População quintuplicou em 40 anos; número de indústrias cresceu 490%


Reportagem Especial

José Medeiros

Cuiabá-rio

A população cresceu 5 vezes dos últimos anos e hoje a economia é mais forte

A Cuiabá que completa hoje (8) 295 anos é bem diferente que existia há 40 anos. O último censo realizado pelo IBGE, em 2010, mostra que a população cuiabana ficou cinco vezes maior do que era em 1970. Naquele ano, o total era de 100.860 pessoas e, de acordo com os últimos dados aferidos, atualmente Cuiabá tem 551.098 (446,39%), grande parte vinda de outros Estados. Elas estão alocadas, predominantemente, na área urbana e são, em sua maioria, mulheres, conforme o Instituto.

Em 10 anos, se comparadas as coleta de informações de 2000 com a de 2010, o total de habitantes da Capital aumentou 67 mil pessoas. Ocupando uma área de 3.495,424 km², os homens são pouco mais de 269 mil, enquanto as mulheres quase ultrapassam a marca de 281 mil, ou seja, 4,5% a mais que os homens. Do total de 551 mil habitantes, 479.720 são alfabetizados. No ano de 2000, 6.814 pessoas viviam na zona rural e, em 2010, esta parcela da população já somatizava 10.284.

numeros_cuiaba

 IBGE revela que existem mais mulheres na Capital de MT

Os seguidores da religião católica são mais da metade da população: 323.410. Os evangélicos ocupam a segunda posição na lista, com 145.292 pessoas. Já aqueles que seguem da doutrina espírita são 17.480. O Índice de Desenvolvimento Urbano (IDH), que considera indicadores de longevidade (saúde), renda e educação e que foi verificado no último ano que em que o censo foi realizado, era de 0,785 e coloca Cuiabá na 11ª posição no ranking das 27 capitais brasileiras.

Segundo a última pesquisa sobre o Produto Interno Bruto dos Municípios do IBGE, feita em 2011, a Capital representou 17,4%, isto é, R$ 12,4 bilhões do PIB total do Estado. A soma das riquezas produzidas em Mato Grosso foi de R$ 71,4 bilhões naquele ano. Assim, esse valor per capita é de de 22,3 mil.

Economia 

A economia cuiabana, de acordo com levantamentos feitos pela Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (FIEMT), Ministério do Trabalho e Emprego e Registro Anual de Informação Social (RAIS), deu um salto significativo entre os anos de 1985 e 2012. Uma das principais fontes de recursos, as indústrias, na década de 80, eram apenas 419. Quase 30 anos depois, o total já alcança a marca de 2.487, num crescimento de (493%). Somente na área da construção civil, em 2012, eram 1.327 indústrias. Elas empregavam 21.124 trabalhadores. Outras que despontam são as metalúrgicas, de madeira e mobiliário, papel e gráfica e de alimentos e bebidas.

Se forem somados os demais setores que movimentam a economia municipal, entre eles, o comércio varejista e atacadista, as instituições financeiras, médico, odontológico e veterinário, expressividade é ainda maior. Em 1985, o número total era de 3.005 empresas e indústrias. Já em 2012, foram contabilizadas mais de 15.500, num aumento de 418%. Somente em 2012, estavam empregadas (conforme a tabela), 242.460 pessoas.

O secretário municipal de Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Elias Alves de Andrade, aponta os incentivos fiscais de isenção como um dos responsáveis pelo aumento gradativo no número de empresas nos últimos anos. “Trabalhamos com o Programa Pró-Cuiabá, que dá incentivos fiscais de isenção por 10 anos e até 70% do ISSQN, além de taxas e emolumentos (obrigações) para empresas que queiram se instalar com Cuiabá. É bom esclarecer que as beneficiadas por esses incentivos têm obrigações a cumprir, como introduzir novas tecnologias no exercício de suas funções e disponibilizar vagas de emprego”, explica.

Andrade ainda sustenta que a Copa do Mundo fez com que grandes empresas voltassem os olhos para a Capital. “Tem havido um forte crescimento da demanda de instalação de empresas de todos os segmentos. Mais recentemente, vieram a Votorantin, a Havan e o Açaí, por exemplo”, ressalta.

Acerto pra Pivetta se filiar ao Podemos

alvaro dias curtinha   Mais uma demonstração de que o senador Álvaro Dias (foto), líder do Podemos no Congresso, está ignorando a pré-candidatura ao Senado do seu próprio colega de partido, deputado José Medeiros. Álvaro já acertou com Pivetta apoio na disputa à...

Critério para definir candidatura em VG

fabio tardin 400 curtinha   O presidente da Câmara de Várzea Grande e filiado ao DEM, Fabinho Tardin (foto), sonha com a cadeira de prefeito, mas não tem apoio dos Campos para concorrer à sucessão municipal. Como Lucimar Campos não pode buscar o terceiro mandato seguidamente, o grupo liderado pelo senador...

Prefeito de Lacerda, projeto e derrota

alcino curtinha 400 pontes e lacerda   O prefeito de Pontes e Lacerda, Alcino Pereira Barcelos (foto), resolveu dar de ombro para a Câmara Municipal sobre um projeto de grande alcance social e perdeu feio na queda-de-braço. Contrariando a vontade do prefeito, os vereadores aprovaram a proposta, apresentada pelos colegas Pedro Vieira e...

MPE antes e depois de Maluf no TCE

jose antonio borges 400 curtinha   Antes, membros do MPE fizeram esforço para impedir a nomeação de Guilherme Maluf como conselheiro do TCE, sob argumento de que não detinha notório saber jurídico, contábil, econômico e financeiro e ainda carrega vários processos judiciais nos ombros....

Fatura por média e multa à Energisa

thiago 400 ager curtinha   Após fiscalização no 2º semestre do ano passado, a Ager-MT multou em R$ 14,4 milhões a Energisa. Descobriu-se irregularidades na área comercial da concessionária de energia. Thiago Bernardes (foto), coordenador Regulador de Energia da Agência, explica que, no trabalho...

PS-VG e revolta por falta de médicos

marcondes curtinha 400   Principal calcanhar de Aquiles do 2º maior município do Estado, que registra hoje cerca de 200 mil habitantes, o Pronto Socorro de Várzea Grande não está recebendo pacientes ortopédicos e nem ginecológicos em sua porta de entrada. É que a unidade não tem...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Sobre a senadora Selma Arruda, que teve mandato cassado por caixa 2 e abuso de poder econômico, você acha que ela foi...

ingênua

corrupta

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.