SINOP - AVANÇOS E PROBLEMAS

Sexta-Feira, 14 de Fevereiro de 2014, 00h:05 | Atualizado: 14/02/2014, 01h:56

Regional se transforma no hospital da discórdia e não atende demanda

Thayane Paes

hospital regional sinop3

Hospital regional, gerenciado pela Fundação de Saúde Comunitária de Sinop, passa por reforma e só disponibiliza 20 leitos quando a capacidade deveria ser para 75

Inaugurado inicialmente em 2008, o prédio iria abrigar um hospital municipal, mas como a Prefeitura de Sinop não conseguiria arcar com as despesas, a unidade passou para a gerência do Estado e se tornou um Hospital Regional. Planejado para 25 UTIs e 75 leitos, o hospital nunca funcionou em toda sua capacidade e há dois anos passa por reformas para atender exigências da Vigilância Sanitária. Apenas 20 leitos estão em uso, o que limita os atendimentos e internação de urgência e emergência.

O hospital atualmente é gerenciado pela Fundação de Saúde Comunitária de Sinop, que recebe mensalmente cerca de R$ 1,4 milhão para administrá-lo e já foi contemplado com outros R$ 5 milhões do Ministério da Saúde e ainda mais R$ 500 mil repassados pelo Governo do Estado, tudo para obras de reforma.

Na parte do hospital que ainda não está em uso estão previstos pronto-atendimento infantil e adulto, ambulatorial e ambulatorial de ortopedia. Por conta disso, só no ano passado a Defensoria Pública do Estado em Sinop ingressou com mais de 110 ações obrigando Estado e Município ao atendimento de pacientes que dependiam de procedimentos de urgência.

Sinop registra mais de 130 mil habitantes e, por ser pólo do Nortão, o setor de saúde precisa atender pacientes de outros 15 municípios próximos e até de algumas cidades do Pará. O secretário estadual de Saúde Jorge Lafetá assegurou que no primeiro semestre deste ano inaugura o hospital.

Dengue

Sinop já ocupou as estatísticas de município com maior registro de vítimas da dengue do Estado. Foi no ano passado, com mais de 8 mil casos e 4 mortes. Segundo levantamento da secretaria de Estado e Saúde, de 1º de janeito a 6 de Fevereiro deste ano, já foram 336 casos, superando Cuiabá, com 66 notificações. 

Galeria de Fotos

Credito: Thayane Paes
Credito: Thayane Paes
Credito: Thayane Paes

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Joel | Sexta-Feira, 14 de Fevereiro de 2014, 22h20
    0
    0

    Oh Raimundo me desculpe , mais você não sabe o que está falando, eu tb sou servidor de carreira da SÉS, o Mauri não repassou mais dinheiro para Sinop, porque o contrato e a distribuição de recursos do Ministério da Saúde já estavam definidos pelos ex secretários, ele só cumpriu o que estava escrito. Pelo contrário todos os equipamentos do Hospital de Sinop comprados até agora foram feitos pelo esforço do Mauri. Aliás o Secretário mais sério e honesto que a SES já teve. Infelizmente não deixaram ele trabalhar, como disse a Lúcia o Mauri foi usado pelo governador para tirar aquela cambada do Pedro Henry da SÉS. Não houve desvio nenhum, todos os repasses de contrato o Mauri passou para Sinop. seja justo.

  • Raimundo Mendes | Sexta-Feira, 14 de Fevereiro de 2014, 11h04
    0
    0

    A Lúcia esta coberta de razão. Digo isso porque sou servidor da saúde efetivo. O Senhor Mauri Rodrigues, secretário de Estado de Saúde nomeado pelo senhor Governador e indicado pelo Senhor Juarez, só prejudicou a saúde de Sinop porque tem inimizade com o Diretor da Fundação que administra o Hospital Regional. Chegou ao absurdo de desviar dinheiro do ministério da saúde destinado a Sinop para outros hospitais só por pirraça. Esse senhor é prejudicial ao Município. Agora estão tentando achar meio de atender as necessidades de Sinop e não tem mais dinheiro por o senhor Mauri mandou para outras regiões.

  • Lúcia | Sexta-Feira, 14 de Fevereiro de 2014, 08h31
    0
    0

    A culpa deste Hospital estar ainda assim e exclusiva do Juarez Costa. Esse prefeito e muito teimoso, rancoroso tem muito medo de sombra. Sinop tem dois Deputados Federais e dois Deputados Estaduais, tinha um Secretário Estadual de Saúde que serviu de boi de piranha, foi só usado para tirar a turma do Pedro Henry da SÉS, foi usado pelo Governador que não tinha coragem de enfrentar o Pedro Henry. O Juarez nunca respeitou e deu valor aos parlamentares e nem a secretários estaduais, sempre se achou auto suficiente. Nunca foi aos gabinetes do Nilson Leitão, Roberto Doerner, Baiano Filho e Dilmar Dal Bosco. Se tivesse tido tido humildade e reconhecesse o trabalho dos outros com certeza esse hospital já estava funcionando a tempo. Culpa do Juarez, somente dele.

Prefeito e sobrepreço em álcool gel

gustavo melo 400 curtinha   O prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), e sua secretária de Saúde, Manoela Nunes, têm cinco dias para apresentar defesa prévia ao TCE sobre uma denúncia de superfaturamento na compra de materiais de higienização destinados à prevenção do...

Procon decide fazer audiências virtuais

rosamaria 400 curtinha   Por causa da pandemia, que levou à suspensão dos serviços presenciais, a secretária estadual Rosamaria Ferreira (foto), de Assistência Social e Cidadania, e o adjunto de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor, Edmundo da Silva Taques, decidiram que agora o Procon-MT...

Empolgado e já morando em VG

emanuelzinho 400   O deputado federal Emanuelzinho (foto), do PTB, está tão empolgado com a possibilidade de concorrer a prefeito de Várzea Grande que não só transferiu o domicílio eleitoral de Cuiabá para o município vizinho, ainda no ano passado, como também alugou um apartamento...

Prorrogação de mandatos até 2022

Muitos prefeitos e vereadores já trabalham com a hipótese de ganharem mais dois anos de mandato, "esticando" o atual para 2022. O Senado está prestes a aprovar uma PEC para tornar coincidentes os mandatos eletivos. Nesse caso, mandato dos prefeitos, vice e dos vereadores, eleitos em 2016, teria duração de seis anos. E, a partir das urnas de 2022, as eleições passariam a ser gerais para presidente, governadores, prefeitos, senadores, deputados e...

"Cenário apocalíptico" e respiradores

z� do patio 400 curtinha   Um mês depois do escândalo sobre a compra e pagamento de quase R$ 4 milhões por 22 respiradores falsificados, o prefeito Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, tomou duas decisões, mas nenhuma delas no sentido de investigar eventuais falhas de servidor da...

Binotti, a popularidade e a oposição

luiz binotti 400 curtinha   O grupo político do hoje vice-governador Otaviano Pivetta, que comandou Lucas do Rio Verde por mais de duas décadas, terá dificuldades para reconquistar o comando local no pleito deste ano. O pré-candidato Marino Franz, que foi vice de Pivetta e depois prefeito, será o...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.