O GUARDIÃO DOS ANCESTRAIS

Domingo, 23 de Junho de 2019, 07h:51 | Atualizado: 23/06/2019, 17h:20

Ritual

Quilombo faz vassouras com "axé" para lavar escadaria da São Benedito - entenda


Enviados especiais à comunidade Mata Cavalo

Mantenedor de tradições seculares vividas dentro do quilombo Mato Cavalo, Nezinho fabrica artesanalmente vassouras feitas com a palha de Ariri, uma espécie de palmeira. Neste ano, a Comissão da Lavagem das Escadarias de São Benedito irá utilizar 27 vassouras confeccionadas pelo pai de santo para lavar a escadaria da igreja construída por escravizados e dedicada ao santo negro.

José Medeiros

Na Umbanda, São Benedito ganhou importância por representar os pretos velhos

São Benedito, que aparece ao lado de N. Senhora Aparecida, ganhou importância na Umbanda por representar os pretos velhos. Vassoura lavará escadaria

Nezinho explica que a vassoura tem o diferencial por possuir o que chama de “axé” que, na visão do religioso, trata-se de uma energia que vem da natureza e conecta o instrumento às divindades cultuadas pela Umbanda.

Isso é dos ancestrais, vem da antiguidade e espanta os males, as energias negativas contra a casa e contra as pessoas. É uma vassoura de defesa e proteção

Maria José

A mãe de santo, Maria José, que preside a Comissão, explica que a vassoura de Ariri pode ser usada para fazer limpeza de casa, quintal ou uma limpeza espiritual atribuída de “sacodimento”, que consiste em bater o instrumento nos cantos da casa na primeira sexta de cada mês com forma de espantar as energias negativas. A religiosa também ensina que é possível preparar um banho com três galhos da vassoura, que devem ser cozidos em água e serve para retirar as perturbações de espíritos negativos.

“Isso é dos ancestrais, vem da antiguidade e espanta os males, as energias negativas contra a casa e contra as pessoas. É uma vassoura de defesa e proteção. Como é utilizada todos os dias, possui uma energia e todos os dias se retira o mal. Essa é a vassoura que queremos levar para a lavagem das escadarias porque é a verdadeira vassoura”.

Sábado (29) será realizada a 3ª edição da Lavagem das Escadarias da Igreja de São Benedito e Nossa Senhora do Rosário, em Cuiabá. Neste ano, o tema será Fraternidade, Caminho de Luz, Axé! Ao todo, 27 mães de santo vão carregar as chamadas quartinhas, que são vasos sagrados que levarão água preparada com rosas e essência de laranjeira, o que garantirá mais axé para a lavagem. Outras 27 pessoas manusearão as vassouras.

José Medeiros

Fumando o seu tradicional cachimbo, Nezinho fabrica uma das vassouras que será utilizada na lavagem das escadarias da São Benedito

Fumando o seu tradicional cachimbo, Nezinho, ao lado de Maria José, fabrica uma das vassouras que será usada na lavagem das escadarias da São Benedito

“Enquanto estão tirando a festa da igreja de São Benedito, nós estamos trazendo a ancestralidade de volta para a lavagem da escadaria”, avalia mãe Maria, para quem a lavagem tem o simbolismo de lutar para combater os preconceitos contra negros, povos de terreiros e LGBT+.

Estamos pedindo paz e fraternidade, que consiste em dar as mãos uns aos outros

Maria José

“A lavagem é para tirar a intolerância. O preconceito começa dentro das famílias. Falta união. Na Umbanda, Deus é de todos. Estamos pedindo paz e fraternidade, que consiste em dar as mãos uns aos outros”, complementa.

Festa de São Benedito

São Benedito é um santo católico que viveu na Itália nos anos de 1500. Filho de pais nascidos na Etiópia, na África, que viveram como escravos, Benedito teve o benefício de não ser escravizado, e viveu como eremita, uma modalidade de vida religiosa marcada pela pobreza e austeridade, até que entrou no convento dos freis capuchinhos, tornando-se um religioso exemplar. Após sua morte foi canonizado ganhando o título de Santo, e sua devoção chegou ao Brasil junto com os imigrantes católicos.

José Medeiros

Imagem de São Benedito, santo popular na Baixada Cuiabana

José Medeiros

Pai de santo Nezinho, ao fundo aparecem imagens de Nossa Senhora Aparecida e São Benedito

Na casa de Pai Nezinho, São Benedito está em todo canto. A devoção começou com o avô, Marcelino, que foi escravo alforriado e fundador do quilombo 

No período da escravidão, Benedito foi um dos santos católicos que foram sincretizados com as deidades africanas. Os negros, para praticar o culto aos Orixás, Nkisses de Voduns, sem que fossem perseguidos pelos senhores brancos católicos, passaram a atribuir suas deidades aos santos. Benedito foi sincretizado em alguns lugares com Ossaim, que para os Yorubas é o Deus das ervas sagradas.

Na Umbanda, São Benedito também ganhou importância, por ser negro e por representar os pretos velhos, que são os espíritos dos escravizados que após a morte passaram a trabalhar no plano espiritual e no plano material por meio da incorporação em médiuns, administrando curas, bençãos e conselhos espirituais.

José Medeiros

Mãe de santo Maria José ao lado de pai Nezinho. Ela destaca retorno da ancestralidade na lavagem da escadaria da Igreja de São Benedito

Mãe de santo Maria José ao lado de pai Nezinho. Ela destaca o retorno da ancestralidade na lavagem da escadaria da Igreja de São Benedito, em Cuiabá

Em Cuiabá, a Festa de São Benedito é realizada desde o século 18, e se tornou a maior festa religiosa popular da cidade. No quilombo Mata Cavalo, Nezinho também realiza sua tradicional festa dedicada ao santo negro. Iniciada pelo seu bisavô Marcelino Paes de Barros, o pai de santo não sabe informar quando começou a tradição em sua casa, mas sob sua responsabilidade já é realizada há 50 anos.

José Medeiros

Arroz plantado no Quilombo

José Medeiros

Imponente, Nezinho colhe, bate e debulha, de forma artesanal, o arroz oferecido na festa

José Medeiros

Durante a festa são preparados cerca de 100kg de arroz

Há 2 roças de arroz. Alimento colhido por Nezinho e seus seguidores é preparado para festejos de São Benedito. Cerca de 100 kg são preparados para festa

Eu fiquei tão triste que quase não realizei minha festa

Pai Nezinho

No sítio, Nezinho mantém duas roças para o plantio de arroz. A primeira é dedicada exclusivamente à produção do arroz que é servido na festa de São Benedito, em julho. Cerca de 100 kg de arroz são preparados no principal dia do festejo. Em outra roça, o pai de santo produz seu sustento e planta arroz, cana-de-açúcar, milho, mandioca e banana. 

Neste ano, a organização da festa em Cuiabá decidiu fazer os festejos no Centro de Eventos do Pantanal. E a decisão tem intrigado a comunidade quilombola. Nezinho relata que é uma “tristeza” a festa na Capital não ser mais na igreja dedicada ao santo.

“Para nós é a festa principal. Eu fiquei tão triste que quase não realizei minha festa”. O quilombola defende que o verdadeiro sentido do festejo, além de homenagear o santo, é alimentar o povo, já que Benedito foi cozinheiro no convento.

Reprodução

Lavagem das escadarias da Igreja do Ros�rio e S�o Benedito

Lavagem das escadarias da Igreja São Benedito acontecerá pela terceira vez. Neste ano, serão usadas vassouras produzidas por descendentes de escravos

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Fabiana | Domingo, 23 de Junho de 2019, 17h21
    1
    3

    Só o Senhor é Deus .....

Pátio, adversários fracos e reeleição

ze do patio 400 curtinha   O prefeito de Rondonópolis Zé do Pátio (foto), por mais populista, demagogo e com uma gestão avaliada pela maioria como desastrosa, caminha a passos largos para conquista de mais um mandato. Tende a vencer pela lógica do menos pior. Seus virtuais adversários são...

Pode recebe 2 já derrotados em BG

sandro saggin curtinha 400   O Podemos conseguiu juntar em Barra do Garças o grupo de dois já derrotados à prefeitura, Daltinho, que também foi deputado e em 2018 teve votação pífia na tentativa de reeleição, e Sandro Saggin (foto), um "eterno" candidato. Entregue ao ostracismo,...

Câmara de Barra devolve R$ 100 mil

joao rodrigues 400 presidente c�mara barra do gar�as   A Câmara Municipal de Barra do Garças devolveu à prefeitura R$ 100 mil para serem investidos em medidas de combate ao novo coronavírus. O presidente do Legislativo, vereador João Rodrigues de Souza, o doutor...

Auditor assume Secretaria de Controle

demilson nogueira 400   O auditor Newton Gomes Evangelista, servidor de carreira, é o novo secretário de Controle Interno da Assembleia. Ele já respondeu também pela Auditoria-Geral da Casa. Newton assumiu a Controladoria Interna no lugar do ex-prefeito de Ponte Branca, Demilson Nogueira (foto), que deixou o posto...

Cuiabá é a unica com tudo fechado

emanuel pinheiro curtinha   A pressão sobre o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) fica agora mais forte para flexibilizar logo o decreto restrito por causa do coronavírus. Ele é o único dos gestores das maiores cidades mato-grossenses que ainda mantém decisão de fechar praticamente tudo na Capital, com...

Deputado põe aliado no lugar do irmão

ronaldo taveira 400 curtinha   Coube ao próprio deputado Wilson Santos indicar um nome para o lugar do irmão Elias Santos, que na última sexta (3) deixou a secretaria de Gestão de Pessoas da Assembleia para concorrer a vereador em Cuiabá. E o ex-prefeito emplacou no cargo que rende R$ 19,9 mil mensais o velho...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.