José Neves (PSDB) ainda não tinha aparecido para trabalhar. E ninguém sabia informar que horas ele chegaria, assim como a secretária interina de Turismo Elaine Caso.

Iara Rezende/Rdnews

centro de atendimento ao turista

O Centro de Atendimento ao Turista se resume a um salão com fotos, computadores desligados, sofás e uma atendente e nada de material de apoio ao visitante

Depois da primeira tentativa à prefeitura, a equipe telefonou para um conhecido na cidade e só assim descobriu onde era o Centro de Atendimento ao Turista. Não havia muito o que ver no local. Apenas um grande salão com fotos do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, alguns computadores aparentemente desligados, sofás e uma atendente. Não havia panfletos, folders, mapas ou qualquer apoio maior ao turista. Nada escrito em outra língua para ajudar estrangeiros. Nos disseram que na Sala de Memória encontraríamos muitas informações sobre o município. E lá fomos nós outra vez.

Iara Rezende e Marcela Machado

A repórter Marcela Machado (à dir.) e a repórter-fotográfica Iara Rezende, em peregrinação por Chapada, encontram muitos obstáculos para obter informações

Custamos a encontrar o local. Tivemos que pedir direcionamento para pedestres. Apesar de ser logo na entrada de Chapada, passamos direto por ele várias vezes por falta de sinalização. E de novo não encontramos muito o que ver. A Sala de Memória consiste em um casarão antigo com alguns quadros, objetos antigos e onde bordadeiras se encontram todas as terças-feiras para confeccionar peças.

Onde mais conseguimos informações e dados foi conversando com agências de turismo na região. A prefeitura e os pontos que deveriam auxiliar visitantes não foram muito úteis. Rosan Chaves Silva Junior, proprietário da empresa Chapada Off Road, comentou que as agências acabam virando ponto de referência quando alguém precisa de orientação, pois conseguem melhor atender turistas.

Após não ter conseguido encontrar o prefeito e a secretária interina de Turismo pela segunda vez, antes de voltar para Cuiabá a equipe foi ao Mirante do Centro Geodésico, à Salgadeira e ao Portão do Inferno para saber em qual estado se encontrava cada um desses pontos turísticos. Apesar de o complexo da Salgadeira estar começando a passar pelo processo de revitalização, a sensação de espaço mal cuidado era evidente nos três locais.

Iara Rezende/Rdnews

Mirante chapada

Chapada poderia se espelhar na organização de Pirenópolis, pois possui cachoeiras, mirantes e exuberância natural muito mais bonitas do que as da cidade goiana

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Evitando nova polêmica com prefeito

mauro mendes curtinha 400   Mauro Mendes (foto) dá sinais de que pretende colocar um fim ao clima de conflito com Emanuel Pinheiro. Ao menos por enquanto. Uma semana depois de disparar críticas duras ao prefeito da Capital, levando ambos a trocar farpas e acusações, o governador foi perguntado, em dois momentos na...

Janaina, perda de um bebê e repouso

janaina riva curtinha   A vice-presidente da Assembleia Janaina Riva (foto), do MDB, que está em licença médica desde o ano passado, usou as redes sociais nesta terça (28) para comunicar luto familiar. Grávida de gêmeos, a parlamentar lamentou que um deles perdeu os batimentos cardíacos e disse que...

Jayme afirma ter 4 opções para VG

jayme campos 400 curtinha   Em meio ao debate otimista sobre pré-candidaturas do DEM nas cidades pólos, em reunião nesta segunda, no Palácio Paiaguás, Jayme Campos (foto) comentou que, em Várzea Grande, onde sua esposa Lucimar está concluindo o segundo mandato, há quatro nomes sob...

DEM agora tem 5 querendo prefeitura

fabio garcia 400 curtinha   Com o peso de quem comanda hoje em Mato Grosso os dois Poderes políticos, o Executivo e o Legislativo, com Mauro e Botelho, respectivamente, o DEM aposta na conquista não só da Prefeitura da Capital, mas também das outras nove maiores. Dirigentes do partido fizeram espécie de...

Presidente ora por harmonia no TCE

maluf 400 curtinha   Num Tribunal de Contas sob tensão, nada mais aconselhável do que um culto ecumênico para servidores e conselheiros, com participação de padre e pastor, em defesa da harmonia, união e amor no ambiente de trabalho. A ideia partiu do novo presidente Guilherme Maluf (foto), que reuniu...

PDT quer França, mas não pra suplente

allan kardec 400   Embora o deputado e secretário de Cultura do Estado, Allan Kardec (foto), presidente regional do PDT, tenha flertado com Roberto França, tentando atraí-lo para o partido e com expectativa de candidatura, não há nenhum convite para este ser um dos suplentes ao Senado na chapa de Pivetta. A ideia...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Sobre a senadora Selma Arruda, que teve mandato cassado por caixa 2 e abuso de poder econômico, você acha que ela foi...

ingênua

corrupta

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.