SINOP - AVANÇOS E PROBLEMAS

Sexta-Feira, 14 de Fevereiro de 2014, 00h:04 | Atualizado: 21/02/2014, 08h:08

Prédio-símbolo da história de Sinop está abandonado; entidades brigam

Prédio feito por colonos para receber o então presidente João Figueiredo hoje está esquecido

Em 1948, Ênio Pipino e João Pedro Moreira de Carvalho fundaram a Sociedade Imobiliária Noroeste do Paraná - Sinop - , hoje a quarta maior cidade do Estado, conhecida como a Capital do Nortão. Mas só em 1974, durante um almoço de inauguração da cidade, que o terreno localizado no cruzamento da avenida dos Jacarandás com avenida das Figueiras começou a fazer parte da história do município. No mesmo local, 10 anos depois, foi construído um dos principais símbolos da cidade: "O Colonial". Prédio de estrutura arquitetônica, feito por colonos para receber o então presidente do Brasil João Figueiredo, que pisou os pés na região para inauguração do trecho da BR-163.

Thayane Paes

colonial sinop

O Colonial, referência histórica da fundação de Sinop e que era o principal ponto de festas e comemorações, está demolido, abandonado e motiva brigas jurídicas

Desde então, O Colonial era o principal ponto de festas e comoramorações de Sinop. Por ali passaram governadores, ministros e misses. Tamanha sua importância que em 2007 o prédio foi tombado Patrimônio Histórico do município. Mas o cenário do local mudou com passar dos anos e o prédio ficou abandonado. Diante da falta de conservação, o Ministério Público intaurou um inquérito em 2010 para tentar responsabilizar os proprietários pelo abandono do patrimônio e a Prefeitura Municipal pela falta de fiscalização. A Colonizadora Sinop, empresa responsável pelo local, alegou, na época, que o prédio corria risco de desabar, mas um laudo feito a pedido do MP pelo Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura desmentiu essa versão, confirmando que O Colonial era passível de restauração.

Com isso, o MP propôs, no ano passado, uma ação contra os donos e a Prefeitura, cobrando a imediata restauração do prédio. A liminar foi negada. O juiz alegou que havia uma briga judicial pela posse do imóvel entre a Colonizadora Sinop e a empresa Vitale. Em novembro, parte da estrutura do prédio desabou após uma ação criminosa, confirmada por meio de um laudo do Instituto Médico Legal. Após parte do prédio ter sido derrubada, a promotora responsável pelo caso, Audrey Ility, entrou com uma medida cautelar alegando que não há briga judicial pela posse do imóvel e cobrando a imediata restauração e toda a catalogação de dados arquitetônicos, para que se ainda sim o prédio desabar ele seja reconstuído nos mesmos moldes.

Thayane Paes

Colonial Sinop sabotagem

Pichações na estrutura que cerca O Colonial denuncia a ação criminosa, que resultou na derrubada de parte do prédio que é tombado Patrimônio Histórico de Sinop

Galeria de Fotos

Credito: Thayane Paes
Credito: Thayane Paes
Credito: Thayane Paes

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • leoleo | Sexta-Feira, 14 de Fevereiro de 2014, 08h20
    0
    1

    Todos os Sinopenses sabe da importância do Colonial, só que ao meu ver, o imóvel é particular. Nada mais justo que a prefeitura, órgãos responsáveis e até mesmo os vândalos que o picharam, vocês, deveriam indenizar os proprietários num valor justo e ai sim torna-lo patrimônio da cidade. Falar é fácil, pichar é fácil, denunciar é fácil, tornar algo particular em público e se apossar na mão grande como é o caso do ministério público, da prefeitura e dos vândalos é muito fácil. Querem o imóvel como patrimônio? Indenizem os donos. Ficaria muito mais prático e o imóvel não estaria no estado que está, ocasionando a demora que se tornou em resolver o problema. O buraco aí é mais em baixo, como sempre o problema foi e continua sendo político ou seja interesse, que é o que a política se tornou, interesse próprio é o que se resume a política. Novos vereadores(que já fizeram muita festa no colonial) vamos arregaçar as mangas, muita coisa já passou por baixo desta ponte no passado e não deve continuar a rolar. Vamos sermos justos e parar de ficar com interesses pessoais. O caso requer solução, o imóvel já esta podre e esta lenga lenga, vai terminar de apodrece-lo. O que estamos cansados é desse abuso de poder que há sobre os imóveis e bens particulares neste país, ninguém é mais dono de nada.

Prefeito e sobrepreço em álcool gel

gustavo melo 400 curtinha   O prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), e sua secretária de Saúde, Manoela Nunes, têm cinco dias para apresentar defesa prévia ao TCE sobre uma denúncia de superfaturamento na compra de materiais de higienização destinados à prevenção do...

Procon decide fazer audiências virtuais

rosamaria 400 curtinha   Por causa da pandemia, que levou à suspensão dos serviços presenciais, a secretária estadual Rosamaria Ferreira (foto), de Assistência Social e Cidadania, e o adjunto de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor, Edmundo da Silva Taques, decidiram que agora o Procon-MT...

Empolgado e já morando em VG

emanuelzinho 400   O deputado federal Emanuelzinho (foto), do PTB, está tão empolgado com a possibilidade de concorrer a prefeito de Várzea Grande que não só transferiu o domicílio eleitoral de Cuiabá para o município vizinho, ainda no ano passado, como também alugou um apartamento...

Prorrogação de mandatos até 2022

Muitos prefeitos e vereadores já trabalham com a hipótese de ganharem mais dois anos de mandato, "esticando" o atual para 2022. O Senado está prestes a aprovar uma PEC para tornar coincidentes os mandatos eletivos. Nesse caso, mandato dos prefeitos, vice e dos vereadores, eleitos em 2016, teria duração de seis anos. E, a partir das urnas de 2022, as eleições passariam a ser gerais para presidente, governadores, prefeitos, senadores, deputados e...

"Cenário apocalíptico" e respiradores

z� do patio 400 curtinha   Um mês depois do escândalo sobre a compra e pagamento de quase R$ 4 milhões por 22 respiradores falsificados, o prefeito Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, tomou duas decisões, mas nenhuma delas no sentido de investigar eventuais falhas de servidor da...

Binotti, a popularidade e a oposição

luiz binotti 400 curtinha   O grupo político do hoje vice-governador Otaviano Pivetta, que comandou Lucas do Rio Verde por mais de duas décadas, terá dificuldades para reconquistar o comando local no pleito deste ano. O pré-candidato Marino Franz, que foi vice de Pivetta e depois prefeito, será o...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.